CCJ0009-WL-PA-13-T e P Narrativa Jurídica-Novo-15856
4 pág.

CCJ0009-WL-PA-13-T e P Narrativa Jurídica-Novo-15856

Disciplina:Teoria e Prática da Narrativa Jurídica657 materiais2.985 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Nair a esse relacionamento impróspero�.

(adaptado de Roselena Nicolau – Jornal do Brasil)

 

Questão 1

Indique a opção que mostra, em ordem cronológica, alguns acontecimentos da vida do casal retratado no texto, Nair e Otacílio:

(A)   compram um terreno; ficam noivos; cancelam o casamento; brigam na justiça.

(B)    começam a namorar; ficam noivos; compram um terreno; constroem uma casa.

(C)    começam a namorar; ficam noivos; trocam acusações em público; terminam a relação.

(D)   ficam noivos; compram um terreno; constroem uma casa; cancelam o casamento.

(E)    ficam noivos; dão entrada nos papéis; brigam na justiça; alugam a casa.

 

Questão 2

A partir da questão 1, você teve uma idéia ampla da cronologia dos fatos do caso concreto. Precisamos considerar, porém, que o magistrado, para julgar o pedido da autora, precisaria ter conhecimento de diversas outras informações juridicamente importantes.

Considere que informações juridicamente importantes são aquelas que precisam constar na narrativa da peça porque a lei, a doutrina e/ou a jurisprudência consideram essas informações como importantes.

Tenha como certo, também, que a autora pretende indenização por danos morais, em virtude do término do relacionamento – pelas razões sustentadas pelo advogado – e pela difamação de que foi vítima. Pretende, ainda, 50% do valor do imóvel e 50% dos valores recebidos a título de aluguel.

Assim, realize uma pesquisa e indique as fontes principiológicas, legais, doutrinárias e jurisprudenciais que contribuam para a percepção de quais informações são juridicamente importantes para a solução da lide.

 

Questão 3

Produza uma narrativa simples – em texto corrido, adequadamente dividido em parágrafos – para o caso concreto, com a exposição cronológica dos fatos.

 

[1] GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. 22. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2004, cap. 1.6.5.5.1.