A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
Aprendizados - Livro: Empatia Assertiva (capítulos 1,2,3 e 4)

Pré-visualização | Página 2 de 3

traço de personalidade.
Insinceridade Manipuladora
○ Ocorre quando as pessoas querem que o outro 
gostem dela ou buscam alguma vantagem sendo 
falsas.
○ Insinceridade manipuladora nos elogios: a 
falsidade no pedido de desculpas. Quando para ficar 
“tudo bem” você faz algo que mesmo que discorde, 
quer deixar uma “boa imagem”.
Acontece quando você não se importa o suficiente com alguém a ponto de confrontá-lo diretamente.
Empatia Nociva
○ Quando os chefes estão focados demais em manter a 
paz e harmonia em equipe, mas deixam de criticá-las 
temendo semear a discórdia, por exemplo.
○ A história do cachorro e de sua cauda amputada e a 
história de Bob.
○ A empatia Nociva nos elogios: só estou tentando fazer 
um elogio. Elogiar um, sendo que não foi só ele quem fez 
parte do projeto, por exemplo.
Quando as pessoas evitam criar um mal estar e tensão no ambiente de trabalho
Aproximando-se da Empatia Assertiva
○ Comece recebendo críticas e não criticando: só critique depois 
de mostrar que consegue suportar as críticas alheias.
○ Saiba equilibrar os elogios e as críticas: preocupe-se mais com 
elogios do que com as críticas, mas acima de tudo, seja sincero.
○ O “feedback sanduíche”.
○ A perigosa fronteira entre a agressividade ofensiva e a 
empatia assertiva: “Seu trabalho está uma merda.” “ Quando o 
trabalho não ficou bom…”
○ “Seu trabalho está uma merda.” x “Você é um imbecil”
○ Pense em um exemplo simples: sua braguilha está aberta!
Pense em um exemplo simples
Ficar em silêncio preocupado 
com os sentimentos do outro
EMPATIA NOCIVA
Sussurrar: “Sua 
Braguilha está aberta”
EMPATIA ASSERTIVA
Ficar em silêncio, preocupado 
com os próprios sentimentos 
INSINCERIDADE MANIPULADORA
Gritar: “Olhe aí, sua 
Braguilha está aberta”
AGRESSIVIDADE OFENSIVA
IMPORTE-SE 
PESSOALMENTE
CONFRONTE 
DIRETAMENTE
Capítulo 3 - Saiba o que motiva cada membro de sua equipe
Saiba o que motiva cada membro da sua equipe
Para desenvolver um trabalho excelente, você precisa saber como o 
trabalho de cada pessoa se encaixa nos objetivos dela. O líder precisa 
conhecer cada liderado e desenvolver com ele um relacionamento 
autêntico e humano. 
Premissa: Ajude as pessoas a realizarem os próprios sonhos, saiba o que motiva cada um!
Rochas e Estrelas
Rochas: membros da equipe que se posicionam em uma trajetória 
de crescimento mais gradual, sendo robustos e estáveis. Estão 
satisfeitos com o que tem. Se você respeitar e recompensar as suas 
rochas, elas se tornarão as pessoas mais confiáveis de sua equipe.
Estrelas: membros da equipe que se posicionam em uma trajetória 
de crescimento mais acelerado. Essas pessoas constituem a fonte 
de crescimento da equipe. Elas necessitam da chance de enfrentar 
desafios e de novas oportunidades para continuarem crescendo. 
 
