Instalações Elétricas - NBR 5410(2004) - Instalações Elétricas De Baixa Tensão - Comentada
448 pág.

Instalações Elétricas - NBR 5410(2004) - Instalações Elétricas De Baixa Tensão - Comentada


DisciplinaInstalações Elétricas4.030 materiais32.540 seguidores
Pré-visualização50 páginas
nem submetidos a esforços mecânicos, visto
que o PVC pode tornar-se quebradiço
AA4
AA5
AA6
AA7
AA8
? 5°C + 40°C
+ 5°C + 40°C
+ 5°C + 60°C
? 25°C + 55°C
? 50°C + 40°C
Quando a temperatura ambiente (ou do solo) for superior aos valores
de referência (20°C para linhas subterrâneas e 30°C para as demais),
as capacidades de condução de corrente dos condutores e cabos
isolados devem ser reduzidas de acordo com 6.2.5.3.3
AC ? Altitude (4.2.6.1.3) (sem influência)
AD ? Presença de água (4.2.6.1.4)
AD1
AD2
Desprezível
Gotejamento
O uso de molduras em madeira só é permitido em AD1
AD3
AD4
AD5
AD6
Precipitação
Aspersão
Jatos
Ondas
Nas condições AD3 a AD6 só devem ser usadas linhas com proteção
adicional à penetração de água, com os graus IP adequados, em
princípio sem revestimento metálico externo
Os cabos uni e multipolares dotados de cobertura extrudada podem
ser usados em qualquer tipo de linha, mesmo com condutos metálicos
AD7 Imersão Cabos uni e multipolares com isolação resistente à água (por
exemplo, EPR e XLPE)
AD8 Submersão Cabos especiais para uso submerso
AE ? Presença de corpos sólidos (4.2.6.1.5)
AE1 Desprezível Nenhuma limitação
AE2 Pequenos objetos Nenhuma limitação, desde que não haja exposição a danos
mecânicos
AE3 Objetos muito
pequenos
Nenhuma limitação
AE4 Poeira leve
AE5 Poeira moderada
AE6 Poeira intensa
Podem ser necessárias precauções para evitar que a deposição de
poeira ou outras substâncias chegue ao ponto de prejudicar a
dissipação térmica das linhas elétricas. Isso inclui a seleção de um
método de instalação que facilite a remoção da poeira
AF ? Presença de substâncias corrosivas ou poluentes (4.2.6.1.6)
AF1 Desprezível Nenhuma limitação
AF2 Atmosférica
AF3 Intermitente
As linhas devem ser protegidas contra corrosão ou contra agentes
químicos; os cabos uni e multipolares com cobertura extrudada são
considerados adequados; os condutores isolados só podem ser
usados em eletrodutos que apresentem resistência adequada aos
agentes presentes
AF4 Permanente Só é admitido o uso de cabos uni ou multipolares adequados aos
agentes químicos presentes
ABNT NBR 5410:2004
© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados 97
Tabela 34 (continuação)
Código Classificação Seleção e instalação das linhas
AG ? Choques mecânicos (4.2.6.1.7)
AG1 Fracos Nenhuma limitação
AG2 Médios Linhas com proteção leve; os cabos uni e multipolares usuais são
considerados adequados; os condutores isolados podem ser usados
em eletrodutos que atendam às ABNT NBR 5624 e ABNT NBR 6150
AG3 Severos Linhas com proteção reforçada; os cabos uni e multipolares providos
de armação metálica são considerados adequados; os condutores
isolados podem ser usados em eletrodutos que atendam às
ABNT NBR 5597 e ABNT NBR 5598
AH ? Vibrações (4.2.6.1.7)
AH1 Fracas Nenhuma limitação
AH2 Médias Podem ser necessárias linhas flexíveis
AH3 Severas Só podem ser utilizadas linhas flexíveis constituídas por cabos uni ou
multipolares flexíveis ou condutores isolados flexíveis em eletroduto
flexível
AK ? Presença de flora ou mofo (4.2.6.1.8)
AK1 Desprezível Nenhuma limitação
AK2 Prejudicial Deve ser avaliada a necessidade de se utilizar:
? cabos providos de armação, se diretamente enterrados
? condutores isolados em condutos com grau de proteção adequado
? materiais especiais ou revestimento adequado protegendo cabos ou
eletrodutos
AL ? Presença de fauna (4.2.6.1.9)
AL1 Desprezível Nenhuma limitação
AL2 Prejudicial Linhas com proteção especial. Se existir risco devido à presença de
roedores e cupins, deve ser usada uma das soluções:
? cabos providos de armação
? condutores isolados em condutos com grau de proteção adequado
