Macroscopia do telencéfalo

Disciplina:Anatomia II375 materiais18643 seguidores

Pré-visualização

dessa cauda há o corpo amidalóide.  O assoalho do corno inferior apresenta eminência colateral, formada pelo sulco lateral, e o hipocampo. Essa estrutura faz parte do sistema límbico, tendo importantes funções psíquicas relacionadas com o comportamento e memória. O hipocampo se liga ao fórnix pela fimbria do hipocampo. 

	A pia-mater penetra entre o fórnix e o tálamo e forma junto com o epêndima o plexo corióide. Esse plexo continua com o do III ventriculo através do forame interventricular. O corno anterior e posterior não possuem plexos corióides. 

	Cada hemisfério possui uma camada superficial de substancia cinzenta, o córtex cerebral, que reveste um centro de substancia branca, o centro medular do cérebro ou centro semi-oval. Nele estão os núcleos da base do cérebro. 

	O núcleo caudado é uma massa alongada e relacionada com toda a extensão com os ventrículos laterais. Sua extremidade anterior forma a cabeça do núcleo caudado, depois vem o corpo e terminando a cauda do núcleo.  A cabeça do núcleo caudado funde-se com a parte anterior do núcleo lentiforme. 

	O núcleo lentiforme situa-se profundamente no interior do hemisfério.  Ele se relaciona com a cápsula interna que o separa do núcleo caudado e do tálamo e também com o córtex da insula, do qual é separado por substancia branca e pelo claustrum. Esse núcleo é dividido em putamen e globo pálido pela lamina medular lateral. Já o globo pálido é dividido pelo lamina medular medial, em partes externa e interna. 

	O claustrum está entre o córtex da insula e o núcleo lentiforme. Ele se separa da insula pela cápsula extrema, já do lentiforme pela cápsula externa. 

	O corpo amigdaloide se localiza no pólo temporal do hemisfério cereberal. Ele faz parte do sistema límbico, logo, atua no comportamento sexual e da agressividade. 

	O núcleo accumbens se localiza entre o putamen e a cabeça do núcleo caudado.  O núcleo basal de Meynert está entre a substancia perfurada anterior e o globo pálido, essa região é chamada de substancia inominata. 

	No centro branco medular distinguem-se dois tipos de fibras: projeção e de associação. As primeiras ligam o córtex cerebral a centros subcorticais, já as segundas unem áreas corticais situadas em pontos diferentes.  As fibras de associação formam as três comissuras telencefalicas: corpo caloso, comissura fórnix e comissura anterior.  Enquanto que as fibras de projeção se dispõem no fórnix e na cápsula interna.  O fórnix une o córtex do hipocampo ao corpo mamilar e contribui para a formação do centro branco medular. 

	A cápsula interna possui a maioria das fibras que saem ou entram no córtex cerebral. Ela  também constitui a coroa radiata. A cápsula interna possui uma perna anterior, situada entre a cabeça do núcleo caudado e o lentiforme, e uma perna posterior situado entre o lentiforme e o tálamo.  Essas duas porções encontram-se formando o joelho da cápsula interna. 

	Em animais mais inferiores a região mais importante é o tecto do mesencéfalo, a medida que se sobe na escala zoologia o cerebro ganha importância e o tecto perde.  O primeiro córtex foi o arquicortex, depois o paleocortex e por ultimo o neocortex. No homem, o arquicortex forma o hipocampo, o paleocortex o giro para-hipocampal e o neocortex reveste o resto dos hemisférios.