Pré-visualização3 páginas
chegar ao útero, demora 5,5 – 6 dias. Como ele se nutre nesse meio tempo: as células da tuba também são células secretórias, então alem de transportar esse oocito e esse embrião, ela também vai ser responsável pela nutrição e desenvolvimento embrionária inicial.
Nutrição e desenvolvimento embrionário inicial

Então ele precisa de um ambiente adequado com uma nutrição adequada, pra que esse desenvolvimento aconteça.

Istmo
A 3ª porção da tuba, chama-se istmo.
O istmo na verdade é a junção útero tubária, aquela ligação da tuba com o útero.
O que agente percebe aqui: O istmo é uma estrutura “forte”, pq imagina se a fêmea apresenta uma infecção no útero e essa infecção chega à tuba, é muito ruim, porque tratar o útero já é difícil, tratar a tuba é impossível, por isso ali tem um controle de entrada ali, de proteção, que é a musculatura do istmo, que tem que ser um pouco mais forte que o restante da tuba, pra travar e não entrar nada (só o SPTZ tem que passar, porque quando a fêmea está no cio, está um pouco mais relaxada, mas quando não está, fica fechada porque não pode passar nada pra contaminar a tuba).

Essa junção útero tubária vai modificar de espécie pra espécie
Bovina: quando a junção vai se ligao no útero, ele torce e liga, faz uma flexura e faz a junção.
Égua: ela se projeta, ela faz uma espécie de uma papila, fica uma espécie de bolinha.
Porca: como se invaginasse formando um dedo pra dentro do útero.

Importância disso: existe uma técnica chamada Inseminação artificial na junção útero tubária, na papila da tuba uterina, que é uma inseminação que fazemos em égua. O que agente faz: pega o endoscópio e vai via útero levando o sêmen e depositando em cima da papila da tuba uterina.
Objetivo dessa técnica: diminuir as barreiras. Eu coloco ele na papila porque ele não é bom, por isso coloca mais “pra frente”.
Ligamento que sustenta a tuba: mesosalpinge.

A tuba também é responsável:
Pela finalização da capacitação espermática, o que é isso: tornar o SPTZ capaz de fecundar. Esse final de capacitação acontece na tuba, por isso que o ambiente da tuba uterina é importante até pra isso, pro SPTZ ser tornar capaz de fecundar.

Útero
É dividido em 3 porções:
- Mucosa uterina é chamada de endométrio
- A parte muscular é o miométrio
- A serosa (camada externa) é o perimétrio
- O ligamento que sustenta o útero naquela porção é chamado de mesométrio

Quando agente pensa em útero agente associa a gestação. Todas as funções do útero são para manter uma gestação, porque isso significa a permanência de uma espécie. Todo ambiente, toda estrutura está envolvida com a gestação. Não é a toa que eu tenho um endométrio com glândulas endometriais, as glândulas endometriais secretam nutrientes primeiramente para esse embrião, nutrição pra esse embrião.

Glândulas endometriais
Função:
Nutrição de gametas e embrião, favorecendo o desenvolvimento da gestação. (só quando tem embrião).
Secreta muco, que é rico em Ig, então ela participa também das defesas da fêmea. A fêmea secreta muco no cio, quando ela aceita a monta (que é quando o trato reprodutor está exposto), com isso o trato reprodutor está exposto, porque junto com o sêmen, junto com o pênis do macho pode estar entrando contaminação. Então essas glândulas também vão secretar durante essa fase de cio principalmente esse muco rico em imunoglobulinas. O muco alem de ter defesa (Ig), ele tem uma reação de quimiotaxia com o SPTZ. -> Defesa através de Ig.
Contração: Útero tem uma camada muscular, que serve para contração: quando agente pensa em contração, automaticamente agente pensa em parto. A camada muscular do útero é muito importante no momento do parto porque ela vai contrair pra expulsar o feto. Só que a contração não acontece só no momento do parto, a contração também faz parte do mecanismo de defesa.

Desenho acima:
O útero, numa fêmea no cio, ele está sempre contraindo nessa direção, pra expulsar possíveis contaminantes. A fêmea no cio também tem o útero contraindo, não como no parto, mas contrai, expulsando contaminantes, sempre de dentro pra fora.

