Pré-visualização3 páginas
que é ... tem células XX e tem células XY.
É muito importante dentro da pecuária. A freqüência em caprinos e ovinos é mais raro porque não tem parto gemelar. Se o freemartin que é produto de parto gemelar ... eles não fariam esse tipo de seleção.
O freemartin é importante em bovinos.

O que é: precisa de todas as condições
É a fêmea de um produto de parto gemelar onde o parceiro é macho. Isso afeta a fêmea, afeta muito pouco o macho, 90% de partos gemelar de casal são estéreis.
Condições pra que isso ocorra:
Mãe tem que ter ovulação dupla, porque se for simples, e for parto gemelar, não vai ser de sexo diferente,
- Alem da ovulação ser dupla, tem que fecundar com um SPTZ X e um SPTZ Y. pq se fecundar com um SPTZ de um sexo não tem problema nenhum
- Mesmo fecundando os dois, as duas gestações têm que ir pra frente. as vezes vai só um pra frente, ai passa a ser uma gestação simples.
- alem de ser gestação dupla de macho e de fêmea, tem que ocorrer anastomose da ... se ocorrer depois dos 90 dias de gestação não vai ter problema, porque os ovários já estão formados, porque depois que definiu o sexo não tem problema.

Porque não é tão freqüente em ovi e cap: eles tem ovulação dupla, pode ocorrer a fecundação com sexos diferentes, ocorre a gestação dupla, mas não ocorre tanto freemartin porque se houver anastomose elas retardariam.

Teoria hormonal: fez a anastomose dos vasos placentários, ... comprometeu o desenvolvimento da genitalia externa dela e dos ovários.

Teoria celular: houve anastomose e passaram células do macho pra lá .... e a própria fêmea começou a produzir testosterona.

Indução testicular: masculinizacao controlada pelas glândulas sexuais da própria fêmea. Isso é conseqüência de uma das duas teorias acima.

Sintomatologia:
Vou ter um ovário comprometido, posso ter um ovotestis, posso ter um ovário com um epidídimo, os .... não se desenvolvem ou se desenvolvem muito pouco.
O corno uterino de uma ... fértil, é do tamanho de um dedo.

Clitóris aumentado de tamanho e pelos na parte de baixo da vulva, um pouco menor, não é tão grande quanto a do macho.

Teste que se faz em bezerra: fácil de fazer. Nasceu bezerra fêmea, vc vê a vulva, quando entra na puberdade em que a vulva aumenta de tamanho por efeito hormonal, a freemartin não aumenta tanto ... aparece a fossa clitoriana que é um pouco maior.
Tubo de ensaio na vagina. Se for freemartin ... vai entrar ...

Glândula mamaria: não tem, é rente.

Esses animais têm um desenvolvimento muito bom, são superiores as da mesma idade porque tem a testosterona.

Quando chega na puberdade, esses animais não manifestam cio, são excelentes rufionas. Tem gente que separa as fêmeas freemartim para rufionas, pois são menos agressivas, não vão passar DST.
Prognostico do animal: zero
Tratamento: descartar da reprodução. posso utilizar pra produzir pro corte.

Síndrome da feminizacao testicular

Tem produção de testosterona (então desenvolveu testículo e produz testosterona)
Problema: não tem desenvolvimento interno da genitália
Ele não tem receptores pra testosterona, então o desenvolvimento da genitália fica comprometido.
Externamente é uma genitália feminina.
Doença da novilha branca
Tem pouca importante a nível de rebanho.
Tem como causa um problema no desenvolvimento do ductos de Muller, não se desenvolvem direito
Não tem o hímen perfurado.
Alguns animais apresentam isso.
Tinham desenvolvimento normal até a puberdade, e chegando na puberdade tinham problemas como dor, perda de peso e até morrer. É uma raça vermelha. Podiam ter cio ou não, ....

Os ovários funcionam normalmente, por isso que o animal apresenta ciclo estral. Tem a genitália subdesenvolvida, podendo ter aplasia segmentar do útero ou não (útero que dá uma colada)
A parte menos comprometida do útero começa a ficar
Útero que era fino e perto do ovário fica inchado, pq vai produzindo muco que fica ali preso.
Grau II: já tem o útero melhor, é maior do que o grau I, pode ou não ter muco.
Grau III: útero bem mais normal e o hímen fechado (que se estreita, entao não deixa passar muco ou deixa passar em pouca quantidade).
Problema pra defecar, fica enchendo de muco.
O útero produz a PG (produzida na parede uterina) quando essa parede fica muito esticada, começa a comprimir essas células, ...
O tratamento é descarte.

