ok clin equi 25.04.11
12 pág.

ok clin equi 25.04.11

Disciplina:Clínica Médica Veterinária De Equídeos12 materiais172 seguidores
Pré-visualização4 páginas
não estimular esse crescimento, essa granulação, e ai vc vai diminuir a quantidade de creme ou pomada, ou então até muitas vezes alternar com uma simples lavagem com soro fisiológico e uma solução anti-séptica. E se vc observar que essa granulação está crescendo vc pode tentar frear ela com uso de corticóide ou com uso de sulfato de cobre. Quanto mais bem manejada for essa ferida, vc vai ter menos granulação exuberante.
	O sulfato de cobre é só no momento, depois de 3, 4, 5 dias depois quando vc perceber que a granulação que cresceu foi suficiente pra “tapar o buraco” e ela está com uma tendência a extrapolar pro nível do bordo da ferida.

Vc vai tendo o preenchimento da ferida com tecido de granulação, ele vai fechando o buraco, chegando à altura da pele, onde vc não quer mais o tecido de granulação. Então se vc perceber que ele continua crescendo, vc vai ter que visualizar, vc vai utilizar nessa região uma substancia que module, que limite, que iniba o crescimento de tecido de granulação exuberante, e ai pode ser:
Corticóide, cloreto de zinco, sulfato de cobre, abocrezil.
Vc vai tentar manter essa ferida nessa altura. E ai ela vai se fechando.

Hipersensibilidade a curicóides
	É a hipersensibilidade a mosquitos, cavalo pode ter sensibilidade a mosquito. Ele pode ter uma reação dermatológica à picada de mosquito. (é mosquito e não abelha ou maribondo ou vespa que fazem outro tipo de reação, é uma reação alérgica, reação escariforme, o animal pode até morrer).
	
	Pode desenvolver áreas de alopecia, áreas de paquidermia, que são muito comuns, perto da crina, na região da cauda, na base da cauda do cavalo, e ai o leigo diz que é sarna, fungo, mas não é. Ela é refrataria pra qualquer tipo de tratamento, se vc tratar pra fungo ou pra sarna ela não dá resultado.

Tratamento
O tratamento é impedir que o animal tenha contato com mosquito.

Dermatofilose
Vc puxa um tufo de pelo, que sai e em baixo fica uma lesão úmida.
Dermatofitose
Vc nunca vai ter esse aspecto.

Sarna
	Geralmente se dá perto da região dos arreios, justamente porque vc compartilha de um animal pra outro, e aquela região fica uma escarificação que pode passar a sarna.
	Isso também está na fisiopatologia da doença da dermatofitose, é muito comum inclusive uma situação do jockey, que em determinada época do ano chegam potros do sul pro jockey, são animais jovens que não estão com o sistema imune completamente formado, eles vão pra um novo esquema de treinamento, ficam em baias, piquetes, confinados, receber outro tipo de alimentação, fazer corridas, isso gera um estresse muito grande no animal. Nas coxeiras eles vão acabar compartilhando a casqueadeira, as mantas, e isso faz com que grande numero de animais sejam afetados simultaneamente pela dermatofitose.

Placa aural
	A placa aural tem origem desconhecida. Acha que é viral
	É bem característica porque não tem como se enganar, ela sempre acontece no pavilhão auditivo do cavalo, com aspecto branco um pouco elevado.
	Não causa nenhum tipo de malefício ao animal, a não ser uma depreciação estética.
	Raramente ela evolui muito.
	Lesões brancas no conduto auditivo.
	Se tiver evoluindo muito vc queima com podofilina. Só que a potofilina queima e gera um desconforto ao animal. Depois que vc queima, o cavalo acaba ficando refratário quando vc vai passar a mão nele, ou até pra colocar o cabresto nele ele não gosta, porque acha que vc vai colocar a mão na cabeça dele pra queimar a orelha dele com podofilina.
	No RJ não se encontra muito, mas em SP encontra-se mais casos.

Melanoma
Neoplasia clássica no cavalo
	Ocorre principalmente em nos cavalos tordilhos.
	Caracteristicamente vai acometer cavalos da pelagem tordilha (animais que tem pelos brancos e pretos, mas a pele é muito escura), diferente do carcinoma epidermóide que tem uma tendência em acometer animais que tem regiões despigmentadas. O melanoma não, ele vai acometer regiões bem pigmentadas. Por isso cavalos tordilhos são os principais acometidos ai.
	Base da cauda, região perianal, região do prepúcio e também a região parotídea. Essas são as principais regiões acometidas.

	Apesar de na maioria das espécies o melanoma ser um tumor muito maligno, é comum em eqüinos ele ter uma forma menos agressiva, então vc percebe que animais permanecem ilótidos por um período de tempo e não causa nenhuma complicação.

	É comum ter animais com essa lesão por muito tempo sem complicação maior. Alguns até tem varias lesões e de forma mecânica obstrui alguma função do cavalo.

Mormo
	Dificilmente vc vai ver. É a apresentação cutânea
	O mormo é uma zoonose, é uma doença.
	“Delle amalle”
	Pode ser em via respiratória ou cutânea também e é uma doença de notificação obrigatória. Mas atualmente, esporadicamente ela aparece. Mas é raro.
	Faz exame laboratorial pra diagnosticar.
	O ministério da agricultura requer pra transporte de animais um exame negativo pra mormo.
	Tratamento até tem, mas geralmente é a eutanásia.

Esporotricose
	“Esporotrix ___chemi__”
	Lesões de pele
	Aparece mais na região do pescoço do cavalo