A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
REGIMES E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS - APOL 1 - TERCEIRA TENTATIVA

Pré-visualização | Página 1 de 4

Questão 1/10 - Regimes e Organizações Internacionais
Considere o trecho a seguir:
“Muito se tem falado nos últimos anos sobre a «grandeza» americana, invocada em nome de um novo nacionalismo ensimesmado e virado contra o mundo. Contudo, essa invocação parece fundada num enorme equívoco, pois muita da «grandeza» americana deriva precisamente do seu internacionalismo liberal que se consagrou há cem anos e que marcou todo um «século americano», se considerarmos a expansão dos interesses dos Estados Unidos no mundo – mas, por essa via, também a expansão do institucionalismo e da criação de organizações internacionais globais, da afirmação do princípio da autodeterminação a par da ideia da liberdade dos mares e do comércio livre, do crescimento económico e do desenvolvimento científico, da difusão dos direitos humanos ou ainda das diferentes vagas de democratização em todo o mundo. O que queremos realçar aqui é que a grande prosperidade americana que caracterizou o século passado se fundou na capacidade de projeção dos valores americanos, fosse pelo seu hard power (tendo em conta a sua capacidade militar e tecnológica, bem como o seu poder económico), ou pelo seu hábil soft power (se pensarmos na sua capacidade de persuasão diplomática ou na força de atração económica e cultural), afirmados não como narrativa imperial e exclusiva, mas como desafio liberal e partilhado.”
Fonte: DIAS, Mónica. Sobre a «grandeza» americana o legado de woodrow wilson e a urgência de um novo internacionalismo. Relações Internacionais [online]. 2019, n.63, pp.09-25. Disponível em: <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-91992019000300002&lng=pt&nrm=iso>. ISSN 1645-9199. http://dx.doi.org/10.23906/ri2019.63a02.
Levando em conta os conteúdos discutidos na Aula 2 da disciplina de Regimes e Organizações Internacionais, e a contextualização acima, analise as afirmações abaixo e assinale a correta quanto ao contexto de surgimento das organizações internacionais:
I. Surgem em um contexto de otimismo pós-Primeira Guerra Mundial.
II. Baseava-se na perspectiva realista de que as organizações não seriam capazes de evitar guerras.
III. Baseava-se na perspectiva de que o direito internacional ou as organizações internacionais seriam responsáveis por evitar uma nova guerra.
IV. A perspectiva teoria que foi base para o surgimento das organizações internacionais permaneceu como a dominante até o final do século XX.
Nota: 0.0
	
	A
	Apenas a afirmação I está correta.
	
	B
	Apenas a afirmação II está correta.
	
	C
	Apenas a afirmação III está correta.
	
	D
	Apenas a afirmação IV está correta.
	