Alem de contrair no parto e no cio, o útero também contrai pra involução uterina.
Ex: o útero está enorme pela gestação, contraiu e expulsou o feto, fica com o útero grande, que tem que voltar ao tamanho original, então a contração vai alem, mesmo após o parto, ele continua contraindo pra voltar ao tamanho original.

Mais essa barreira pro SPTZ ultrapassar.
O SPTZ tem que passar não só a contração como também o muco, porque ele tem quimiotaxia pelo muco, mas o muco é uma barreira pra ele, pois é viscoso, é um muco.

Útero
Outra coisa importante, outra função importante do útero é a produção de hormônio, o útero também produz hormônio.
As glândulas endometriais produzem o hormônio PGF2α, essa prostaglandina regula o corpo lúteo (CL). A PGF2α destrói/rompe o CL, ela faz isso com objetivo de retornar o cio.
Ex. minha fêmea dá cio, ovula, mas não foi coberta, se o CL não for destruído, ela não dá outro cio. Então o útero reconhece, “poxa, não chegou embrião”, se não tem embrião, há produção de PG, que vai lá e destrói o CL.

Função do útero: regular a função do CL.

Forma do útero
Tem diferença de espécie pra espécie:
Égua e Ruminantes: Útero é chamado de útero bipartido, é um útero que apresenta um corpo e 2 cornos uterinos.
Porca e Carnívoros e Felinos: é o útero do tipo bicornual, que também tem 1 corpo e 2 cornos, só que o corpo é quase que subdesenvolvido, ele é muito pequeno, e cornos longos para caber vários filhotes.
Coelha: Útero duplex, que tem 2 corpos uterinos (eles são isolados) e 2 cornos, mas só tem 1 entrada que é a cérvix. A entrada é comum, mas é como se vc tivesse 2 úteros diferentes.

Marsupial: Útero Didelphys, que tem 2 cornos, 2 corpos e 2 cérvix. Os 2 úteros são “grudados”, a origem embrionária é a mesma.

Mulher: útero é simples, porque não tem corpo, não tem corno, é uma estrutura única como se fosse um punho fechado.

Cérvix
É uma estrutura que conecta a vagina ao útero.
É um órgão responsável pela proteção física do útero.
Ela é composta alem de tecido conjuntivo, é composta também por músculo (fibras musculares). Porque ela precisa das fibras musculares: pra fechar e abrir. Ela da mesma forma que fecha para defesa, ela abre para permitir a passagem do feto. Além disso, em algumas espécies, permitem a passagem do sêmen pq tem espécies que ejaculam no fundo de saco vaginal, então o SPTZ automaticamente tem que atravessar a cérvix pra chegar ao útero (quem faz isso é o ruminante, cadela) então a cérvix tem a função de permitir a passagem do sptz. Já na égua e nos suínos, a ejaculação é intrauterina, o macho bota o SPTZ dentro do útero.

Alem de ter função de barreira física, a cérvix também produz muco, o muco cervical que alem de ser barreira física por ser espesso, o muco possui Ig (sendo assim uma barreira física e humoral também)

Ruminantes: No ruminante a cérvix possui anéis regulares, são meio arredondados, esses anéis que são mais espessos, que são mais cartilaginosos, eles conferem uma resistência ainda maior a cérvix.
Suínos: Nos suínos os anéis não são regulares, eles são em forma de saca-rolha, justamente pra acoplar a glande do pênis do suíno que é em forma de saca-rolha.
Égua: A cérvix da égua não tem anéis, é simplesmente tecido conjuntivo e muscular. É uma cérvix muito fácil de ser ultrapassada.
Cadela: A cérvix da cadela (proteção), são como se fossem pregas cartilaginosas desniveladas, isso dificulta a inseminação na cadela. Por isso que tem que manter a cadela com os anteriores agachados e posteriores “em pé”.

Vagina e vestíbulo

Vestíbulo vaginal é a porção inicial.
O que divide é o meato urinário. Do meato urinário pra fora, vestíbulo vaginal, do meato urinário pra dentro é a vagina.
Existem funções parecidas, pois são uma continuidade, mas ao mesmo tempo, no vestíbulo vc tem a excreção alem de fluidos normais da fêmea, a urina. Mas em compensação não passa urina na vagina, não pode passar, pois a presença de urina na vagina se chama urovagina que é