A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
História da Medicina

Pré-visualização | Página 1 de 1

↪ Hipócrates de Cós (460-377 a.C.) – Pai da medicina 
O cuidar sempre existiu... 
povos primitivos buscavam o alívio 
da dor do seu semelhante ou a cura 
por rituais mágicos ou místicos. 
• 
o “Arte e ciência de evitar ou 
curar doenças ou de paliar seus 
efeitos.” 
o “Conjuntos de conhecimentos 
relativos à manutenção da 
saúde e para a prevenção, 
tratamento e curas das 
doenças.” 
 
• 
o Primitiva / Aiurvédica: medicina 
tradicional indiana cujos 
princípios teóricos remontam 
aos Vedas, povo hindu entre 
2000 a.C. a 500 a.C. 
↪Aiurveda em sânscrito = 
“ciência” (veda) “da vida” 
(ayur). 
A medicina ayurvédica é 
conhecida como a mãe da 
medicina, pois seus princípios e 
estudos foram a base para o 
desenvolvimento da medicina 
tradicional chinesa, árabe, 
romana e grega. Trabalha com 
os 5 elementos do universo, dos 
quais provem o corpo humano: 
éter, ar, água, terra e fogo. A 
doença seria o desequilíbrio 
destes 5 elementos no corpo 
humano. 
o Antiguidade: fase dos deuses 
gregos e romanos, pré-
hipocrática. 
Apolo, filho de Zeus, Deus 
da beleza, da luz, do sol, da 
medicina e da cura. Ele tinha o 
poder das doenças e da morte, 
os quais passou a seu filho 
Asclépios. 
Apolo ergue o manto; no 
tronco, à esquerda, uma 
serpente, símbolo da Medicina. 
o Moderna / Científica: fase dos 
doentes ou fase hipocrática 
(460 a.C. – 377 a.C.) 
• Corpus Hipocraticum 
Fruto da genialidade de 
Hipócrates, cujos princípios estão 
presentes na prática médica 
atual. O método clínico é o pilar 
da profissão médica. Ele organiza 
os sinais e sintomas e se utiliza da 
anamnese e do exame físico. 
↪A iátrica: a arte da anamnese e 
do exame físico 
O Juramento Hipocrático é a 
base de todos os Códigos de 
Ética. 
o Das doenças: fase da medicina 
das doenças 
 
▪ De Humana Corporis Fabrica - 
Andréas Vesalius de Bruxelas, 
1543 
▪ Exercitatio Anatomica de Motu 
Cordis et Sanguinis – Harvey, 
1628 
▪ Descrição dos capilares – 
Malpighi em 1661, com o 
microscópio de Leeuwenhoek 
▪ De sedibus et Causis Morborum 
per Anatomem Indagatis – 
Morgani, 1761 
▪ Celular Pathologie – Virchow, 
1858 
▪ Claude Bernard médico e 
fisiologista, criador da 
medicina experimental 
▪ Louis Pasteur, em 1860, 
demonstra a existência das 
bactérias no ar e, em 1880, 
identifica bactérias como o 
estreptococo, o pneumococo, 
o estafilococo e o bacilo do tifo 
(Rickettsia typhi). 
▪ Virchow transportou para o 
nível celular o que Morgani 
encontrara 
macroscopicamente. 
▪ O aforismo de Virchow Omnis 
cellula e cellula, criou o 
raciocínio que evoluiu e 
desenvolveu a medicina 
molecular. 
↪Esta sequência de fatos 
históricos e científicos, 
consolidou as bases da 
medicina de hoje. 
o Preditiva: medicina genética 
A descoberta da estrutura 
do DNA por F. Crick e J. Watson 
publicada em Nature de abril de 
1953, permitiu o desenvolvimento 
da biologia molecular da célula 
e da genômica – o estudo da 
organização e das funções dos 
genes humanos -, propiciando o 
advento da predição das 
doenças e a geneterapia. 
o Bioética: conduta e valores 
▪ O “conluio do anonimato” 
(Balint): Atendido por vários 
médicos, muitas vezes o 
paciente não forma vínculo 
com nenhum deles e não 
reconhece mais seu médico 
 
• 
 
o Observar os doentes e anotar os 
fatos 
o Ouvir e tocar os doentes – 
anamnese e exame físico, a 
iátrica 
o Ética e deontologia 
o Cuidar da dor e do sofrimento 
o Lavação de mãos, antissepsia e 
assepsia ao cuidar dos doentes 
o Descoberta dos genes. Estrutura 
do DNA 
o Antibioticoterapia e 
imunoterapia 
o Analgesia e anestesia - Operar 
os doentes 
 
o Tranquilizantes 
o Terapia Gênica ou Geneterapia 
o Advento da bioética 
 
• Hipócrates de Cós considerava 
que as doenças resultavam do 
desequilíbrio entre os quatro 
humores do corpo: o sangue, a 
fleuma (estado de espírito), a bílis 
(amarela) e a atrabile (bílis 
negra). Dizia: “O corpo traz em si 
os elementos para sua 
recuperação. Mas, o 
conhecimento do corpo só é 
possivel a partir do 
conhecimento do homem como 
um todo”. 
O ano da morte de 
Hipócrates é incerto, alguns 
biógrafos acreditam que foi em 
377 a. C. Seu corpo foi sepultado 
em Larissa, na Tessália, Grécia. 
Seu túmulo foi venerado pelos 
povos durante muitos séculos. 
• Claude Bernard (1813-1878): Pai 
da Medicina experimental: 
“Introdução ao Estudo da 
Medicina Experimental" - criou o 
conceito de equilibrio do meio 
interno. 
• Walter Bradford Cannon (1871-
1945) - fisiologista americano 
(Med./Harvard) criou os termos 
homeostasia/homeostase para 
dizer da importancia biológica 
vital deste equilibrio para o 
organismo humano. 
• Corpus Hipocraticum : os escritos 
médicos são tratado sobre o Mal 
Sagrado; Dos Ares, Águas e 
Lugares; Do Prognóstico; 
Epidemias; A Medicina Antiga; 
Aforismos; Da Cirurgia, Das 
Fraturas, Das Articulações, Das 
Úlceras e também o Juramento 
• Juramento Hipocrático, que 
resume a ética hipocrática: 
"Prometo que, ao exercer a arte 
de curar, me mostrarei sempre 
fiel aos preceitos da 
honestidade, da caridade e da 
Ciência. Penetrando no interior 
dos lares, meus olhos serão 
cegos, minha língua calará os 
segredos que me forem 
revelados, o que terei como 
preceito de honra. Nunca me 
servirei de minha profissão para 
corromper os costumes ou 
favorecer o crime. Se eu cumprir 
este juramento com fidelidade, 
goze eu a minha vida e minha 
arte de boa reputação entre os 
homens e para sempre. Se dele 
me afastar ou infringi-lo, suceda-
me o contrário". 
 
• 
 
o Decoro – comportamento 
o Deontologia – deveres 
o Ética política ou corporativa – 
uso da medicina 
o Bioética – valores 
 
Em medicina, a separação 
da ciência e da arte médica nos 
levou a ganhos nos avanços 
tecnológicos e a perdas no 
campo ético - do relacionamento 
humanístico. A bioética é a ponte 
entre as ciências e o humanismo e 
a ética médica.