A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
108 pág.
Sistema de Produção de Caprinos e Ovinos de Corte para o Semiárido Brasileiro

Pré-visualização | Página 1 de 32

25/07/2021 Sistema de Produção de Caprinos e Ovinos de Corte para o Semiárido Brasileiro
1/108
Caprinos e Ovinos Sistema de Produção de Caprinos e Ovinos de Corte para o SemiáridoBrasileiro
Sumário
Apresentação
Importância econômica
Aspectos agro e zooecológicos
Manejo reprodutivo
Melhoramento Genético
Manejo Nutricional
Alimentação - Volumosos verdes e conservados - Silagem
Alimentação - Volumosos verdes e conservados - Feno
Alimentação - Formação e manejo de capineiras e de pastagens cultivadas para o
Semiárido
Sanidade Animal - Controle de Doenças
Sanidade Animal - Programa de Manejo Sanitário
Sanidade Animal - Controle de Verminose
Referências
Glossário
Dados Sistema de Produção
Embrapa Caprinos e Ovinos
Sistema de Produção, 1
ISSN 1809-1822 1
Versão Eletrônica
 2ª edição | Oct/2016
 
25/07/2021 Sistema de Produção de Caprinos e Ovinos de Corte para o Semiárido Brasileiro
2/108
Sistema de Produção de Caprinos e Ovinos de Corte
para o Semiárido Brasileiro
Apresentação
O Nordeste brasileiro, desde a colonização, pratica a criação de ovinos e caprinos, espécies adaptadas às condições climáticas e
especificidades regionais.
A região detém mais de 80% da vegetação nativa da Caatinga, a principal fonte de alimentação para a maioria dos rebanhos, área
que representa um dos principais desafios ao potencial de produção animal, principalmente na época seca e onde um grande
número de pesquisas vêm se concentrando.
Entretanto, os desafios da produção sustentável no Semiárido vão além daqueles relacionados à alimentação e ao manejo de
forrageiras, incluindo ainda aspectos relacionados ao manejo geral, à reprodução, ao manejo sanitário e ao melhoramento
genético.
A Embrapa Caprinos e Ovinos reconhecendo esta complexidade e a necessidade dos produtores em ter, em uma única publicação,
as principais informações técnicas para produzir caprinos e ovinos no Nordeste Brasileiro, elaborou este sistema de produção que
converge parte das tecnologias desenvolvidas ao longo dos últimos mais de 40 anos de trabalho.
Espera-se que, com a publicação deste Sistema de Produção, a Embrapa Caprinos e Ovinos contribua para que as atividades da
caprinocultura e da ovinocultura de corte no Nordeste brasileiro melhorem sua eficiência como geradoras de emprego e renda
nesta região, bem como promovam a melhoria da qualidade de vida dos nordestinos que têm nessas atividades a base de seu
sustento.
Autores deste tópico:Marco Aurélio D. Bomfim
Importância Econômica
A produção de caprinos e ovinos tem importância para a maioria das economias mundiais e tem um papel fundamental,
especialmente, nas economias dos países em desenvolvimento, visto que, além de envolver um componente social, as carnes
caprina e ovina são consideradas um produto essencial para esses países, pois são utilizadas como fonte de proteína animal para a
população. No Brasil, as carnes caprina e ovina constituem-se em uma das principais fontes de proteína para os que moram na
zona rural do País. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura – FAO (2014), existiam no mundo,
em 2012, aproximadamente 1 bilhão de cabeças de caprinos e 1,17 bilhão de cabeças de ovinos, sendo que os países que mais
produzem fazem parte do grupo dos países em desenvolvimento.
 A exploração dos pequenos ruminantes domésticos no Brasil tem um elevado potencial, uma vez que o País apresenta condições
favoráveis à produção de carne e seus derivados, além de calçados e vestuário oriundos das peles. Aproveitando essas condições
favoráveis e transformando em produtos de origem caprina/ovina e derivados, o País poderá suprir a demanda de sua população e
ainda gerar excedentes que poderão ser exportados. As condições ambientais propícias, aliadas à ampla disponibilidade de terras,
principalmente nas fronteiras em expansão do semiárido nordestino e das regiões Centro-Oeste e Norte do País, propiciam custos