Alterações cromossômicas
Animal que só tem 1X e o outro X foi embora
Super fêmea: XXX
Macho fêmeo: que é XXY

São todos inférteis,
XXY: pode ocorrer em touros ou carneiros, tem atrofia muscular, ...
Super fêmea: são estéreis.

Patologias anatômicas
Patologias de cérvix

- cervix dupla completa. Vc cortando a cervix, ela vai ter 2 orificios completos que saem da vagina e vão até o útero, quando vc olha a nível de vagina vc vê 2 orifícios, e quando vc olha a nível de útero vc vê 2 orifícios também.

-
Quando a fazenda trabalha com monta natural,

Qnt mais próximo eu coloco o sêmen que está ... depositar o sêmen no começo do útero. Dependendo das espécies eu tenho que passar pelo menos o primeiro anel pra ele poder passar o ....

Passou a ser importante por causa da técnica de embriões

Alterações adquiridas na cérvix
Prolapso do 1º anel cervical. Pode ser conseqüência de um parto difícil,

Trauma com pipeta, causa cervicite.

Patologias do desenvolvimento
Persistência do hímen ou hímen não perfurado: tenho acumulo de liquido ali pra cima do útero e o animal vai acabar parando de ciclar.

A fistula no caso seria congênita.
A fistula retovaginal é isso, quando a cloaca não se fechou então as fezes saem pela vagina. Vc na verdade tem uma cloaca, pois no mesmo orifício sai aparelho reprodutor, urinário e fezes.

Rompe o teto da vagina e o assoalho do reto, cicatriza e forma uma fistula. O problema disso é que começa a entrar muita contaminação pela vagina, tem uma contaminação ascendente pelas fezes. A metrite nessas .. é muito forte.

Hipoplasia congênita de vulva
É pequena, hipoplásica (não cresceu).
Tem uma ocorrência em suínos, a vulva fica muito pequena, tem casos da porca não tem vulva, fica só um buraquinho da uretra.

Alterações inflamatórias
A vagina e a vulva em si não têm tendência de ter inflamação, porque o epitélio delas é feito para ter atrito. Então o fisiológico é não ter inflamação.
Agora quando tem copula muito suja, leva bactérias, fungos, e vc começa a ter problema de vaginites em éguas.
Tem vulvite e vaginite por ...

Paralelo ao tumor vc tem uma inflamação daquela vulva e daquela vagina.

Bovino: vc tem o IBR (herpervirus tipo I que dá a vulvite, e em casos mais extremos uma vaginite)

Triconomose e campilobacteriose que causa vulvite e vaginite.

Prolapso vaginal, junto com a ... é freqüente.
Freqüente em ovinos, bovinos e em cães. Só que a causa dos cães é diferente.
Em bovinos, o prolapso geralmente é associada ao 1/3 final da gestação, em ruminantes. Flacidez do ligamento uterino, com isso a vagina vira.
Em cadelas, ocorre no período do estro. É ... ao

Tem 3 graus de:
Melhor é o grau I.
O animal quando está em estação, ele está normal. Quando ele deita, ele expõe o assoalho da vagina. Quando ele levanta a vagina volta e fecha.
Grau II: quando o animal está em estação, a vulva está fechada, quando o animal deita, a vagina sai, vira ao contrario, faz uma bolinha e quando o animal levanta a ... entra de novo.
Grau III: normalmente eles evoluem para o grau III, onde a vagina não volta mais.

Se eu virei o contrario, vou reter a circulação, vai estenosar, vai ter edema, e ai que não entra mesmo.

1ª coisa que vc tem que fazer: anestesia epidural, que vai parar a contração e deixa vc mexer porque não sente dor. Pega água e sabão e lava, se tiver muito sujo, pega uma parte verde da esponja e esfrega, se não ficar bom vc limpa com escova de dente. Vc tira o tecido que estava começando a necrosar, ativa a circulação e vai cicatrizar. Lambuza aquilo de óleo de soja, pega o útero na mão, aperta e empurra pra dentro.
Se não der certo, vc enrola com atadura, de fora pra dentro, porque enquanto vc vai empurrando pra dentro vc vai tirando a atadura.