Para manter a equipe coesa você precisa tanto de rochas como de estrelas.
Trajetória de crescimento
○ Trajetória de crescimento acelerado: agente de mudança, 
ambicioso no trabalho, deseja novas oportunidades, 
normalmente se caracteriza como ‘estrela’. Caracterizado 
por mudanças velozes, aprendendo novas habilidade ou 
aprofundando as já existentes muito rápido.
○ Trajetória de crescimento gradual: agente de estabilidade, 
satisfeito no cargo atual, normalmente se caracteriza como 
‘rocha’. Está voltado para melhorias incrementais, não 
repentinas e drásticas. 
Trajetórias de crescimento
1. Impulsionar as pessoas a crescerem rápido não é a melhor prática para desenvolver uma 
equipe de alto desempenho, algumas pessoas simplesmente não querem promoções. 
2. Evite fadigar rochas e entediar as estrelas. Porém, essas denominações são mutáveis, 
não rotule permanentemente as pessoas. 
3. Estar em uma trajetória de crescimento gradual não significa um mau desempenho, 
assim como estar em uma trajetória de crescimento acelerado não significa um ótimo 
desempenho.
Pontos de atenção: 
Desempenho
○ Excelente desempenho/crescimento gradual: Existem pessoas que não estão 
na fase de crescer, todos temos fases na vida que o crescimento acelera ou 
desacelera. Todos os colaboradores de excelente desempenho são bons. 
○ Excelente desempenho/crescimento acelerado: Evite que eles se entediem, 
proporcione doses constantes de desafios e se certifique de que eles continuem 
sempre aprendendo. Não oprima suas estrelas e nem impeça seu avanço. 
○ Baixo desempenho/crescimento gradual: Converse, seja assertivamente 
empático, entenda como o desempenho dessa pessoa está afetando a equipe. 
Se nada der certo, demita, manter pessoas que estão fazendo um péssimo 
trabalho penaliza quem faz um ótimo trabalho. 
○ Baixo desempenho/crescimento acelerado: Alguém que deveria estar 
assumindo cada vez mais responsabilidades, mas negligencia o trabalho. Isso 
pode acontecer porque a pessoa está na função errada, com muitas 
responsabilidades ou problemas pessoais. 
Desempenho
1. Excelente desempenho: seja um parceiro e não um gestão ausente ou microgestor. Não 
ignore suas melhores pessoas, elas também precisam de você para continuar crescendo 
e se desenvolvendo.
2. Baixo desempenho: Todos têm um período de baixa produtividade por um tempo. Não 
deixe de ver cada um com novos olhos todos os dias, as pessoas mudam. 
Pontos de atenção: 
Capítulo 4 - Trabalhe em colaboração para atingir resultados
Trabalhe em colaboração para atingir bons resultados
○ O principal objetivo da Empatia Assertiva é atingir, em colaboração, resultados que você jamais conseguiria 
sozinho e, para isso, é preciso se importar com as pessoas que trabalham com você. 
○ Todas as mentes, juntas, formam uma mente coletiva mais poderosa. 
○ Não deixe que seu foco nos resultados o impeça de se importar com as pessoas com quem você trabalha. 
○ Se é de todos, não é de ninguém. Dê donos aos projetos e posições específicas para cada integrante. 
○ As pessoas querem receber os créditos pelas suas ideias, não dá-los pode ser frustrante. 
Princípios do capítulo:
Roda do saber fazer acontecer 
1. Ouvir: Garantir que todos sejam ouvidos - e se ouçam - e possam 
contribuir. 
2. Esclarecer: Espaço para elucidar ideias e raciocínios. 
3. Debater: Cultivar a discussão sem desgastar as pessoas. 
4. Decidir: Momento de definição. Delegue para as pessoas que 
trabalham em maior proximidade com os fatos. 
5. Convencer: Entender as emoções de quem ouve, demonstre 
conhecimento, humildade e exponha o raciocínio.
6. Executar: Hora de colocar a mão na massa, não tenha receio disso. 
Atente-se para não desperdiçar o tempo de sua equipe. 
7. Aprender: Aprenda com seus erros e acertos. 
Possibilita às pessoas a realizarem mais tarefas juntas do que sozinhas
Ouvir
○ Escuta silenciosa: explorar o silêncio.
○ Falar para ouvir: usar a fala para provocar reações nas pessoas. 
○ Descubra como ajudar os introvertidos a se expressarem, mas não 
reprima os extrovertidos. 
○ Criar uma cultura em que todos na qual todos se ouçam, para que 
o líder não tenha que se encarregar sozinho de ouvir todo mundo. 
Às vezes, para criar uma cultura de escuta, basta conduzir as trocas 
de modo que todos tenham espaço para falar e serem escutados. 
“Ajude os introvertidos a se expressarem.” 
 Jony Ive
Esclarecer
○ Garantir que todos estejam na mesma página. 
○ Essa etapa evita com que boas ideias sejam mortas e problemas sejam 
ignorados. 
○ Crie um ambiente seguro para cultivar novas ideias. 
○ Ao apontar os problemas de uma ideia, ajude a encontrar formas de 
contorná-los e não de acabar com ela. 
○ Quando for expor suas ideias, seja claro e didático. A culpa de um mal 
entendido nunca é de quem ouve, por isso devemos sempre conhecer 
nosso interlocutor. 
“É só pela seleção, pela eliminação e pela ênfase que podemos 
acessar o verdadeiro sentido das coisas.” 
 Georgia O’Keeffe
Debater
○ Quando uma equipe discute, tanto as ideias como as pessoas saem mais 
belas com todo o atrito e ruído. 
○ O debate leva tempo e