A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
44 pág.
Capitulo - XI - EQUILIBRIO_IONICO

Pré-visualização | Página 3 de 9

−→− + − +←
A sabedoria popular recomenda que, logo após o manuseio do peixe, se use limão para remover o cheiro que 
ficou nas mãos. 
a) Considerando que, antes do uso do limão, a concentração de íons OH– no equilíbrio era de 
10–5 mol.L–1, a 25°C, calcule o pH do meio.
b) Aplicando o princípio de Le Chatelier, apresente uma justificativa para a eliminação do cheiro de 
peixe pelo uso de limão.
PROJETO BIOMÉDICAS - QUÍMICA 
Equilíbrio Iônico – Capítulo XI336
23. (UERJ – 2000) 
A tabela abaixo apresenta as informações contidas nos rótulos de oito frascos de diferentes soluções aquosas:
Fórmula do soluto Concentração
H2SO4 0,1 mol.L–1
CH3COONa 0,1 mol.L–1
HCl 0,1 mol.L–1
NaOH 0,2 mol.L–1
CH3COOH 6,0 g.L–1
Ba(OH)2 0,01 mol.L–1
NaCl 25 g.L–1
HNO3 6,3 g.L–1
Todas as soluções encontram-se nas condições ambientais e os ácidos e as bases fortes estão completamente 
ionizados.
a) Escreva as fórmulas dos dois solutos cujas soluções, ao serem misturadas, podem formar uma 
solução tampão e o nome do único soluto cuja solução apresenta caráter neutro.
b) Calcule o pH da solução resultante da mistura de 700 mL da solução de ácido clorídrico com 
300 mL da solução de hidróxido de sódio.
PROJETO BIOMÉDICAS - QUÍMICA 
Equilíbrio Iônico – Capítulo XI 337
Exercício – Medicina
01. (Souza Marques – 2011 – Primeiro semestre) 
A 25°C, o produto de solubilidade do hidróxido de cálcio é igual a 4x10–6. Chamando-se de s1 e s2, 
respectivamente, as solubilidades desse hidróxido em água e em uma solução aquosa de hidróxido de 
potássio de concentração igual a 0,2 mol.L–1, a razão entre s1 e s2 será igual a:
a) 0,01
b) 1
c) 10
d) 100
e) 1000
02. (Souza Marques – 2012 – Primeiro semestre) 
O cobre é um metal resistente ao ataque de diversos ácidos de Arrhenius. Entretanto, quando tratado com 
solução aquosa diluída de ácido nítrico, esse metal não oferece resistência, sendo oxidado de acordo com a 
equação a seguir: 3 Cu(s) + 8 HNO3(aq) → 3 Cu(NO3)2(aq) + 2 NO(g) + 4 H2O(l). Em um recipiente contendo 
2,4 litros de solução aquosa diluída de ácido nítrico foram adicionados 57,15 miligramas de cobre metálico 
puro. Admitindo-se que o cobre e o ácido (completamente ionizado) foram totalmente consumidos na reação, 
assinale a alternativa correspondente ao valor do pH da solução ácida antes de iniciar a reação.
a) 12
b) 11
c) 4
d) 3
e) 2
03. (Souza Marques – 2014 – Primeiro semestre) 
O quadro a seguir fornece informações sobre duas soluções aquosas encontradas sobre a bancada de um 
laboratório.
Solução Soluto [Soluto] (mol.L–1)
Y KOH 1,09 x 10–2
Z HNO3 1,00 x 10–3
Misturando-se, a 25°C, em um mesmo recipiente, 2,00 mL da solução Y, 1,80 mL da solução Z e 196,20 mL de 
água destilada, o pH da solução resultante será igual a:
a) 10,0
b) 9,0
c) 8,0
d) 4,0
e) 3,0
04. (Faculdade de Medicina de Petrópolis – 2012)
SOLUÇÃO – TAMPÃO
 É o tipo de solução em que o pH tende a permanecer o mesmo após a adição de ácidos ou bases fortes. 
As soluções–tampão têm grande importância em processos biológicos. Os fluidos que existem em nosso 
corpo são todos tamponados. Por isso, o conhecimento das soluções-tampão torna-se importante para os 
profissionais de saúde. Suponha que o médico responsável receba as seguintes informações da análise de um 
paciente:
PROJETO BIOMÉDICAS - QUÍMICA 
Equilíbrio Iônico – Capítulo XI338
Solução [H+] (mol.L–1) pH
sangue venoso 4,0x10–8 x
urina 1,0x10–6 y
suco gástrico 1,0x10–2 z
Na interpretação dos resultados fornecidos pelo laboratório, os valores de x, y e z são, respectivamente: 
Dado: log 4 = 0,60.
a) 7,4; 6,0; 2,0
b) 7,4; 8,2; 2,5
c) 6,0; 7,8; 2,5
d) 6,0; 7,8; 2,0
e) 4,8; 6,0; 2,0
05. (Faculdade Gama Filho – medicina – 2011) 
Um frasco contém 250 mL de uma solução preparada pela dissolução de 0,10 gramas de NaOH em água. Uma 
alíquota de 25,00 mL dessa solução foi diluída a 250 mL. Qual o pH da solução resultante após a diluição?
a) 8
b) 9
c) 10
d) 11
e) 12
06. (Faculdade Gama Filho – medicina – 2011) 
A 100 mL de uma amostra de fluido de bateria (solução aquosa de ácido sulfúrico) foram adicionados 800 
mL de solução aquosa de NaOH 0,050 mol.L–1, e o volume final completado a 1000 mL com água destilada. 
