A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
PCC-2-SEMESTRE QUIMICA UNIP

Pré-visualização | Página 1 de 4

1 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
LICENCIATURA EM QUÍMICA 
 
 
 
 
 
 
PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR (PCC) – 
QUÍMICA 
 
 
SEGUNDO SEMESTRE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PATRÍCIA VASCONCELOS PAULO 
 
RA:2059268 
 
 
POLO ITAPACI 
2020 
2 
 
PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR (PCC) – 
QUÍMICA 
 
 
SEGUNDO SEMESTRE 
 
 
 
 
 
 
 
 
Trabalho apresentado à Universidade 
Paulista- UNIP como requisito parcial 
para a obtenção da nota na disciplina 
para postagem do trabalho de Prática 
Como Componente Curricular (PCC) do 
curso de Licenciatura em Química. 
 
 
 
 
 
 
 
 
POLO ITAPACI 
2020 
 
3 
 
 
1. SUMÁRIO 
 
1- Plano de aula------------------------------------------------------------- 4 
2- Referências ---------------------------------------------------------------11 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4 
 
2- PLANO DE AULA: 
 
 
BINGO QUÍMICO 
1- PÚBLICO ALVO: 
Alunos da Primeira Série do Ensino Médio Regular. 
2- OBJETIVOS GERAIS: 
 
I. Relembrar conceitos já estudados anteriormente; 
II. Desenvolver no aluno a capacidade de interpretar e aplicar conceitos 
básicos de química geral em situações presentes em seu cotidiano. 
III. Despertar no aluno o raciocínio químico para que ele possa relacionar os 
conhecimentos adquiridos ao longo dos seus estudos. 
 
3- OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 
 
I. Fazer a distribuição eletrônica dos elementos químicos e, assim, localizá-
los na Tabela Periódica a partir do grupo e do período que eles pertencem, 
reconhecendo o nome das famílias de cada elemento químico; 
II. Relacionar os números quânticos de um elemento químico à sua 
localização na Tabela Periódica; 
III. Reconhecer o nome e símbolo dos elementos químicos; 
IV. Classificar os elementos químicos da Tabela Periódica em metais, 
ametais ou gases nobres e reconhecer as suas principais características; 
V. Dividir os elementos químicos da Tabela Periódica em elementos 
representativos ou elementos de transição. 
VI. Aplicar os conceitos estudados sobre as propriedades periódicas e ser 
capaz de identificar e comparar essas características nos elementos 
químicos; 
VII. Relacionar o número atômico de um elemento químico às suas 
características e semelhanças atômicas; 
VIII. Relembrar algumas curiosidades sobre os elementos químicos. 
5 
 
 
4- CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS: 
 
I. Organização da Tabela Periódica; 
II. Distribuição eletrônica X Tabela Periódica; 
III. Representação dos elementos químicos; 
IV. Nome dos grupos da Tabela Periódica; 
V. Tabela Periódica e suas Propriedades; 
VI. Classificação dos elementos químicos em metais, ametais e gases 
nobres; 
VII. Principais características dos metais, ametais e gases nobres; 
VIII. Divisão dos elementos químicos em elementos de transição e elementos 
representativos; 
IX. Números Quânticos; 
X. Características atômicas; 
XI. Semelhanças atômicas. 
 
 
5- METODOLOGIA: 
Aula lúdica com a realização de um Bingo da Química para relembrar e fixar 
os conceitos já estudados de uma forma bem divertida e alegre, relacionando as 
características de cada elemento químico ao seu nome e símbolo. 
 
6- DISCUSSÕES: 
O professor irá preparar, em casa, 5 caixinhas de papelão devidamente 
encapadas e identificadas com as letras B, I, N, G e O. Em cada caixa serão 
dobradas e colocadas as características abaixo, que levarão os alunos a 
identificarem o nome e o símbolo do elemento químico sorteado: 
1- Na caixa da letra B serão colocadas as características de todos os metais 
alcalinos, metais alcalinos terrosos e do hidrogênio: 
6 
 
