A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
LISTA REVOLUÇÃO FRANCESA

Pré-visualização | Página 1 de 4

@dezdehistoria dezdehistoria.com.br youtube.com/dezdehistoria 
 
1. (Unesp 2019) Analise a tela Marat assassinado, pintada por Jacques-Louis David em 1793. 
 
 
 
Essa pintura apresenta estilo 
a) gótico, expresso no confronto entre claro e escuro, e representa uma importante passagem 
bíblica. 
b) barroco, expresso no contraste entre os objetos retratados, e valoriza a importância da 
leitura e da escrita. 
c) romântico, expresso no conteúdo religioso da cena, e representa o predomínio da emoção 
sobre a razão. 
d) neoclássico, expresso na modelação da musculatura do corpo, e representa um episódio 
político da época. 
e) moderno, expresso na imprecisão das formas e dos contornos do desenho, e representa o 
cotidiano do homem da época. 
 
2. (Unesp 2021) Observe a gravura de Isidore-Stanislas Helman (1743-1806). 
 
 
 
@dezdehistoria dezdehistoria.com.br youtube.com/dezdehistoria 
O evento representado na imagem mostra 
a) o poder legislativo, composto por representantes de todas as classes sociais e responsável 
pela proposição e criação das leis federais. 
b) uma assembleia popular, reunida em caráter permanente e aberta à participação direta de 
todos os cidadãos. 
c) o poder moderador, composto por representantes de organismos sociais e políticos e 
responsável pelo controle sobre as decisões do rei. 
d) o poder executivo, composto pelos membros da nobreza e do clero e responsável pelas 
decisões relativas à política exterior. 
e) uma assembleia consultiva, convocada esporadicamente pelo rei e formada por 
representantes das três ordens sociais. 
 
3. (Enem 2020) Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão – 1789 
 
Os representantes do povo francês, tendo em vista que a ignorância, o esquecimento ou o 
desprezo dos direitos do homem são as únicas causas dos males públicos e da corrupção dos 
governos, resolveram declarar solenemente os direitos naturais, inalienáveis e sagrados do 
homem, a fim de que esta declaração, sempre presente em todos os membros do corpo social, 
lhes lembre permanentemente seus direitos e seus deveres; a fim de que as reivindicações dos 
cidadãos, fundadas em princípios simples e incontestáveis, se dirijam sempre à conservação 
da Constituição e à felicidade geral. 
 
Disponível em: www.direitoshunanosusp.br. Acesso em: 7 jun. 2018 (adaptado). 
 
 
Esse documento, elaborado no contexto da Revolução Francesa, reflete uma profunda 
mudança social ao estabelecer a 
a) manutenção das terras comunais. 
b) supressão do poder constituinte. 
c) falência da sociedade burguesa. 
d) paridade do tratamento jurídico. 
e) abolição dos partidos políticos. 
 
4. (Enem 2017) Fala-se muito nos dias de hoje em direitos do homem. Pois bem: foi no século 
XVIII — em 1789, precisamente — que uma Assembleia Constituinte produziu e proclamou em 
Paris a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Essa Declaração se impôs como 
necessária para um grupo de revolucionários, por ter sido preparada por uma mudança no 
plano das ideias e das mentalidades: o iluminismo. 
 
FORTES, L. R. S. O Iluminismo e os reis filósofos. São Paulo: Brasiliense, 1981 (adaptado). 
 
 
Correlacionando temporalidades históricas, o texto apresenta uma concepção de pensamento 
que tem como uma de suas bases a 
a) modernização da educação escolar. 
b) atualização da disciplina moral cristã. 
c) divulgação de costumes aristocráticos. 
d) socialização do conhecimento científico. 
e) universalização do princípio da igualdade civil. 
 
5. (Fuvest 2021) De acordo com o historiador Nicolau Sevcenko, é possível identificar um 
“confronto entre o impulso libertador, presente nos anseios de mudança social, e o caráter 
autoritário, elitista do planejamento reformador” em muitas obras produzidas por escritores 
identificados com o pensamento Iluminista. 
“Apresentação”. Restif de La Bretonne. Noites revolucionárias. São Paulo: Estação Liberdade, 
1989. 
 
