Politicas de Saude no Brasil (SUS)

Politicas de Saude no Brasil (SUS)


DisciplinaFisioterapia6.995 materiais20.272 seguidores
Pré-visualização2 páginas
*
*
*
POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL E ORGANIZAÇÃO DO SUS
*
*
*
INTRODUÇÃO
Crise do sistema de saúde presente no nosso dia a dia;
Filas, falta de leitos hospitalares, escassez de recursos, atrasos em repasses, baixos valores pagos pelos SUS para procedimentos médico-hospitalares, aumento na incidência e ressurgimento de doenças.
PERGUNTA: 
	como analisar e compreender essa complexa realidade do setor saúde no país?
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
1500 até o primeiro reinado: 
não dispunha de nenhum modelo de atenção à saúde;
Recursos provenientes da terra (plantas e ervas) e curandeiros;
Com a vinda da família real ao Brasil:
1850: atribuições sanitárias às juntas municipais, controle de navios e saúde de portos \u2013 CONTROLE SANITÁRIO MÍNIMO
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
Início da república (1889) até 1930
Interesses agrícolas agrários, economia agroexportadora;
Falta de modelo sanitário com conseqüente epidemias (varíola, febre amarela, tuberculose e sífilis) e endemias rurais, chagas, malária);
Intervenção campanhista (repressivo) para combate à febre amarela no RJ 
Erradicação da febre amarela no RJ:
Revolta da vacina (vacina anti-varíola);
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
Reforma promovida por Oswaldo Cruz:
Registro demográfico;
Laboratório para diagnóstico etiológico;
Fabricação organizada de produtos profiláticos para uso em massa.
1920: Carlos Chagas: propaganda e educação sanitária (luta contra tuberculose, lepra e doenças venéreas)
Até 1960 \u2013 Política de saúde: modelo do sanitarismo campanhista
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
O NASCIMENTO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL
1923 \u2013 aprovação da Lei Eloy Chaves
\u201cMARCO INICIAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL\u201d
Política de saúde: Instituíram-se as Caixas de Aposentadoria e Pensão (CAP\u2019s) que deveriam ser organizadas por empresas
\u201cpara o operário urbano\u201d: socorros médicos, medicamentos por preços baixos, aposentadoria, pensão para herdeiros em caso de morte 
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
Crise dos anos 30
Predomínio do capitalismo industrial;
Governo populista e autoritário de G.V;
Regulamentação da justiça do trabalho e homologação da Consolidação das leis trabalhistas (CLT);
Transição demográfica (aumenta expectativa de vida, predomínio das doenças da pobreza, aumenta DCNT e endemias rurais);
Política de saúde: substituição do CAP\u2019s por IAP\u2019s
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
Instituto de aposentadoria e Pensões (IAP)
Por categorias profissionais;
Assistência médica previdenciária não era importante até fim dos anos 50;
Segunda metade dos anos 50: aceleração da urbanização, desenvolvimento industrial, pressão de assistência via institutos viabiliza-se crescimento de um complexo médico hospitalar para previdenciários.
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
PERÍODO DE 30 A 60
Em 1930 cria-se o Ministério da Educação e Saúde Pública;
Em 1953 cria-se o Ministério da Saúde;
Em 1956 cria-se DNERU (Dep. Nac. Endemias Rurais);
Políticas de saúde: Lei orgânica da Previdência e expansão da assistência médico-hospitalar;
Em 1963 os trabalhadores rurais foram incorporados aos IAP\u2019s (FUNRURAL);
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
PERÍODO DE 64 A 80
Criado o INPS - 1966 (Instituto Nacional da Previdência Social). 
	- 	Hospitalocêntrico;
	-	Centralizado;
	-	Privatizante;
	-	Empresas de serviços médicos (pré pagamento);
	-	Urbanização de crescente.
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
PERÍODO DE 64 A 80
Características do INPS:
	-	Empresas de serviços médicos (pré pagamento);
	-	Pagamento por Unidade de Serviço;
	-	Corruptor;
	-	Clientelismo político;
	-	Complexo médico industrial Privatista
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
Em 1975:
-	Agudização da crise política e financeira do sistema pela:
	 - recessão (fim do milagre brasileiro),
	 - luta pela democratização do país e do próprio modelo.
Em 1976:
-	PIASS \u2013 Entrada dos técnicos do movimento sanitário; expansão da rede ambulatorial pública
Em 1978:
-	Criado o INAMPS (Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social).
