A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
42 pág.
Caderno de Estudo de Patologia Bucal

Pré-visualização | Página 1 de 5

CAMPUS PARQUE ECOLÓGICO e BENFICA 
Curso de Odontologia 
Disciplina: Patologia Bucal 
Práticas em Microscopia 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CADERNO DE PATOLOGIA BUCAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ALUNO (A): Lara de Aquino Santos 
 
MATRÍCULA: 19.2.000510 ANO: 2 0 2 1 SEMESTRE: 4 
 
CAMPUS: Parque Ecológico MANHÃ ( ) NOITE ( X ) 
DESENVOLVIDO POR: 
 
KECYNARA COSTA BARBOSA 
 
SOB ORIENTAÇÃO DA PROFESSORA: 
 
KARINE CESTARO MESQUITA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CADERNO DE PATOLOGIA BUCAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FORTALEZA 
2020 
3 
 
 
SUMÁRIO 
APRESENTAÇÃO ..................................................................................................... 4 
GUIA DE ESTUDO EM PATOLOGIA BUCAL ...................................................... 5 
ALTERAÇÕES DE EPITÉLIO ................................................................................. 6 
CAPÍTULO 01 – LESÕES PERIAPICAIS ............................................................... 7 
GRANULOMA PERIAPICAL .................................................................................. 7 
CISTO PERIAPICAL ................................................................................................ 9 
CAPÍTULO 02 – LESÕES REACIONAIS .............................................................. 11 
GRANULOMA PIOGÊNICO ................................................................................. 11 
LESÃO PERIFÉRICA DE CÉLULAS GIGANTES ................................................ 13 
CAPÍTULO 03 – LESÕES TRAUMÁTICAS ......................................................... 15 
HIPERPLASIA FIBROSA INFLAMATÓRIA ........................................................ 15 
FIBROMA TRAUMÁTICO .................................................................................... 17 
MUCOCELE ........................................................................................................... 19 
CAPÍTULO 04 – LESÕES POTENCIALMENTE MALIGNAS E CEC ............... 21 
LEUCOPLASIA...................................................................................................... 21 
ERITROPLASIA .................................................................................................... 23 
DISPLASIA ............................................................................................................ 25 
QUEILITE ACTÍNICA ........................................................................................... 27 
CARCINOMA EPIDERMÓIDE ............................................................................. 29 
CAPÍTULO 05 – CARCINOMA DE GLÂNDULAS SALIVARES ....................... 33 
CARCINOMA ADENOIDE CÍSTICO .................................................................... 33 
CARCINOMA MUCOEPIDERMÓIDE .................................................................. 35 
CAPÍTULO 06 – TUMOR BENIGNO..................................................................... 37 
AMELOBLASTOMA ............................................................................................. 37 
REFERÊNCIAS ........................................................................................................ 42 
4 
 
 
APRESENTAÇÃO 
Caro aluno (a), seja bem-vindo (a)! 
Este Caderno de Patologia Bucal foi confeccionado com a finalidade de orientá- 
lo e de facilitar sua caminhada neste semestre em todas as atividades práticas da 
disciplina. 
O Caderno de Patologia Bucal agrega mecanismos que são considerados 
extremamente importantes para diagnóstico e tratamento das doenças bucais, 
proporcionando confiança e qualidade na prática laboratorial e futuramente na 
Clínica Escola de Odontologia. 
Pretende-se, com esse material, fornecer ferramentas para a compressão de 
características fisiopatológicas das lesões vistas no laboratório de microscopia e 
torná-lo apto a interpretar e visualizar aspectos relevantes de cada lesão na 
lâmina histopatológica. 
Iremos compreender o conceito de cada lesão, identificar as características clínicas, 
radiográficas, histopatológicas, localização, epidemiologia e o 
tratamento/prognóstico nos capítulos discutidos no decorrer deste caderno. 
 