@dezdehistoria dezdehistoria.com.br youtube.com/dezdehistoria 
 
a) Cite um pensador identificado com o Iluminismo. 
b) Identifique dois elementos do Iluminismo que contribuíram para a crítica do Antigo Regime. 
c) Indique uma medida marcada pelo “impulso libertador” e outra pelo “planejamento 
reformador” adotada durante a Convenção Nacional ou sob o Diretório. 
 
6. (Unicamp 2021) Seguindo a trajetória das ativistas, vemos que lutaram ao lado dos homens 
no movimento popular urbano e participaram de várias jornadas populares, como as de 9 de 
abril, 20 de junho e 10 de agosto de 1792, as quais resultaram na queda da monarquia. 
Abraçaram a Revolução, queriam armar-se para defender a nação dos inimigos internos, e 
tomaram parte nas festas cívicas. Algumas se alistaram no exército e foram lutar nas fronteiras. 
No caso das Republicanas Revolucionárias, durante certo tempo contaram com o apoio dos 
deputados da Montanha e os ajudaram a derrubar os Girondinos. Nessa ocasião, mereceram 
elogios públicos. Depois se aliaram aos radicais e fizeram oposição aos Montanheses. As 
militantes adquiriram uma visibilidade nunca imaginada para mulheres do povo, despertando o 
interesse e a inquietação de integrantes do governo acerca da questão dos direitos civis e 
políticos femininos. Sua presença na cena política foi tolerada e até incentivada no início da 
Revolução Francesa, porém reprimida em outubro de 1793, e depois de forma definitiva em 
1795. 
 
(Adaptado de Tania Machado Morin, Virtuosas e perigosas: as mulheres na Revolução 
Francesa. São Paulo: Alameda, 2013, p. 4-6.) 
 
 
Com base no excerto e em seus conhecimentos sobre a Revolução Francesa, assinale a 
alternativa correta. 
a) A Revolução Francesa não garantiu o direito de voto às mulheres, mas a participação delas 
no movimento fez com que sua exclusão da vida pública ganhasse visibilidade e fosse 
debatida. 
b) Os ideais de igualdade, liberdade e fraternidade da Revolução consolidaram os direitos civis 
e políticos das mulheres, igualando-os aos direitos dos homens de forma inédita na história 
da França e da Europa. 
c) Os revolucionários consideravam que as tarefas desempenhadas pelas mulheres na 
Revolução eram irrelevantes e restritas às atividades domésticas, por isso elas não 
conquistaram os mesmos direitos civis que os homens. 
d) A Revolução Francesa aboliu a desigualdade de gênero em todos os âmbitos da vida 
pública por meio da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que estabelecia a 
igualdade e a cidadania. 
 
7. (Unesp 2020) Leia os dois textos, escritos no final do século XVIII. 
 
Texto 1 
 
O grande dia, resultado da libertação, começava a me despertar; respirava livremente, quando 
vi diante de mim uma multidão em tumulto. Não fiquei surpreso... Aproximo-me e... oh! 
espetáculo de horror! Vejo duas cabeças na ponta de uma lança!... 
Aterrorizado, informo-me... “São”, diz-me um açougueiro, “as cabeças de Flesselles e de De 
Launay...” Ouvindo isso, estremeço! Vejo uma nuvem de males pairar sobre a infeliz capital dos 
franceses... Mas a informação não estava inteiramente correta: a cabeça de Flesselles, o rosto 
desfigurado pelo tiro de pistola que há pouco acabara com sua vida, rolava nas águas do Sena. 
Eram De Launay e seu major que eu via ultrajados! 
Prossigo: mil vozes de arauto para a Novidade... [...] Não acreditei e fui ver o cerco de perto... 
No meio da Grève, encontro um corpo sem a cabeça estendido no meio do riacho, rodeado por 
cinco ou seis indiferentes. Faço perguntas... É o governador da Bastilha... 
Que pensamentos!... Esse homem, outrora impassível diante do desespero dos infelizes 
enterrados vivos sob sua guarda, por ordem de execráveis ministros, ei-lo!... 
 
@dezdehistoria dezdehistoria.com.br youtube.com/dezdehistoria 
(Restif de la Bretonne. As noites revolucionárias, 1989.) 
 
 
Texto 2 
 
Oh! Aquela alegria me deu náuseas. Sentia-me ao mesmo tempo satisfeito e descontente. E eu 
disse, tanto melhor e tanto pior. Eu entendia que o povo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.