-	Alma-Ata \u2013 Saúde para todos até o ano de 2000. Serviços primários.
-	Criado o SINPAS (Sistema Nacional da Previdência e Assistência Social).
*
*
*
DETERMINANTES HISTÓRICOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR SAÚDE NO BRASIL
PERÍODO DE 80 a 88
 AIS \u2013 Previdência, educação e saúde (1982)
	-	Fim do regime militar.
	-	Movimento da reforma sanitária organiza a VIII Conferência Nacional de Saúde, com ampla participação da sociedade organizada.
	-	Propõe o SUS.
	-	Convênio SUDS (1987).
	-	SUS aprovado pela Constituição de 1988.
*
*
*
A DIFERENÇA
MODELO MÉDICO ASSISTENCIAL PRIVATISTA
ATENDIMENTO AO DOENTE
DEMANDA ESPONTÂNEA
ASSISTÊNCIA AMBULATORIAL E HOPITALAR
REDE CONTRATADA E CONVENIADA AO SUS
ATENÇÃO COMPROMETIDA PELA EFETIVIDADE, EQUIDADE, E NECESSIDADES DE SAÚDE
MODELO SANITARISTA
VOLTADO PARA PROBLEMAS DE SAÚDE SELECIONADOS
ATENDE NECESSIDADES ESPECÍFICAS DE GRUPOS
AÇÃO DE CARATER COLETIVO
CAMPANHAS SANITÁRIAS, PROGRAMAS ESPECIAIS, AÇÕES DE VIG. EPIDEMIOLOGICA E SANITARIA
LIMITAÇÕES NA ATENÇÃO INTEGRAL, COM QUALIDADE, EFETIVIDADE EQUIDADE
*
*
*
CONSTITUIÇÃO DE 1988
	 Art. 196 - 200
	\u201c A saúde é direito de todos e dever do estado\u201d
	-	Diretrizes
- Descentralização;
- Atendimento Integral;
- Participação da comunidade;
*
*
*
PRINCÍPIOS DO SUS
Doutrinários		Organizativos
- Universalidade;	-Regionalização Hierarquização;
- Equidade;		- Resolutividade;
- Integralidade:		- Descentralização;
Promoção		- Participação da comunidade;
Proteção		- Complement. Setor Privado;
Recuperação
*
*
*
O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Conjunto de ações e serviços de saúde prestados por instituições públicas dos três níveis de governo, com participação complementar do setor privado;
Os três níveis de governo são responsáveis pela gestão e financiamento do SUS, de forma articulada e solidária.
*
*
*
LEI 8.080 (1990) \u2013 LEI ORGÂNICA DA SAÚDE
Operacionaliza as disposições constitucionais;
Dispõe sobre promoção, proteção e recuperação da saúde;
Define objetivos do SUS
Detalha Princípios e Diretrizes
Dispõe sobre a organização, direção e gestão
define as atribuições do SUS em suas três esferas de governo;
Dispõe (em partes) sobre o financiamento
Aborda a questão dos consórcios intermunicipais.
*
*
*
LEI 8.142 (1990) \u2013 LEI ORGÂNICA DA SAÚDE
Estabelece os mecanismos de financiamento;
 regulamentação da participação social (assegurando os Conselhos e Conferências com caráter paritário e deliberativo)
Cria Instâncias colegiadas \u2013 Conferências e Conselhos
Conferências - avaliar a situação de saúde e propor as diretrizes para a formulação da política de saúde. Níveis: nacional (4 em 4 anos); Estadual e Municipal (2 e 2 anos, segundo 9º Conf. Nacional de Saúde);
Conselhos - formulação de estratégias e no controle da execução da política de saúde. (Decreto 99.438 e Resol. 33).
Paritários (50% usuários e 50% aqueles que prestam serviços)
Conselhos (50% usuários, 25% profissionais de saúde; 25% prestadores públicos e privados (lucrativos 50% e não lucrativos 50%)
*
*
*
NORMAS OPERACIONAIS BÁSICAS \u2013 NOB\u2019s
NOB 91 e NOB 92 \u2013 ganham impulso a descentralização dos serviços e ações de saúde \u2013 enfoque ainda na assistência médica, individual e curativa \u2013 INAMPS como instância ordenadora
NOB 93 \u2013 verdadeiro impulso rumo à descentralização \u2013 orientação progressiva, gradual, flexível e Democrática dos