A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
BENEFÍCIOS DA MUSCULAÇÃO PARA A TERCEIRA IDADE

Pré-visualização | Página 1 de 5

BENEFÍCIOS DA MUSCULAÇÃO PARA A TERCEIRA IDADE
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO ........................................................................................................6
CAPÍTULO I: TERCEIRA IDADE............................................................................8
CAPTULO II: ENVELHECIMENTO E ATIVIDADE FÍSICA....................................9
CAPÍTULO III: MUSCULAÇÃO.............................................................................11
CAPÍTULO IV: BENEFÍCIOS DA MUSCULAÇÃO PARA TERCEIRA IDADE...13
METODOLOGIA....................................................................................................16
Tipo de pesquisa..................................................................................................16
CONSIDERAÇÕES FINAIS...................................................................................17
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.....................................................................18
RESUMO
Um fenômeno contemporâneo é o crescente aumento da expectativa de vida. Percebe-se, então, o surgimento de um novo mercado que requer atenção. Observando estes fatos torna-se imprescindível uma mobilização de vários setores e órgãos competentes ligados à área da saúde e bem-estar, com o intuito de alertar, esclarecer e educar a população como um todo e em especial os idosos, da importância da prevenção e manutenção da saúde e qualidade de vida, diminuindo os riscos de doenças e outros problemas que levariam a um estado de morbidade ou até à mortalidade. E no momento em que a procura pela atividade física cresce, os profissionais de Educação Física precisam estar capacitados para atender os mais diversos tipos de público. Sabendo que a expectativa de vida aumentou nos últimos anos e que o envelhecimento trás problemas de saúde para essa população, a musculação surge como uma alternativa para minimizar os efeitos do tempo sobre o corpo. Muitos são os nomes utilizados para designar essa população que compreende idades à partir dos 60 (sessenta) anos, tais como: idoso, terceira idade, melhor idade, idade madura, senilidade. A musculação consiste em um treinamento caracterizado pelo uso de pesos e cargas, no qual o objetivo é gerar alguma carga mecânica em oposição ao movimento dos segmentos corporais. a musculação entra nesse contexto para contribuir positivamente para a mobilidade articular, sociabilidade e no emocional principalmente nas pessoas da terceira idade, lembrando que a prática regular de musculação exerce papel importante no fortalecimento de ligamentos, tendões e articulações. Todos esses fatores proporcionam mais saúde e melhoram as condições funcionais do idoso, dando-lhe autonomia para que ele possa realizar os esforços da vida diária com mais disposição e segurança. O método utilizado neste trabalho foi o método de procedimentos, mais precisamente do tipo estudo de caso ou monográfico e o tipo de pesquisa utilizada foi a Pesquisa Bibliográfica.
PALAVRAS-CHAVE: TERCEIRA IDADE, MUSCULAÇÃO, ENVELHECIMENTO.
ABSTRACT
A contemporary phenomenon is the increasing increase in life expectancy. Then, a new market is emerging that requires attention. Observing these facts, it is essential to mobilize various sectors and competent bodies linked to the health and well-being area, with the aim of alerting, clarifying and educating the population as a whole, and especially the elderly, of the importance of prevention and maintenance of health and quality of life, reducing the risks of diseases and other problems that would lead to a state of morbidity or even mortality. And at a time when the demand for physical activity grows, Physical Education professionals need to be trained to serve the most diverse types of public. Knowing that life expectancy has increased in recent years and that aging brings health problems to this population, weight training emerges as an alternative to minimize the effects of time on the body. Many are the names used to designate this population that comprises ages from 60 (sixty) years, such as: elderly, seniors, better age, mature age, senility. Bodybuilding consists of training characterized by the use of weights and loads, in which the objective is to generate some mechanical load as opposed to the movement of the bodysegments. weight training comes into this context to positively contribute to joint, sociability and emotional mobility, especially in the elderly, remembering that regular weight training plays an important role in strengthening ligaments, tendons and joints. All of these factors provide more health and improve the functional conditions of the elderly, giving them autonomy so that they can carry out the efforts of daily life with more disposition and security. The method used in this work was the method of procedures, more precisely of the case study or monographic type and the type of research used was Bibliographic Research.
KEYWORDS: THIRD AGE, BODYBUILDING, AGING.
 INTRODUÇÃO
 
Um fenômeno contemporâneo é o crescente aumento da expectativa de vida, devido às melhorias no campo das ciências médicas e da biotecnologia. O rápido crescimento populacional de grupos acima dos 60 (sessenta) anos, de acordo com Raso et al. (1997a), é atribuído a melhores técnicas de controle de enfermidades e hábitos de vida saudáveis como alimentação adequada, ausência de vícios e prática de atividade física regular.
Percebe-se, então, o surgimento de um novo mercado que requer atenção visto que, apesar de um grande direcionamento comercial de atividades desenvolvidas para idosos, ainda falta o reconhecimento desse grupo como seres humanos (SOMCHINDA e FERNANDES, 2003).
A principal mudança no estilo de vida tem sido a maior participação dos indivíduos em algum tipo de atividade física, considerando Matsudo e Matsudo (1992): 
“... a diminuição na incidência das principais causas de morte está relacionada às mudanças do comportamento em relação à saúde, já que a contribuição do estilo de vida e do ambiente na prevenção da mortalidade por enfermidade cardíaca, câncer, acidente vascular cerebral, entre outros, é maior do que a influência dos serviços médicos e hereditariedade.”
Observando estes fatos torna-se imprescindível uma mobilização de vários setores e órgãos competentes ligados à área da saúde e bem-estar, com o intuito de alertar, esclarecer e educar a população como um todo e em especial os idosos, da importância da prevenção e manutenção da saúde e qualidade de vida para se ter uma velhice bem sucedida, diminuindo os riscos de doenças e outros problemas que levariam a um estado de morbidade ou até à mortalidade. 
O aumento da expectativa de vida proporciona às pessoas um maior período de tempo para sintetizar e culminar a realização de seus projetos de vida. Porém, para que isso ocorra, é necessário que a velhice seja vivida com qualidade. (OKUMA, et al.,1995)
Segundo Andreotti e Okuma (1999), infelizmente, o aumento do número de idosos na população tem se traduzido em um maior número de problemas de longa duração, seja em nível pessoal ou social. Citam ainda que, em nível pessoal, aproximadamente 80% das pessoas acima de 65 anos apresentam ao menos um problema crônico de saúde. 
Da mesma forma, Okuma (1997) ressalta que: 
“...grande porcentagem de pessoas acima de 60 anos tem algum tipo de dificuldade para realizar atividades cotidianas. [...] os diversos domínios da ciência tem a preocupação de descobrir as virtudes da velhice, prolongar a juventude e envelhecer com boa qualidade de vida individual e social.”
Entende-se então que não é suficiente considerar apenas o aumento da expectativa de vida da população, mas avaliar se os anos adicionais de um indivíduo serão saudáveis. E no momento em que a procura pela atividade física cresce, os profissionais de Educação Física precisam estar capacitados para atender os mais diversos tipos de público. Sabendo que a expectativa de vida aumentou nos últimos anos e que o envelhecimento trás problemas de saúde para essa população,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.