de produção relativamente baixos, favorecendo esse mercado. Entretanto, os sistemas de produção vigentes, em quase a sua
totalidade, representam um retrato dos baixos níveis de organização da cadeia produtiva, com reflexos nos índices de
produtividade, na qualidade dos produtos e na falta de regularidade na oferta. Com tais características, as atividades da
caprinocultura e da ovinocultura no Brasil ainda não conseguiram desenvolver todo o seu potencial de produção e de
competitividade (LEITE, 2005).
 Tanto os caprinos quanto os ovinos estão disseminados por todo o território brasileiro. Das 558 microrregiões existentes no Brasil,
de acordo com o IBGE, os caprinos estavam presentes em 552 e os ovinos em 547 dessas microrregiões, em 2005 (MARTINS et
al., 2006a, 2006b). De acordo com dados do IBGE (2014), em 2012, existiam no Brasil 16,8 milhões de cabeças de ovinos e 8,65
milhões de caprinos, sendo que 56% dos ovinos e 91% dos caprinos estavam localizados na região Nordeste.
 A Tabela 1 apresenta o efetivo de caprinos em 31/12/2012 e as participações relativa e acumulada no efetivo total, segundo as
Unidades da Federação e os 20 municípios com os maiores efetivos, em ordem decrescente, de acordo com os dados do IBGE.
Conforme mencionado anteriormente, mesmo estando disseminados por todos os estados brasileiros, os principais estados
produtores de caprinos estão, em sua maioria, na região Nordeste (cerca de 91% do rebanho caprino). Ainda, todos os 20
municípios com maiores efetivos (que detêm 21,7% dos caprinos do Brasil) estão na região semiárida brasileira.
Tabela 1. Efetivo de caprinos em 31/12/2012 e as participações relativa e acumulada no efetivo total, segundo as Unidades da Federação e os 20
municípios com os maiores efetivos em ordem decrescente.
Unidades da Federação e os 20 municípios com os
maiores efetivos, em ordem decrescente
Efetivos de caprinos em 31/12
(cabeças)
Participações no efetivo total (%)
Relativa Acumulada
Brasil 8.646.463 100
Bahia 2 427 207 28,1 28,1
Pernambuco 1 791 422 20,7 48,8
25/07/2021 Sistema de Produção de Caprinos e Ovinos de Corte para o Semiárido Brasileiro
3/108
Piauí 1 285 033 14,9 63,
Ceará 1 024 255 11,8 75,5
Paraíba 473 184 5,5 81,0
Rio Grande do Norte 383 971 4,4 85,4
Maranhão 369 201 4,3 89,7
Paraná 176 130 2,0 91,7
Minas Gerais 114 682 1,3 93,0
Rio Grande do Sul 100 283 1,2 94,2
Alagoas 67 471 0,8 95,0
Pará 59 895 0,7 95,7
São Paulo 59 271 0,7 96,4
Santa Catarina 57 243 0,7 97,0
Mato Grosso do Sul 37 927 0,4 97,5
Rio de Janeiro 28 969 0,3 97,8
Mato Grosso 26 281 0,3 98,1
Amazonas 22 599 0,3 98,4
Tocantins 22 560 0,3 98,6
Sergipe 19 629 0,2 98,9
Espírito Santo 17 930 0,2 99,1
Acre 17 203 0,2 99,3
Rondônia 15 923 0,2 99,4
Roraima 7 622 0,1 99,5
Amapá 2 891 0,0 99,6
Goiás 36 881 0,4 100,0
Distrito Federal 800 0,0 100,0
20 municípios com maiores efetivos
Floresta - PE 268 900 3,1 3,1
Casa Nova - BA 163 236 1,9 5,0
Petrolina - PE 135 800 1,6 6,6
Uauá - BA 135 000 1,6 8,1
Sertânia - PE 100 000 1,2 9,3
Juazeiro - BA 98 547 1,1 10,4
Serra Talhada - PE 92 000 1,1 11,5
Curaçá - BA 87 987 1,0 12,5
Canudos - BA 85 000 1,0 13,5
Monte Santo - BA 82 000 0,9 14,4
Ibimirim - PE 70 000 0,8 15,2
Tauá - CE 68 162 0,8 16,0
Carnaubeira da Penha - PE 67 687 0,8 16,8
Parnamirim - PE 63 745 0,7 17,6
Campo Formoso - BA 63 525 0,7 18,3
Remanso - BA 62 225 0,7 19,0
Macururé - BA 62 167 0,7 19,7
Custódia - PE 60 000 0,7 20,4
Santa Cruz - PE 55 000 0,6 21,1
Belém de São Francisco - PE 54 815 0,6 21,7
Fonte: IBGE ( 2014).
A Tabela 2 apresenta o efetivo de ovinos em 31/12/2012 e as participações relativa e acumulada no efetivo total, segundo as
Unidades da Federação e os 20 municípios com os maiores efetivos, em ordem decrescente. Diferentemente dos caprinos, a
presença dos ovinos está concentrada, principalmente, nas regiões Nordeste e Sul, mas também se percebe a sua presença em
todos os estados do Brasil. É importante frisar que existe uma diferença fundamental no tipo de ovinos entre as referidas regiões:
na região Sul predominam os ovinos lanados e no Nordeste os deslanados. Animais com aptidões distintas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.