Instalações Elétricas - NBR 14039(2005) - Instalações Elétricas De Média Tensão De 1 0 kV A 36 2 kV - Comentada
241 pág.

Instalações Elétricas - NBR 14039(2005) - Instalações Elétricas De Média Tensão De 1 0 kV A 36 2 kV - Comentada

Disciplina:INSTALAÇÕES ELÉTRICAS734 materiais10.457 seguidores
Pré-visualização50 páginas
As precauções tomadas devem considerar tanto a fabricação dos materiais facilmente
inflamáveis quanto as condições de instalação dos equipamentos elétricos.

Essas disposições podem consistir em, por exemplo:

? distanciar os materiais inflamáveis dos equipamentos elétricos;
? dispor em torno dos equipamentos elétricos proteções ou telas apropriadas.

Além disso, se os materiais processados, fabricados ou armazenados forem inflamáveis, os
componentes devem possuir ao menos o grau de proteção IP5X contra a penetração de poeiras.

Riscos de explosão (BE3)

Quando houver a possibilidade de explosão no interior de uma zona de proteção, as instalações
elétricas devem ser limitadas àquelas estritamente indispensáveis, e os materiais utilizados devem
comportar um dos modos de proteção prescritos para este efeito pelas normas e textos
regulamentares que lhes é concernente.

Voltar para a Norma

NBR 14039:2005 - Edição Comentada

Copyright 1995/2004 – Target Engenharia e Consultoria S/C Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial.

Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 – 2º andar – CEP: 04726-170 – São Paulo – SP - Tel.: (11) 5641-4655 – Fax: (11) 5641-4750
Site: www.target.com.br E-mail: target@itarget.com.br

Voltar para a Norma

ITEM DA NORMA

6.1.5.3 Condutores

COMENTÁRIO 6.1.5.3.C

No caso de cabos isolados, a identificação por cor é de difícil aplicação, pois os cabos não são
fabricados em todas as cores, mas sim, normalmente azul, verde e preto.

A identificação pode ser realizada, por exemplo, por marcas ou dispositivos como as anilhas, na
superfície exterior dos condutores (por número, disposição, cores ou símbolos) e esta identificação
deve estar indicada nos diagramas e desenhos dos circuitos.

A identificação deve ser feita no mínimo em cada extremidade do cabo, a menos que sua
identificação possa ser feita sem ambigüidade. Em instalações grandes ou extensas, é recomendado
repetir essas indicações ao longo do trajeto do cabo, nos pontos acessíveis e nos pontos onde
ocorrem mudanças como, cruzamentos, derivações, etc. Os dispositivos utilizados para a
identificação deverão ser indeléveis, seguros e duráveis.

Voltar para a Norma

NBR 14039:2005 - Edição Comentada

Copyright 1995/2004 – Target Engenharia e Consultoria S/C Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial.

Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 – 2º andar – CEP: 04726-170 – São Paulo – SP - Tel.: (11) 5641-4655 – Fax: (11) 5641-4750
Site: www.target.com.br E-mail: target@itarget.com.br

Voltar para a Norma

ITEM DA NORMA

6.1.7 Documentação da instalação

COMENTÁRIO 6.1.7.C

É preciso ter em conta que a NR-10 também especifica uma documentação para as instalações
elétricas, o prontuário das instalações. Logo, a documentação mínima de uma instalação de média
tensão deverá conter as prescrições da NBR 14039 e da NR-10.

Voltar para a Norma

NBR 14039:2005 - Edição Comentada

Copyright 1995/2004 – Target Engenharia e Consultoria S/C Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial.

Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 – 2º andar – CEP: 04726-170 – São Paulo – SP - Tel.: (11) 5641-4655 – Fax: (11) 5641-4750
Site: www.target.com.br E-mail: target@itarget.com.br

Voltar para a Norma

ITEM DA NORMA

6.2.3.4 A tensão nominal dos cabos deve ser escolhida em função das características da instalação,
conforme a NBR 6251.

COMENTÁRIO 6.2.3.4.C

A NBR 6251 apresenta o critério para a escolha apropriada do valor da tensão de isolamento Uo/U do
cabo, em função das características da instalação. Entende-se que a espessura de isolação do cabo
é determinada pelos valores Uo, U e Um ou pelo valor Up de crista, que é o valor da tensão
suportável de impulso atmosférico do cabo. Estas tensões devem ser baseadas, inteiramente, nas
características e nos requisitos da instalação, e a espessura da isolação deve ser escolhida com
severidade.

