Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Aplicação prática do princípios constitucionais da Administração Pública

Pré-visualização | Página 1 de 1

Anna Catharina Garcia 
PROSEL MONITORIA 2021.2
 Art. 37. A administração pública direta e
indireta de qualquer dos Poderes da
União, dos Estados, do Distrito Federal e
dos Municípios obedecerá aos princípios
de legalidade, impessoalidade,
moralidade, publicidade e eficiência.
OS 5 PRINCÍPIOSOS 5 PRINCÍPIOS
MONITORIA 21.2PROSEL DIREITO ADMINISTRATIVO I 
Decreto nº 9.203/2017: 
Materializa os princípios em
práticas a serem implementadas
pela administração
 Helly Lopes Meirelles leciona que “a legalidade,
como princípio de administração significa que o
administrador público está, em toda sua
atividade funcional, sujeito aos mandamentos da
lei, e as exigências do bem comum, e deles não
se pode afastar ou desviar, sob pena de praticar
ato inválido e expor-se a responsabilidade
disciplinar, civil e criminal, conforme o caso”.
(1998, p.67).
 Art. 4º São diretrizes da governança pública: 
IX - editar e revisar atos normativos,
pautando-se pelas boas práticas regulatórias
e pela legitimidade, estabilidade e coerência
do ordenamento jurídico e realizando
consultas públicas sempre que conveniente;
A LEGALIDADE É PARAMETRO IMEDIATO
PARA EXPEDIÇÃO DOS ATOS DA
ADMINISTRAÇÃO
PRINCIPIO QUE REGE OS ATOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA | ORIGEM AINDA NA FRANÇA BURGUESA
(GUSTAVO BINENBOJM)
2021.2DIREITO ADMINISTRATIVO I 
DOUTRINA DECRETO 9.203
 As decisões políticas costumam ser "pessoais"
devido ao jogo político, por isso, esse princípio as
vezes acaba por ser relativizado. Mas, o gestor
não pode confundir seus interesses privados com
os interesses da administração, o interesse
público deve sempre estar acima dos interesses
pessoais. Mesmo nas decisões políticas, elas
devem ser tomadas para atender o interesse
público. 
 VIII - manter processo decisório orientado pelas
evidências, pela conformidade legal, pela
qualidade regulatória, pela desburocratização e
pelo apoio à participação da sociedade;
O gestor deve se manter equidistante, prevalece o
interesse da administração. Exemplo: Obras do
Governo do Estado e não obras de Rui Costa, lição
do art. 37 §1º da CF/88.
ATOS IMPESSOAIS E IMPARCIAIS, INIBINDO QUAISQUER TIPOS DE PRIVILÉGIOS, INTERESSES E
DISCRIMINAÇÕES, ASSEGURA A DEFESA DO INTERESSE PÚBLICO SOBRE O PRIVADO.
2021.2DIREITO ADMINISTRATIVO I 
EXCEÇÕES DECRETO 9.203
Art. 2o A Administração Pública obedecerá, dentre
outros, aos princípios da legalidade, finalidade,
motivação (...) moralidade (...)
Parágrafo único. Nos processos administrativos serão
observados, entre outros, os critérios de:
IV - atuação segundo padrões éticos de probidade,
decoro e boa-fé;
EVITAR DESVIOS DE FINALIDADE | CONFUSÃO COM O PRINCÍPIO DA FINALIDADE? ABSORVIDO PELA LEGALIDADE?
DECORO: A dignidade e educação, principalmente do
gestor (a ideia de "decoro parlamentar"
BOA FÉ OBJETIVA: É dever de todo agente publico agir
de acordo com a legalidade, sob a pena de resposta
administrativa pelos seus atos. A noção de confiança
deve ser reciproca entre agente publico e cidadão. 
BOA FÉ SUBJETIVA (PROBIDADE): Ao invés do sistema
define o que é probo, ele vai colocar o que
improbidade. O que não é probo é tudo que não está
definido na lei de improbidade: CF art 37, §4º 
2021.2DIREITO ADMINISTRATIVO I 
LEI DO PROCESSO
ADMINISTRATIVO FEDERAL
PROBIDADE, DECORO E BOA FÉ: O
PROCESSO DE IMPROBIDADE
ADMINISTRATIVA
Levando em consideração a perspectiva da
governança, para que haja um controle social
sobre o funcionamento da administração
publica, salvo quando são situações de risco, e
então se colocam restrições para a própria
preservação da coletividade. Para que esse
principio seja relativizado, deve haver expressa
previsão legal. Não é só publicar em diário oficial,
mas disponibilizar todos os instrumentos
possíveis para que o cidadão tenha acesso. 
 Art. 4º São diretrizes da governança pública: 
 XI - promover a comunicação aberta,
voluntária e transparente das atividades e
dos resultados da organização, de maneira a
fortalecer o acesso público à informação.;
Além do diário oficial, é interessante a figura
do Portal da Transparência, MAS perceba que
ele nao é absoluto, exceção curiosa é o
segredo da alimentaçaõ do presidente.
ESSENCIAL PARA A PRODUÇÃO DOS ATOS DA ADMINISTRAÇÃO 
2021.2DIREITO ADMINISTRATIVO I 
DO POVO E PARA O POVO DECRETO 9.203
Em SSA se percebeu que tinham duas autarquias
que realizavam as mesmas tarefas, assim, após
ser apresentado uma proposta para que o
PREFEITO juntasse a secretaria de transito e a de
transporte, e assim, elas foram juntas criando a
TRANSALVADOR ( SET + STP) visando a
EFICIENCIA (após ser feito um estudo estudando
a viabilidade e as consequências)
 Art. 5º São mecanismos para o exercício da governança
pública:
 III - controle, que compreende processos estruturados para
mitigar os possíveis riscos com vistas ao alcance dos objetivos
institucionais e para garantir a execução ordenada, (...),
eficiente e eficaz das atividades da organização, com
preservação da legalidade e da economicidade no dispêndio de
recursos públicos.
APESAR DO PLANO NACIONAL DA DESBUROCRATIZAÇÃO ter
trazido uma ideia de "lucro" para a administração pública, é
inviável que se pense assim, problema é o descontrole da dívida
mas o gasto é primordial para contemplar o interesse público.
UM DOS PRINCIPIOS MAIS MODERNOS | CHOQUE COM A BASE SOCIAL DEMOCRATA DO CONSTITUINTE?
2021.2DIREITO ADMINISTRATIVO I 
FORTE LIGAÇÃO COM A
GOVERNANÇA
DECRETO 9.203