A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
COCOS E BACILOS GRAM-NEGATIVOS

Pré-visualização | Página 1 de 1

Cocos e bacilos Gram-negativos
Aspectos gerais
Simbióticos ou parasitários 
Capacidade de usar glicose como fonte de carbono: fermentadores e não fermentadores
Bacilos
Fermentadores de glicose:
· Enterobactérias
Não fermentadores:
· Pseudomonas
· Burkholderia
· Stenotrophomonas
Cocos
Fermentadores:
· Neisseria
· Haemophilus
Não fermentadores:
· Acinetobacter
Bacilos fermentadores
Síndromes comunitárias: disenteria (Shigella spp.), colite hemorrágica (E. coli O157:H7), febre tifoide (Salmonella Typhi), salmonelose (Salmonella spp.) e pneumonia aspirativa associada ao alcoolismo (K. pneumoniae)
E. coli habita o TGI sem causar danos, mas há algumas espécies patogênicas:
· E. coli enteropatogenica (EPEC)
· Diarreia em crianças em subdesenvolvidos
· E. coli enteroinvasora (EIEC)
· E. coli enterotoxigenica (ETEC)
· E. coli enteroagregativa (EAEC)
· E. coli enterohemorragica (EHEC)
· E. coli de adesão difusa (DAEC)
· E. coli uropatogênicas (UPEC)
· ITU normalmente não complicada
Outras espécies:
· Shigella
· Muco e sangue nas fezes
· Yersinia
· Y. enterocolitica, pseudotuberculosis e pestis (peste)
· Salmonella
bacilos não fermentadores
Patógenos oportunistas com grande capacidade de adaptação
Resistência intrínseca 
Pseudomonas
Aeróbias estritas, não formam esporos, flagelo polar
Oxidase-positivas
· P. aeruginosa
· Oportunista em UTI com ventilação mecânica 
· Comunidade: pele por feridas
· Pneumonia, pele, partes moles, sange
· Mortalidade: 50%
· P. stutzeri
· P. florescens
Burkholderia
· B. cepacia
· Bacteriemia, pneumonia e ITU
· Fibrose cística: exacerbação pulmonar
· B. gladioli
· B. mallei
· B. pseudomallei
· Mieloidose
· Inoculação percutânea – solo
· Inalação e ingestão não descartadas
· Febre, pneumonia e viajantes da Ásia e Austrália 
Cocos e cocobacilos fermentadores
Neisseria e Haemophilus
Neisseria
Cocos, diplococos, diplobacilos ou em cadeia
Aerobiose e anaerobiose
Imóveis, não esporuladas, oxidase-positivas e maioria catalase e nitrato-positivas
Diferem em meio de crescimento: meningococo deve ser cultivado em ágar-sangue e gonococo em TMM com estufa de CO2
Habitam mucosas
· N. meningitides (meningococo)
· Encapsulados
· Bacteriemia
· Meningite meningocócica
· Via respiratória ou contato com secreções
· Sorogrupos A, B, C, Y e W
· Coloniza oro e nasofaringe em 10%
· N. gonorhoeae (gonococo)
· Pili
· Crianças: provável abuso-sexual
· IST – gonorreia: boca, uretra, olho e anus
· Em mulheres pode ser assintomática – devem ser tratadas. Ou podem apresentar corrimento, endocervicite, uretrite e DIP
· Incubação de 1 a 7 dias
· Homem: uretrite que pode evoluir para epididimite, prostatite e estenose uretral
· Conjuntivite: oftalmia neonatorum em filhos de mulheres contaminadas
· Sistêmicas: raras – febre, tremores, lesões cutâneas e artrite
Haemophilus
Anaeróbios facultativos, não moveis, não esporulados
Oro e nasofaringe de 50%
· H. influenzae
· Mais frequente e mais virulento: capsular B
· Crianças < 5 anos: celulite e epiglotite
· Meningite, pneumonia e pericardite
· Campanhas de vacinação
· H. parainfluenzae
· Cavidade oral e faríngea 
· ITRS: OAM e sinusite
· H. ducreyi
· Cancro-mole: IST 
· Única lesão genital dolorosa + linfadenopatia inguinal
Cocobacilos não fermentadores
Estritamente aeróbios, não moveis, catalase-positivos e oxidase-negativos
Acinetobacter 
Capacidade de sobrevivência longa em superfícies abióticas
Contaminantes da pele humana
Rara presença na orofaringe e reto
· A. baumannii
· Oportunista causador de infecções nosocomiais
· Surtos de difícil controle: UTI + queimados
· Pneumonia, sepse, infecções de pele e meningite
· Principal causador de ICS em pacientes de UTI
Moraxella
Infecções oculares e TRS
· M. catarrhalis
· OMA e sinusite
· Ocupa o TRS de crianças e adultos
1
2