270_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

270_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006

Disciplina:Climatologia1.779 materiais29.273 seguidores
Pré-visualização1 página
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva

Versão digital 2 – Recife, 2006

256

20

0

-60

-80

-40-20

400

500

600

700

800

1000
1050

0,4 1 2 5 10 20

-20-40 0

20

TTd NCC

Tc

NCL

Fig. VI.9 - Determinação gráfica do nível de condensação por convecção (NCC) e do
nível de condensação por levantamento (NCL).

13.11.2 - Curva de evolução por aquecimento basal.

Esta curva diz respeito à evolução termodinâmica de uma parcela que tenha iniciado o
movimento ascensional por aquecimento do ar em contacto com a superfície terrestre. A parcela
somente iniciará esse movimento caso venha a se aquecer até atingir à temperatura de convec-
ção (TC).

Note-se que a evolução termodinâmica dessa parcela fica definida pelo segmento da adia-
bática que une o ponto de origem (p1, TC) ao nível de condensação por convecção (NCC), onde se
torna saturada. O restante da curva de evolução é pseudo-adiabático.

O primeiro cruzamento da curva de evolução com a de estado é exatamente o NCC; o se-
gundo estabelece o nível de equilíbrio, aonde as temperaturas da atmosfera e da parcela se
igualam.

13.12 - Determinação gráfica das condições de equilíbrio.

Numa primeira aproximação, as condições de equilíbrio de uma determinada camada da
atmosfera são graficamente determinadas comparando-se o segmento da curva de estado cor-
respondente à camada selecionada (que traduz sua variação vertical de temperatura) com uma
das linhas adiabáticas (se o ar não estiver saturado) ou pseudo-adiabática (se o ar estiver satura-
do) que cruzam com aquele segmento. Os critérios para definir as condições de equilíbrio são os
mesmos anteriormente demonstrados.