271_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006
1 pág.

271_METEOROLOGIA_E_CLIMATOLOGIA_VD2_Mar_2006


DisciplinaClimatologia2.006 materiais35.628 seguidores
Pré-visualização1 página
METEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA
Mário Adelmo Varejão-Silva
Versão digital 2 \u2013 Recife, 2006
257
14 - Exercícios.
1 - Uma certa parcela de ar úmido encontra-se justaposta à superfície terrestre apresentando as
seguintes condições: p = 1010 mb, t =25 oC. Pede-se determinar sua temperatura potencial (\u3b8) e
potencial virtual (\u3b8V), e compará-las:
 - no caso da umidade relativa do ar ser 50%;
 - e na hipótese dessa umidade ser de 90%.
2 - A Tabela VI.4 contém parte de uma sondagem atmosférica. Recomenda-se completá-la. Para
a determinação da altitude (z) dos níveis de pressão relacionados, empregar a equação hipsomé-
trica.
3 - Aproveitando os resultados obtidos no exercício anterior, pede-se estabelecer as condições de
equilíbrio de cada camada da atmosfera.
4 - Usando, ainda, os dados da Tabela VI.4, plotar as curvas p, T e p, Td sobre um diagrama
skew-T, log p e determinar:
- nível de pressão correspondente à base da nuvem formada, caso uma parcela de ar se
eleve adiabaticamente, a partir da superfície, até tornar-se saturada;
- o nível de convecção livre;
- a condição de equilíbrio da primeira camada (1010-918mb).
TABELA VI.4
DADOS ORIUNDOS DE UMA RADIOSSONDAGEM.
p T U Td TV \u3b8 \u3b8V z \u393 
PONTO (mb) (oC) (%) (oC) (K) (K) (K) (m) (oC/km)
 1 1010 29,1 68 1\u21922
 2 918 21,2 81 -----------
 3 850 15,6 96 2\u21923
5 - O vento sopra de A (base) para B (topo) elevando-se ao longo de uma encosta, de modo que o
ar é forçado a uma expansão adiabática. Em B as condições são p = 1010 mb, t = 24,5 oC e U =
88%. Sabe-se que a diferença de altitude ente A e B é de 900 m (105 mb). Deseja-se estimar as
seguintes condições em B, à superfície:
- a temperatura ambiente (à superfície);
- a possibilidade de ocorrer condensação (nevoeiro);
- a provável umidade relativa do ar.