A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
Aula 01

Pré-visualização | Página 1 de 14

Aula 01
Legislação do CONFEA p/ CREA-SE (Nível Médio)
Professor: Tiago Zanolla
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
 
Aula 01 
RESOLUÇÃO N.º 1002/2002 - CÓDIGO DE ÉTICA 
PROFISSIONAL DO ENGENHEIRO 
 
Sumário 
 
1 – Código de Ética Profissional do Engenheiro ............................................. 3 
1.1 - Da identidade das profissões e dos profissionais ............................... 3 
1.2 - Dos princípios éticos ....................................................................... 5 
1.2 - Dos deveres ................................................................................ 8 
1.4 - Das condutas vedadas .................................................................. 10 
1.5 - Dos direitos ................................................................................. 12 
1.6 - Da infração ética .......................................................................... 13 
2 - Questões Propostas ........................................................................... 14 
Gabaritos ............................................................................................ 23 
3 - Questões Comentadas ........................................................................ 24 
4 - Considerações Finais .......................................................................... 47 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
AULA 01 – CÓDIGO DE ÉTICA DO ENGENHEIRO 
Oi, amigo(a)! Tudo bem? 
É uma imensa satisfação saber que você aprovou nosso curso e assim recebê-lo 
em nossa segunda aula. Certamente você fez a escolha certa! Isso será 
perceptível no decorrer das aulas, na medida em que formos desenvolvendo os 
assuntos. 
Antes de iniciar a aula devemos fazer a seguinte observação: Nem todas as regras 
expressas no Código de Normas são de importância para o nosso curso. 
Tampouco tem probabilidade de cobrança em provas. Assim, algumas vezes, 
iremos passar rapidamente pelo texto, nos limitando a replicar a norma 
regulamentar. 
E lembre-se. Qualquer dúvida, sugestão ou informação estou inteiramente 
disponível pelo nosso e-mail ou no fórum de dúvidas. 
zanolla.estrategia@gmail.com 
Na aula de hoje vamos estudar por completo o Código de Ética Profissional do 
Engenheiro e também fazer diversas questões. 
Boa Aula!!! 
 
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
1 – Código de Ética Profissional do Engenheiro 
Na aula anterior estudamos os aspectos introdutórios do Código de Ética 
Profissional da Engenharia (CEPE). Vimos também a quais profissionais o código 
se aplica. Hoje vamos estudar o código por completo. 
Vale lembrar que o objetivo é acertar as questões de prova. Você irá perceber 
que as questões em geral cobram a literalidade da norma. Por isso, nosso 
objetivo é facilitar a absorção e a memorização do conteúdo. De nada adianta 
vastos diálogos sobre a norma, se isso não lhe ajudar a acertar as questões. Não 
há jurisprudência ou doutrina acerca dessas normas. 
Você também tem uma infinidade de outras disciplinas para estudar. Discussões 
doutrinárias só o farão perder tempo. 
Por isso, repito: as questões geralmente versam sobre a literalidade da norma. 
Acredite quando eu falo isso. Por isso, o material que será apresentado é mais 
que o suficiente para as acertar. 
Bons estudos! 
 
1.1 - Da identidade das profissões e dos profissionais 
Identidade Profissional 
Cada profissão tem um perfil próprio, ou seja, as características dos trabalhos 
realizados produzem resultados próprios da atividade. É isso o que esse tópico 
define. 
Artigo 4º As profissões são caracterizadas por seus perfis próprios, pelo saber científico 
e tecnológico que incorporam, pelas expressões artísticas que utilizam e 
pelos resultados sociais, econômicos e ambientais do trabalho que 
realizam. 
Então, pela definição do CEPE, a identidade das profissões é definida por: 
Saber científico e 
tecnológico
Características 
das Profissões
Expressões artísticas 
que utilizam
Resultados
Sociais
Econômicos
Ambientais
 
 
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
Saber Especializado 
Artigo 5º Os profissionais são os detentores do saber especializado de suas profissões 
e os sujeitos proativos do desenvolvimento. 
O saber especializado é o que difere o profissional do não profissional. Esse saber 
é resultado da identidade profissional que vimos no item anterior. 
Ademais, afirmar que os profissionais são sujeitos proativos de seu 
desenvolvimento, quer dizer que eles mesmos são agentes transformadores de 
seu crescimento e evolução. 
 
Objetivo da Profissão 
O objetivo profissional não visa apenas ao trabalho em si. O CEPE considera que 
o exercício profissional tem impacto em toda a sociedade. 
Artigo 6º O objetivo das profissões e a ação dos profissionais volta-se para o bem-estar e 
o desenvolvimento do homem, em seu ambiente e em suas diversas dimensões: como 
indivíduo, família, comunidade, sociedade, nação e humanidade; nas suas raízes 
históricas, nas gerações atual e futura. 
Bem-estar e 
desenvolvimento do 
homem
Código de Ética 
Profissional
indivíduo, família, comunidade, 
sociedade, nação e humanidade; 
nas suas raízes históricas, nas 
gerações atual e futura. 
 
 
Aplicação do CEPE às organizações profissionais 
O Código de Ética Profissional não se aplica somente aos indivíduos, mas também 
às entidades organizadas pela sociedade (sindicatos, clubes etc.) e órgãos 
públicos institucionais (CREA, CONFEA etc.). Tais entidades devem ser 
administradas com o mesmo compromisso ético de seus integrantes. 
Artigo 7º As entidades, instituições e conselhos integrantes da organização 
profissional são igualmente permeados pelos preceitos éticos das profissões e 
participantes solidários em sua permanente construção, adoção, divulgação, preservação 
e aplicação. 
O dispositivo também dispõe que a ética e as profissões estão em permanente 
construção. A evolução dos conceitos de ética ocorre dentro de determinados 
contextos específicos elaborados pelo homem. Significa dizer que a evolução 
resulta de condições civilizacionais e de contemporaneidade que foram mudando 
ao longo do tempo. 
Por outras palavras, é a sociedade que determina as regras da ética (seja por 
meio das leis, dos costumes, da Moral, de códigos de conduta ou da deontologia), 
mas existe sempre um espaço de consciência individual que permite a cada 
cidadão estabelecer as suas fronteiras desde que não infrinja princípios 
determinados por regras de conduta sociais. 
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
Infere-se que o CEPE é construído por uma sociedade com base nos valores 
históricos e culturais contemporâneos. 
 
1.2 - Dos princípios éticos 
Os princípios éticos são fundamentos que alicerçam a prática profissional. 
Corporificam um ideal de conduta e otimizam o agir dos homens impondo certos 
limites balanceando a sua atuação. 
Conforme SUNDFELD1, princípios são “ideias centrais de um sistema, ao qual dão 
sentido lógico, harmonioso, racional, permitindo a compreensão