As tensões de isolamento dos cabos, em kV, previstas nesta Norma, são as seguintes:

Uo/U - 0,6/1 - 1,8/3 - 3,6/6 - 6/10 - 8,7/15 - 12/20 - 15/25 - 20/35

Os Valores mínimos para (Uo) em função do esquema de aterramento e da tensão nominal de um
sistema (ou instalação) é dado pela tabela 5 C:

Tabela 5C

Tensão de isolamento do cabo (Uo)
(kV)

Tensão nominal de um
sistema (U)

(kV) Esquemas TT e TN Esquema IT

1,0 0,6/1 0,6/1

3,0 1,8/3 3,6/6

6,0 3,6/6 6/10

13,8 8,7/15 12/20

23,1 15/25 20/35

34,5 20/35 -

NBR 14039:2005 - Edição Comentada

Copyright 1995/2004 – Target Engenharia e Consultoria S/C Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial.

Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 – 2º andar – CEP: 04726-170 – São Paulo – SP - Tel.: (11) 5641-4655 – Fax: (11) 5641-4750
Site: www.target.com.br E-mail: target@itarget.com.br

Observações:

? Os esquemas de aterramento TT e TN têm o neutro aterrado, enquanto que o esquema IT tem o
neutro isolado;

? Tensão nominal do sistema (U): Tensão de linha pela qual o sistema é designado. No caso de
corrente alternada, a tensão é dada em valor eficaz. Não é, necessariamente, igual à tensão
nominal dos equipamentos ligados ao sistema. Esta tensão nominal é definida pela NBR 14039;

? Tensão de isolamento do cabo (Uo ou Uo/U): Valor de Uo ou dos valores Uo/U pelos quais os
cabos são designados, onde:

- Uo é o valor eficaz da tensão entre condutor e terra ou blindagem da isolação, ou qualquer
proteção metálica sobre esta;

- U é o valor eficaz da tensão entre condutores.

NOTA - A designação completa do cabo por suas tensões de isolamento inclui a tensão máxima de
operação do sistema, conforme a IEC 60502, da seguinte forma: Uo/U(Um). Entretanto, a tensão Um
é omitida na NBR 6251 e nas especificações dela decorrentes, como tem sido a prática até o presente
no Brasil.

Voltar para a Norma

NBR 14039:2005 - Edição Comentada

Copyright 1995/2004 – Target Engenharia e Consultoria S/C Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial.

Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 – 2º andar – CEP: 04726-170 – São Paulo – SP - Tel.: (11) 5641-4655 – Fax: (11) 5641-4750
Site: www.target.com.br E-mail: target@itarget.com.br

Voltar para a Norma

ITEM DA NORMA

6.2.3.7 As linhas pré-fabricadas devem atender às normas específicas e ser instaladas de acordo
com as instruções do fabricante.

COMENTÁRIO 6.2.3.7.C

Os barramentos blindados devem ser utilizados exclusivamente em instalações não embutidas,
devendo ser previstas as possibilidades de impactos mecânicos e de agressividade do meio
ambiente.

O invólucro deve ser solidamente ligado à terra e ao condutor de proteção, em toda sua extensão, por
meio de condutor contínuo, acessível e instalado externamente.

Quando instalado em ambiente sujeito a poeiras ou material em suspensão no ar, o invólucro deve
ser do tipo hermético.

Voltar para a Norma

NBR 14039:2005 - Edição Comentada

Copyright 1995/2004 – Target Engenharia e Consultoria S/C Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial.

Av. Alfredo Egidio de Souza Aranha, 75 – 2º andar – CEP: 04726-170 – São Paulo – SP - Tel.: (11) 5641-4655 – Fax: (11) 5641-4750
Site: www.target.com.br E-mail: target@itarget.com.br

Voltar para a Norma

ITEM DA NORMA

6.2.5 Capacidades de condução de corrente
As prescrições desta subseção são destinadas a garantir uma vida satisfatória aos cabos elétricos
submetidos aos efeitos térmicos produzidos pela circulação de correntes de valores iguais às
capacidades de condução de corrente respectivas, durante períodos prolongados em serviço normal.
Outras considerações intervêm na determinação da seção dos condutores, tais como as prescrições
para a proteção contra choques elétricos (ver 5.1), a proteção contra efeitos térmicos (ver 5.2), a
proteção contra sobrecorrentes
Edilson Toshio Ito fez um comentário
  • Não amigo está correto. É a de 2005. Veja Emenda 1 e prefácio. pág.239 ao final do pdf.
    0 aprovações
    boateng fez um comentário
  • ta errado essa porra, nao é de 2005 e sim de 2003
    0 aprovações
    Carregar mais