 
Bons Estudos! 
Esquipe de Patologia Bucal 
5 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Livro: Patologia Oral e Maxilofacial (Brad W. Neville). 4ª Edição, 2016 
6 
 
 
ALTERAÇÕES DO EPITÉLIO 
 
 
 
ALTERAÇÃO CONCEITO 
Acantose Aumento, espessamento da camada espinhosa. 
Granulose Aumento, espessamento da camada granulosa. 
Papilomatose Projeções de “forma de dedo” sobre o tecido conjuntivo. 
Hiperparaceratose Aumento da produção da camada de ceratina com núcleos 
aprisionados. 
Hiperortoceratose Aumento da produção da camada de ceratina sem núcleos 
aprisionados. 
Disceratose Acúmulo intracelular de ceratina. 
Degeneração Vacuolar Acúmulo de líquido intracelular. 
Espongiose Acúmulo de líquido intercelular. 
Exocitóse Célula inflamatória no tecido epitelial. 
Acantólise Não há ligação entre as células, causa uma fenda intraepitelial. 
 
ACANTÓLISE – PAPILOMATOSE – ACANTOSE – DEGENERAÇÃO VACUOLAR – 
HIPERPARACERATOSE – DISCERATOSE – GRANULOSE – EXOCITOSE – 
HIPERORTOCERATOSE – ESPONGIOSE 
7 
 
 
CAPÍTULO 1 
LESÕES PERIAPICAIS 
GRANULOMA PERIAPICAL 
 
Granuloma Periapical 
Massa de tecido de granulação com 
inflamação crônica ou subaguda no ápice 
de um dente não vital. 
 
 
 
 
 
 
 
 CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS 
 Região de periápice; 
 Fase aguda gera dor latejante constante; 
 Fase crônica sintomas associados diminuem; 
 Massa de tecido de granulação; 
 Dente associados não possuem vitalidade. 
 
 
 
 CARACTERÍSTICAS RADIOGRÁFICAS 
 Apresenta área radiolúcida bem definida associada ao ápice do 
dente não vital; 
 Reabsorção óssea/radicular; 
 Lesão pode ser circunscrita ou mal definida; 
 Sem borda radiopaca. 
 
 
 
 
 
Não é possível realizar diagnóstico radiográfico entre cisto e granuloma, 
somente o exame histopatológico é capaz de dar um diagnóstico com 
segurança. 
8 
 
 
 
 
 Tecido de granulação circundado por tecido conjuntivo fibroso; 
 Cápsula de tecido fibroso; 
 Infiltrado de linfócitos, neutrófilos, plasmócitos, mastócitos e eos.; 
 Cristas de colesterol; 
 Células gigantes multinucleadas. 
 
 
 
 
1 - Cristas de Colesterol. Seta Amarela - Células Gigantes. 
 
 
 Tratamento endodôntico. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CARACTERÍSTICAS HISTOPATOLÓGICAS 
TRATAMENTO 
A N O T A Ç Õ E S 
9 
 
 
CAPÍTULO 1 
LESÕES PERIAPICAIS 
 
CISTO PERIAPICAL 
 
 
 
 
 
 
 
Cisto Periapical 
Parede de tecido conjuntivo fibroso revestido 
por epitélio com um lúmen contendo fluído e 
resíduos celulares. 
 
 
 
 
 
 
 
 CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS 
 Não causa aumento de volume; 
 É necessaria à inflamação periapical do granuloma; 
 Cisto inflamatório mais comum (7-54%); 
 Crescimento lento e não atinge um tamanho grande; 
 Assintomático; 
 Dentes associados não possuem vitalidade. 
 
 
 CARACTERÍSTICAS RADIOGRÁFICAS 
 Área circunscrita radiolúcida na região periapical; 
 Lesão delimitada com linha radiopaca circundando a lesão; 
 Pode ser associado com deslocamentos dentários; 
 Perda da continuidade da lâmina dura. 
 
 
 
 
 
 
 
Não é possível realizar diagnóstico radiográfico entre cisto e granuloma, 
somente o exame histopatológico é capaz de dar um diagnóstico com 
segurança. 
10 
 
 
 
 
 Tecido epitelial revestindo a cavidade; 
 Epitélio escamoso estratificado não-queratinizado; 
 Exocitóse (crônico ou misto), espongiose e hiperplasia; 
 Tecido conjuntivo denso; 
 Corpúsculo de Rushton e Corpúsculo de Russel; 
 Fendas de cristais de colesterol. 
 
 
 
 
1 - Lúmen. 
 
2 - Epitélio - Revestimento