A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Declividades mínimas para ramais de descarga e de esgoto

Pré-visualização | Página 1 de 1

DECLIVIDADES MÍNIMAS PARA RAMAIS DE DESCARGA E DE 
ESGOTO 
Os processos de projeto, execução e manutenções de instalações prediais 
de esgoto sanitário norteados pela norma técnica brasileira ABNT NBR 8160 
(1999), intitulada “Sistemas prediais de esgoto sanitário - Projeto e execução”. 
De acordo com a ABNT NBR 8160 (1999), o sistema predial de esgoto 
sanitário consiste no “conjunto de tubulações e acessórios destinados a coletar 
e transportar o esgoto sanitário, garantir o encaminhamento dos gases para a 
atmosfera e evitar o encaminhamento dos mesmos para os ambientes 
sanitários”. 
Nesse contexto, a ABNT NBR 8160 (1999) estabelece declividades 
mínimas para ramais de descarga e de esgoto em sua seção 4.2.3.2: 
“4.2.3.2 Recomendam-se as seguintes declividades mínimas: 
a) 2% para tubulações com diâmetro nominal igual ou inferior a 75; 
b) 1% para tubulações com diâmetro nominal igual ou superior a 100.” 
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). ABNT NBR 8160: 
Sistemas prediais de esgoto sanitário - Projeto e execução. Rio de Janeiro: ABNT, 
1999.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.