	E
	Apenas as afirmações I e III estão corretas
O surgimento das organizações internacionais e seu campo de estudos é fruto de um contexto de otimismo pós-Primeira Guerra Mundial. Esse otimismo fica evidente nas propostas de quatorze pontos de Woodrow Wilson e se baseava no entendimento de que o direito internacional ou as organizações internacionais seriam responsáveis em evitar uma nova guerra. Esse contexto foi refletido na produção teórica do período a qual tratava do papel das Ligas e organizações internacionais em evitar guerras (HERZ; HOFFMANN, 2004). A partir da década de 1930, esse otimismo foi substituído pela literatura realista, a qual se tornaria a teoria dominante das relações internacionais nas próximas décadas.
Referência: Rota de Aprendizagem de Regimes e Organizações Internacionais. Aula 2. Tema 1 “Regimes e organizações no contexto das teorias das RI”.
Questão 2/10 - Regimes e Organizações Internacionais
Leia o trecho a seguir:
“Revelando atitude intelectual mais aberta e mais simpática, Alexander Wendt escala uma nova fase dessa evolução recente das teorias. Construtivista, construtivista racionalista como se apresenta a si mesmo, surpreendeu o meio acadêmico em 1999 com seu livro Social Theory of International Politics. Wendt inicia a demolição do imperialismo das teorias das relações internacionais. Essas teorias, segundo o autor, nunca foram capazes de prever algo que já não fosse uma tendência em curso. Ávido por idéias novas, não hesita em colocar em cheque por meio de seu ecletismo metodológico o conhecimento disponível para explicar as relações internacionais. O realismo, por exemplo. Existem três paradigmas de Estado, afirma: o hobbesiano, que vê os outros como inimigos, o lockeano, que os vê como rivais, e o kantiano, que os vê como amigos. Embora pretenda golpear o realismo, que opera em seu entender por meio do primeiro modelo, o argumento de Wendt permanece em certa medida tributário dessa corrente”
Fonte: CERVO, Amado Luiz. Conceitos em Relações Internacionais. Rev. bras. polít. int. [online]. 2008, vol.51, n.2, pp.8-25. Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-73292008000200002&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1983-3121. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-73292008000200002.
Tendo como base a contextualização acima e os conteúdos da Aula 2 da disciplina de Regimes e Organizações Internacionais, analise as afirmativas e assinale a alternativa que expõe, corretamente, a perspectiva construtivista, aderida por Alexander Wendt:
I. O autor enfatiza a maneira como as identidades e os interesses são fatores socialmente construídos.
II. Embora essa teoria esteja preocupada com as ideias, interesses e instituições, ela dispensa a preocupação com a sua naturalização.
III. O objetivo do construtivismo é compreender e explicar a construção social dos atores e das estruturas sociais.
IV. O foco dessa teoria está na compreensão dos processos que originam as instituições, os regimes, as regras e que também regulam a vida social e as relações internacionais.
Nota: 0.0
	
	A
	Apenas a afirmação I está correta.
	
	B
	Apenas a afirmação II está correta.
	
	C
	Apenas a afirmação III está correta.
	
	D
	Apenas as afirmações III e IV estão corretas.
	
	E
	Apenas as afirmações I, III e IV estão corretas.
O construtivismo tem como Alexander Wendt um dos percursores da corrente teórica. Em sua obra ‘A Anarquia é o que os Estados fazem dela’, o autor critica o debate neo-neo por ele estar enraizado no conceito da racionalidade. Para Wendt, o problema da escolha racional está no entendimento de que identidades, ideias e interesses dos atores são determinados externamente (LACERDA, 2013). Desse modo, os trabalhos representados pela corrente construtivista enfatizam a maneira de como as identidades e os interesses são fatores socialmente construídos (HERZ; HOFFMANN, 2004). O objetivo do construtivismo é “compreender e explicar a construção social dos atores e das estruturas sociais” (HERZ; HOFFMANN, 2004, p. 66). Isso significa que o foco desta teoria está na compreensão dos processos que originam as instituições, os regimes, as regras e que também regulam a vida social e as relações internacionais (SOLÓMON, 2016).
Referência: Rota de aprendizagem da Aula 2, tema 4, “O Construtivismo e a inserção dos atores sociais”.
Questão 3/10 - Regimes e Organizações Internacionais
Leia o trecho a seguir:
“Desde meados da década de 70 a análise de regimes internacionais tem ocupado uma parte expressiva da pesquisa em relações internacionais, permitindo um translado do foco nas relações de poder entre Estados para issue politics (Krasner, 1989; Keohane e Nye, 1977)3. Regimes são conjuntos de princípios, normas, regras e procedimentos para os quais as expectativas dos atores convergem. Estas normas e instituições são marcadas pela ausência de uma ordem política hierárquica e mecanismos de implementação de sanções. Assim, há uma delimitação do comportamento legítimo ou admissível dos atores em um contexto específico. É importante notar que a teoria de regimes se refere a padrões de cooperação vinculados a áreas temáticas. Trabalhos sobre regimes têm possibilitado a compreensão de formas de cooperação internacional e construção de instituições na ausência de governo.”
Fonte: HERZ, Mônica. Teoria das Relações Internacionais no Pós-Guerra Fria. Dados [online]. 1997, vol.40, n.2, pp.-. Available from: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52581997000200006&lng=en&nrm=iso>.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.