ok Diagnostico  01.02.11
9 pág.

ok Diagnostico 01.02.11

Disciplina:Diagnóstico Patológico Por Análise De Imagem11 materiais32 seguidores
Pré-visualização3 páginas
pro alivio imediato do animal na capacidade respiratória: toracocentese. Seria a atitude imediata pra vc melhorar a condição clinica do animal até vc conseguir trata-lo. Como vc faz uma toracocentese dessa forma? Com o liquido em diversos compartimentos? Vc teria que furar o animal em vários lugares. (isso é um quadro crônico, tardio, sem tratamento, é mais difícil de ver).
A rede de fibrina é hiperecóica.

Hemotórax e piotórax: Sg no espaço interpleural Pus no espaço interpleural.
Tanto sangue quanto pus tem celularidade, com isso, nos 2 vc tem uma mudança na qualidade daquele liquido, o liquido vai passar de anecóico para um liquido com celularidade. O que vai acontecer: dependendo da quantidade de sg que vc tem ali, vc pode ter um liquido mais hipoecóico ou até um liquido com muita celularidade sendo hiperecóico, porque depende da quantidade de célula que eu tenho.
Piotórax: Pus é sempre hiperecóico.
Hemotórax pode ser tanto hipo até hiperecóico.
Não tem como diferenciar a imagem ultrassonográfica: não diferencia. Vc tem que sugerir um exame do liquido, uma centese e avaliar o liquido.
Algumas vezes a imagem não me deixa concluir, eu tenho que indicar a imagem e sugerir.

Uma coisa que agente tem que ter em mente é que pra um animal ter um hemotórax ou um piotórax, qual o histórico dele?
Traumatismo. Normalmente um trauma perfurante que leva a esse quadro. Ex. pneumonia mal curada que levou a isso, traumatismo.

Pneumotorax e hidropneumotorax
Pneumotórax: presença de ar no espaço interpleural. É muito difícil de ser identificado pq o espaço interpleural é muito pequeno e o pulmão é lotado de ar, então vc vai ver muita reverberação. Pra eu encontrar reverberação (presença de ar) no espaço interpleural é muito difícil. É um diagnostico muito difícil de fazer.
Hidropneumotórax: é a associação do liquido com o ar, e como o liquido distende ele faz uma espécie de contraste, facilitando a visualização da reverberação. Efusão pleural é um aumento do espaço interpleural com ar, e ai é mole. Porque o liquido aumentou no espaço, então ele faz o contraste, ele permite a visualização.

Pulmão

Pneumonia
A imagem da pneumonia é uma imagem da superfície respiratória.
O que é: inflamação do pulmão.
Mas agente não vê o pode ver o parênquima pulmonar se houver ar.
Qual vai ser a imagem de uma inflamação do parênquima pulmonar: A imagem vão ser irregularidades na pleura visceral. Essas irregularidades vão se manifestar sob a forma de um artefato de imagem chamado “Cauda de Cometa” (vc vai vendo a imagem normal e de repente vc vai perceber que tem uma falha na pleura visceral e ali forma uma cauda de cometa), isso é uma imagem ultrassonográfica sugestiva de pneumonia.
(Lembrando: eu não estou vendo o parênquima, eu estou fazendo o diagnostico em cima da superfície pulmonar).

Outras patologias que vc pode avaliar no pulmão, não são primarias, são a: Atelectasia e a Consolidação.
Atelectasia: colabamento dos alvéolos, e se os alvéolos estão colabados significa que eu tenho menos ar, tenho um aumento de ar naquela região.
Imagem: hipoecóica (parênquima é hipo). Vejo áreas do parênquima pulmonar hipoecóicas. Tenho algumas áreas do parênquima pulmonar hipoecóica.
Causas de atelectasia: pneumonia, efusão pleural por conseqüência de tumor, compressão, etc.

Consolidação: é uma modificação do parênquima pulmonar. Hhá uma substituição do tecido que vai consolidando.
O que vou observar: algumas áreas de reverberação, mas eu vou observar algumas áreas hipoecóicas e nessas áreas hipoecóicas eu observo estrutura anatômica, como assim: um vaso sanguíneo, porque: pq ali modificou o tecido, então está passando zero de ar. Vou olhar a área ali toda hipoecóica e eu vejo um vaso sg, ou eu vejo por exemplo um brônquio sem ar (como se fosse uma arvorezinha passando ali, mas isso em casos mais graves).

Abcesso e fístula
Como é um abcesso: abcesso é sempre a mesma imagem em qualquer lugar. É uma coleção de pus. Então é uma estrutura cavitaria que pode ter capsula ou não, mas se tiver, a capsula vai ter uma imagem hiperecóica.
Conteúdo de um abcesso: pus, um liquido purulento.
Então a imagem vai depender do tempo de permanência.
No inicio de um abcesso vc encontra aquele liquido com pus, com áreas de piocitos. Se vai ficando mais tempo, vai ficando aquela coisa “leite condensado”. Então se vc pegar um abcesso ainda no inicio vc vai pegar um liquido anecoico ou hipoecóico com pontos hiperecóicos. Se eu pegar um abcesso tardio ele vai ser hiperecóico, que é aquele abcesso leite condensado.
Não importa a localização, é sempre a mesma imagem, o que muda é a janela anatômica que vc está avaliando.
Vc pode ter a partir daí uma fístula, pq o abcesso pode drenar pro espaço interpleural esse vc consegue ver. Mas se drenar para o parênquima muitas vezes vc não vê, vc vai ver uma área de aeração. Quando drena para o espaço interpleural vc consegue ver o pus saindo. Se drenar para o parênquima e tiver áreas de aeração perto vc não vê.

Neoplasias
Imagem: em qualquer local, a imagem USG é a mesma.
O que é: São consideradas massas heterogênicas, porque na maioria das vezes vc tem uma mistura de tecidos, então agente sempre considera massa heterogênica. Vc pode ter áreas hiperecoicas, áreas hipoecóicas, pode até ter áreas anecóicas que são aquelas neoplasias que são adenomatosas.
Neoplasia é uma coisa complicado pq as vezes a pessoa se queima quando faz um diagnostico e vai alem do que o ultrassom pode. O ultrassom pode dizer que: tem uma massa e que essa massa não faz parte daquele lugar e te dá o tipo de massa que é, ex: uma imagem heterogênica, com mais áreas hipoecóicas. Não inventa mais do que isso. O que vcd viu, coloca no laudo. Vc pode até ter certeza, mas envia para uma biópsia, pois a imagem ultrassonográfica é um exame complementar. Ex: suspeita de neoplasia e indica uma biopsia para confirmação do diagnostico.

Áreas de metástase são mais complicadas, porque metástase formam-se áreas mais organizadas mais hipoecóicas, o que pode confundir com doença granulomatosa.