? materiais especialmente aditivados ou revestimento adequado em
cabos ou eletrodutos
AN ? Radiação solar (4.2.6.1.11)
AN1 Desprezível Nenhuma limitação
AN2 Média
AN3 Alta
Os cabos ao ar livre ou em condutos abertos devem ser resistentes às
intempéries. A elevação da temperatura da superfície dos condutores
ou cabos deve ser levada em conta nos cálculos da capacidade de
condução de corrente
B ? Utilizações
BA ? Competência das pessoas (4.2.6.2.1) (sem influência)
BB ? Resistência elétrica do corpo humano (4.2.6.2.2)
BB1 Alta
BB2 Normal
Nenhuma limitação
BB3 Baixa
BB4 Muito baixa
Ver 5.1 e seção 9
ABNT NBR 5410:2004
98 © ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados
Tabela 34 (conclusão)
Código Classificação Seleção e instalação das linhas
BC ? Contato das pessoas com o potencial da terra (4.2.6.2.3)
BC1 Nulo
BC2 Raro
Nenhuma limitação
BC3 Freqüente
BC4 Contínuo
Ver 5.1 e seção 9
BD ? Fuga das pessoas em emergência (4.2.6.2.4)
BD1 Normal Nenhuma limitação
BD2 Longa
BD3 Tumultuada
BD4 Longa e tumultuada
Ver 5.2.2.2
BE ? Natureza dos materiais processados ou armazenados (4.2.6.2.5)
BE1 Riscos desprezíveis Nenhuma limitação
BE2 Riscos de incêndio Ver 5.2.2.3
BE3 Riscos de explosão
BE4 Riscos de
contaminação
Linhas protegidas por escolha adequada da maneira de instalar (para
BE3, ver ABNT NBR 9518)
C ? Construção das edificações
CA ? Materiais de construção (4.2.6.3.1)
CA1 Não-combustíveis Nenhuma limitação
CA2 Combustíveis Ver 5.2.2.4
CB ? Estrutura das edificações (4.2.6.3.2)
CB1 Riscos desprezíveis Nenhuma limitação
CB2 Sujeitas à
propagação de
incêndio
Ver 5.2.2.5
CB3 Sujeitas a
movimentação
Linhas flexíveis ou contendo juntas de dilatação e de expansão
CB4 Flexíveis Linhas flexíveis
6.2.5 Capacidades de condução de corrente
6.2.5.1 Introdução
6.2.5.1.1 As prescrições desta subseção são destinadas a garantir uma vida satisfatória a condutores e
isolações submetidos aos efeitos térmicos produzidos pela circulação de correntes equivalentes às suas
capacidades de condução de corrente durante períodos prolongados em serviço normal. Outras
considerações intervêm na determinação da seção dos condutores, tais como a proteção contra choques
elétricos (ver 5.1), proteção contra efeitos térmicos (ver 5.2), proteção contra sobrecorrentes (ver 5.3), queda
de tensão (ver 6.2.7), bem como as temperaturas máximas admissíveis pelos terminais dos componentes da
instalação aos quais os condutores são ligados.
C
ABNT NBR 5410:2004
© ABNT 2004 ? Todos os direitos reservados 99
NOTA São considerados nesta subseção os condutores isolados, cabos unipolares e cabos multipolares cuja tensão
nominal não seja superior a 0,6/1 kV, excluídos os cabos armados. Para cabos armados, a capacidade de condução de
corrente deve ser determinada como indicado na ABNT NBR 11301.
6.2.5.1.2 Os métodos de referência são os métodos de instalação, indicados na IEC 60364-5-52, para os
quais a capacidade de condução de corrente foi determinada por ensaio ou por cálculo. São eles:
? A1: condutores isolados em eletroduto de seção circular embutido em parede termicamente isolante;
? A2: cabo multipolar em eletroduto de seção circular embutido em parede termicamente isolante;
? B1: condutores isolados em eletroduto de seção circular sobre parede de madeira;
? B2: cabo multipolar em eletroduto de seção circular sobre parede de madeira;
? C: cabos unipolares ou cabo multipolar sobre parede de madeira;
? D: cabo multipolar em eletroduto enterrado no solo;
? E: cabo multipolar ao ar livre;
? F: cabos unipolares justapostos (na horizontal, na vertical ou em trifólio) ao ar livre;
? G: cabos unipolares espaçados ao ar livre.
NOTAS
1 Nos métodos A1 e A2, a parede é formada por uma face externa estanque, isolação térmica e uma face interna em
madeira ou material análogo com condutância térmica de no mínimo 10 W/m2.K. O eletroduto, metálico ou de plástico, é
fixado junto à face interna (não necessariamente em contato físico com ela).
2 Nos métodos