1-1: Esse elemento químico está no grupo 1, mas não pode ser chamado 
de metal alcalino. (Hidrogênio) 
1-2: Esse metal alcalino é o metal mais leve que existe, sendo muito 
utilizado em células de baterias de celulares. (Lítio) 
1-3: Esse elemento químico é um metal alcalino que se junta ao cloro para 
formar o sal de cozinha. (Sódio) 
1-4: Esse elemento químico é um metal alcalino e sua ausência no 
organismo está relacionada a ocorrência de câimbras musculares. 
(Potássio) 
1-5: Esse elemento químico é um metal alcalino que tem número quântico 
principal igual a 5. (Rubídio) 
1-6: Esse elemento químico é um metal alcalino radioativo e um de seus 
isótopos causou o maior acidente radioativo do Brasil em 1987 e o maior 
acidente radioativo do mundo ocorrido fora de uma usina nuclear. (Césio) 
1-7: Esse elemento químico é o maior elemento químico da Tabela 
Periódica pois apresenta o maior raio atômico de todos os elementos 
químicos conhecidos. (Frâncio) 
1-8: Esse metal alcalino terroso é o segundo metal mais leve do mundo e 
apresenta apenas duas camadas eletrônicas. (Berílio) 
1-9: Esse metal alcalino terroso está presente nos vegetais que 
apresentam a clorofila, sendo o principal responsável pela cor verde 
desses vegetais. (Magnésio) 
1-10: Esse metal alcalino terroso é responsável pela dureza das conchas 
e ossos e pode ser encontrado no leite e seus derivados. (Cálcio) 
1-11: Esse elemento químico é um metal alcalino terroso muito utilizado 
na fabricação de fogos de artifício para obter a cor avermelhada. 
(Estrôncio) 
1-12: Esse metal alcalino terroso é utilizado em diagnósticos de raios-X 
do sistema digestivo e em alguns tipos de venenos para ratos. (Bário) 
1-13: Esse é o maior elemento químico do grupo dos metais alcalinos 
terrosos, apresenta sete camadas eletrônicas e tem o mesmo nome de 
um eletroeletrônico muito utilizado para ouvir notícias e músicas. (Rádio) 
 
7 
 
2- Na caixa da letra I serão colocadas as características de todos os metais 
de transição pertencentes aos grupos 10, 11 e 12: 
2-1: Esse metal de transição é o elemento químico que tem o menor raio 
atômico do grupo 10 da Tabela Periódica. Ele pode ser utilizado nas ligas 
metálicas e em baterias de celulares. Já foi utilizado na fabricação de 
moedas. (Níquel) 
2-2: Esse metal de transição apresenta a camada eletrônica O como sua 
camada de valência e está no grupo 10 da Tabela Periódica. (Paládio) 
2-3: Esse metal de transição do grupo 10 da Tabela Periódica está 
localizado no sexto período e é muito utilizado na fabricação de 
marcapassos cardíacos. (Platina) 
2-4: Esse metal de transição apresenta 110 prótons em seu núcleo e 110 
elétrons distribuídos ao longo de suas setes camadas eletrônicas. Ele é 
um elemento químico artificial, descoberto em 1994 por cientistas da 
Alemanha e é altamente radioativo. (Darmstádtio) 
2-5: Esse metal de transição é muito utilizado na fabricação de moedas, 
medalhas e fios para instalações elétricas, pois é um excelente condutor. 
Também é utilizado na fabricação de esculturas, como a Estátua da 
Liberdade inaugurada em 1986 na cidade de Nova York, Estados Unidos, 
inicialmente na cor vermelha e agora com uma coloração esverdeada, 
devido aos processos de corrosão desse metal. (Cobre) 
2-6: Esse metal de transição é muito utilizado para fabricação de 
espelhos, estátuas e joias brancas. Seu nome em Latim e a sua 
abundância nas proximidades da Argentina inspiraram o nome desse país 
conhecido como a Terra “Argentea”. (Prata) 
2- 7: Esse elemento químico de transição é o metal mais maleável da 
tabela periódica, sendo muito utilizado na fabricação de joias, como as 
alianças de casamento. (Ouro) 
2-8: Esse metal de transição tem elétron diferencial localizado no subnível 
d com nove elétrons da sexta camada eletrônica. É um elemento químico 
sintético e radioativo, e recebe esse nome em homenagem ao físico 
alemão Wilhelm Conrad Roentgen, que descobriu o raio X. (Roentgênio) 
2-9: Esse elemento químico é um metal de transição muito utilizado na 
fabricação de instrumentos de sopro, no recobrimento de outros metais 
8 
 
para evitar a corrosão e como um dos componentes da liga de latão. 
(Zinco) 
2-10: Esse elemento químico é um metal de transição que tem número 
atômico 48 e pode ser utilizado na fabricação de baterias

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.