A solução resultante apresentou pH = 12. Com base nessas informações, a concentração de ácido (mol.L–1) na 
amostra original de fluido de bateria é:
a) 0,010
b) 0,025
c) 0,050
d) 0,15
e) 0,125
07. (Universidade São Francisco – Medicina – Vestibular de inverno – 2013) 
O pH de uma solução é dado pela relação pH = log10 (1/[H+]), na qual [H+] corresponde à concentração de 
hidrogênio, em íons-grama por litro de solução. O pH refere-se a uma medida que indica se uma solução 
líquida é ácida (pH < 7, a 25°C), neutra (pH = 7, a 25°C), ou básica/alcalina (pH > 7, a 25°C).
a) Qual a concentração de hidrogênio, em íons-grama por litro, para uma solução ácida cujo pH a 
25°C vale 6?
b) Calcule o pH de uma solução que tem [H+] = 10–8 íons-grama por litro, a 25°C, e classifique-a como 
ácida, básica ou neutra.
08. (Universidade São Francisco – medicina – vestibular de inverno – 2013) 
O sulfato de bário (BaSO4) é a principal substância para contraste artificial em exames radiográficos do 
sistema digestório, pois, por se tratar de um sal insolúvel e de baixíssima toxicidade, pode ser ingerido pelo 
paciente e a partir de sua resposta física a uma radiografia tem sua posição facilmente identificada. 
A respeito da substância sulfato de bário, resolva o que se pede.
PROJETO BIOMÉDICAS - QUÍMICA 
Equilíbrio Iônico – Capítulo XI 339
a) Determine a reação química de neutralização total entre o ácido e a base que, a partir de uma 
reação química, geram o BaSO4.
b) Sabendo que a constante do produto de solubilidade do sulfato de bário é igual a 1x10–10, 
determine o valor de solubilidade deste sal, em mol.L–1.
09. (Universidade São Francisco – medicina – vestibular de verão – 2010) 
Alguns exames complementares auxiliam um especialista no diagnóstico da doença do refluxo gastroesofágico. 
Um caráter de impedâncio-pH-metria possui um sensor dista sensível a oscilações de pH, potencial 
hidrogeniônico, que é um índice que indica a acidez, neutralidade ou alcalinidade de um meio qualquer. O 
cálculo de pH é feito por pH = – log [H+], onde [H+] é a concentração de hidrogênio em mol por litro de solução. 
Um determinado paciente apresentou uma concentração hidrogeniônica de 5,0 x 10–5 mol.L–1. Sabendo que 
log 2 = 0,30, o pH dessa concentração é de:
a) 3,3
b) 4,3
c) 4,7
d) 3,7
e) 6,3
10. (Universidade São Francisco – medicina – vestibular de verão – 2010) 
O sangue contém diversos sistemas ácido-base que tendem a manter o pH constante a cerca de 7,40. Um dos 
sistemas de tamponamento é formado pelo par H2CO3/HCO3–. Sabendo que a constante de ionização do ácido 
carbônico vale Ka = 4,3 x 10–7, calcule a relação [HCO3–] / [H2CO3] no sangue para que o pH seja 7,40. Mostre 
os cálculos realizados explicitando, assim, seu raciocínio. 
Dados: 10–7,40 = 4 x 10–8; Ionização do ácido carbônico: H2CO3 + H2O = H3O+ + HCO3–.
11. (Souza Marques – 2011 – Primeiro semestre) 
A tabela a seguir reproduz parte da ficha de informações de segurança de um produto químico comumente 
encontrado nas prateleiras de supermercado.
Nome químico Solução de Hipoclorito de sódio
Família química Inorgânica
Massa molar do soluto (g.mol–1) X
Estado físico Líquido (solução aquosa)
Aparência Líquido de coloração amarelo claro
pH Y
Ingrediente que apresenta riscos Hipoclorito de sódio
Assinale a alternativa que apresenta os valores de X e Y compatíveis com as demais informações fornecidas 
sobre o produto.
a) X = 58,5 e Y = 7
b) X = 74,5 e Y = 11
c) X = 90,5 e Y = 5
d) X = 74,5 e Y = 3
e) X = 58,5 e Y = 10
PROJETO BIOMÉDICAS - QUÍMICA 
Equilíbrio Iônico – Capítulo XI340
12. (UNIFESO – 2010 – primeiro semestre) 
A baixa solubilidade do cromato de estrôncio (SrCrO4) em água pode ser comprovada pelo baixo valor do seu 
produto de solubilidade que, a 25°C, é igual a 3,6 x 10–15. Desse modo, a quantidade