A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
Aula 01

Pré-visualização | Página 4 de 14

para a resolução da questão. Por isso, vamos 
comparar as assertivas com o texto regulamentar: 
a) Descumprir voluntária e injustificadamente com os deveres do ofício. 
CORRETA. Disposição literal da norma: 
Artigo 10º 
No exercício da profissão são condutas vedadas ao profissional: 
I) ante o ser humano e a seus valores: 
a) descumprir voluntária e injustificadamente com os deveres do ofício; 
b) Usar de privilégio profissional ou faculdade decorrente de função de 
forma abusiva, para fins discriminatórios ou para auferir vantagens 
pessoais. 
CORRETA. Disposição literal da norma: 
Artigo 10º No exercício da profissão são condutas vedadas ao profissional: 
I) ante o ser humano e a seus valores: 
b) usar de privilégio profissional ou faculdade decorrente de função de forma abusiva, para 
fins discriminatórios ou para auferir vantagens pessoais; 
 
diego
Realce
diego
Realce
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
c) Formular proposta de salários superiores ao mínimo profissional legal. 
ERRADA. O que é vedado é formular proposta salarial inferior ao mínimo. 
Artigo 10º No exercício da profissão são condutas vedadas ao profissional: 
III) nas relações com os clientes, empregadores e colaboradores: 
a) formular proposta de salários inferiores ao mínimo profissional legal; 
 
d) Prestar de má-fé orientação, proposta, prescrição técnica ou qualquer 
ato profissional que possa resultar em dano às pessoas ou a seus bens 
patrimoniais. 
CORRETA. Disposição literal da norma: 
Artigo 10º No exercício da profissão são condutas vedadas ao profissional: 
I) ante o ser humano e a seus valores: 
c) prestar de má-fé orientação, proposta, prescrição técnica ou qualquer ato profissional 
que possa resultar em dano às pessoas ou a seus bens patrimoniais; 
 
e) Suspender serviços contratados, de forma injustificada e sem prévia 
comunicação. 
CORRETA. Disposição literal da norma: 
Artigo 10º No exercício da profissão são condutas vedadas ao profissional 
III) nas relações com os clientes, empregadores e colaboradores: 
f) suspender serviços contratados, de forma injustificada e sem prévia comunicação; 
GABARITO: Letra C 
 
1.5 - Dos direitos 
Os direitos dividem-se em duas categorias: os direitos coletivos e os direitos 
individuais do profissional. 
 Direitos Coletivos: Tem como característica a transindividualidade, ou 
seja, transcendem o indivíduo e têm como titulares um determinado grupo 
ou categoria. 
 Direitos Individuais: Seus titulares são pessoas determinadas e regem 
as relações individuais. 
 
Artigo 11º São reconhecidos os direitos coletivos universais inerentes às 
profissões, suas modalidades e especializações, destacadamente: 
a) à livre associação e organização em corporações profissionais; 
b) ao gozo da exclusividade do exercício profissional; 
c) ao reconhecimento legal; 
d) à representação institucional. 
 
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
Artigo 12º São reconhecidos os direitos individuais universais inerentes aos 
profissionais, facultados para o pleno exercício de sua profissão, destacadamente: 
a) à liberdade de escolha de especialização; 
b) à liberdade de escolha de métodos, procedimentos e formas de expressão; 
c) ao uso do título profissional; 
d) à exclusividade do ato de ofício a que se dedicar; 
e) à justa remuneração proporcional à sua capacidade e dedicação e aos graus de 
complexidade, risco, experiência e especialização requeridos por sua tarefa; 
f) ao provimento de meios e condições de trabalho dignos, eficazes e seguros; 
g) à recusa ou interrupção de trabalho, contrato, emprego, função ou tarefa quando 
julgar incompatível com sua titulação, capacidade ou dignidade pessoais; 
h) à proteção do seu título, de seus contratos e de seu trabalho; 
i) à proteção da propriedade intelectual sobre sua criação; 
j) à competição honesta no mercado de trabalho; 
k) à liberdade de associar-se a corporações profissionais; 
l) à propriedade de seu acervo técnico profissional. 
 
1.6 - Da infração ética 
Artigo 13º Constitui-se infração ética todo ato cometido pelo profissional que atente 
contra os princípios éticos, descumpra os deveres do ofício, pratique condutas 
expressamente vedadas ou lese direitos reconhecidos de outrem. 
Para fins deste Código de Ética, fica caracterizado como infração ética: 
Qualquer ato que atente contra 
os princípios éticos
INFRAÇÃO 
ÉTICA
Descumprir os deveres do ofício
Praticar condutas vedadas
Lesar direitos de outrem
 
Artigo 14º A tipificação da infração ética para efeito de processo disciplinar será 
estabelecida, a partir das disposições deste Código de Ética Profissional, na forma que a lei 
determinar 
O Código de Ética silencia quanto às penalidades, acatando o disposto na Lei nº 
5.194/1966. A título de curiosidade, são infrações aplicáveis: 
Art. 71 - As penalidades aplicáveis por infração da presente Lei são as seguintes, de acordo 
com a gravidade da falta: 
a) advertência reservada; 
b) censura pública; 
c) multa; 
d) suspensão temporária do exercício profissional; 
e) cancelamento definitivo do registro. 
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
diego
Realce
 
 
 
Prof. Tiago Zanolla www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 47 
 
LEGISLAÇÕES CONFEA/CREA P/ CREA-SE 
Teoria e questões comentadas 
Aula 01 – Prof. Tiago Zanolla 
 
Parágrafo único - As penalidades para cada grupo profissional serão impostas pelas 
respectivas Câmaras Especializadas ou, na falta destas, pelos Conselhos Regionais. 
O Código de Ética também não dispõe acerca do procedimento ético. Este é dado 
pela Resolução CONFEA nº 1004 que dispõe sobre o Regulamento para a 
Condução do Processo Ético Disciplinar. 
--- 
Bem, pessoal, finalizamos o código de ética. Vamos treinar agora. 
 
2 - Questões Propostas 
 
 (CONSULPLAN – 2011 – CREA RJ) 
De acordo com a Resolução nº. 1002, de 26 de novembro de 2002, nas relações 
com os clientes, empregadores e colaboradores, devem os profissionais, EXCETO: 
a) Dispensar tratamento justo a terceiros, observando o princípio da equidade. 
b) Resguardar o sigilo profissional mesmo que instado a divulgar informações, 
por determinação legal ou judicial. 
c) Fornecer informação certa, precisa e objetiva em publicidade e propaganda 
pessoal. 
d) Atuar com imparcialidade e impessoalidade em atos arbitrais e periciais. 
e) Alertar sobre os riscos e responsabilidades relativos às prescrições técnicas e 
as consequências presumíveis de sua inobservância. 
 
 (CESPE – 2012 – Câmara dos Deputados) 
O código de ética profissional enuncia os fundamentos éticos e as condutas 
necessárias à boa e honesta prática das profissões, além de relacionar direitos e 
deveres correlatos de seus profissionais. Com base no código de ética profissional 
do engenheiro, julgue o item subsecutivo. 
Na prática da profissão, entre outros princípios éticos, o profissional deve 
considerar que a profissão é bem social da humanidade e que ele é o agente 
capaz de exercê-la, devendo estar ciente de que seus objetivos maiores são a 
preservação e o desenvolvimento harmônico do ser humano, de seu ambiente e 
de seus valores. A profissão é alto título de honra e sua prática exige conduta 
honesta, digna e cidadã. 
 
 (CESPE – 2012 – Câmara dos Deputados) 
É dever do profissional, nas relações com os clientes, empregadores

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.