A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
ËRTESES PARA ADAPTAÃ+O

Pré-visualização | Página 1 de 1

PROFESSORA DENISE DAL’AVA AUGUSTO 
 
denisedalava@yahoo.com.br 
 
 Órteses são dispositivos que auxiliam o movimento. 
 
 Movimento inadequado – uso de órteses específicas 
 
 Diversas situações clínicas podem levar ao 
desenvolvimento inadequado de movimentos, prejudicando 
assim a mecânica corporal e a funcionalidade do paciente. 
Órteses de Adaptações X Funcionalidade 
OBJETIVOS DAS ÓRTESES: 
Independência Total ou Parcial 
Melhora da Função 
Movimentos mais simétricos 
Minimização de compensações – 
menos dor 
Melhora da auto-estima 
Avanço do tratamento 
Realização de AVDs 
Possível retorno às atividades 
laborais e recreativas 
SAÚDE REABILITAÇÃO 
TECNOLOGIA 
INCLUSÃO 
SOCIAL 
Interdisciplinariedade na busca 
de soluções mais realistas no 
tratamento de pessoas com 
alguma incapacidade. 
 
INCLUSÃO 
 Atualmente vem sendo realizado o trabalho através de 
parcerias envolvendo profissionais de diferentes áreas 
(Engenharia, Computação, Reabilitação, Educação, entre 
outras) 
 
 Cada profissional possui conhecimentos específicos dentro 
de sua área de atuação 
 
 Em conjunto, estes conhecimentos podem ser utilizados 
para o desenvolvimento de tecnologia direcionada para 
melhora da qualidade de vida da pessoa com deficiência, 
inclusão digital e social 
 
 As ações de cada área de atuação se complementam em 
busca de um objetivo comum 
DISPOSITIVOS TECNOLÓGICOS 
 
 Software:programas de acessibilidade, jogos, editor de 
textos e figuras. (Programas para surdos, cegos etc) 
 
 Hardware: mouses, teclados, acionadores, monitor e outros 
periféricos adaptados. 
 
 Adaptações e/ou órteses pré-fabricadas ou feitas sob 
medida, utilizando diferentes materiais para desempenho 
de atividades diversas. 
 
TECNOLOGIA ASSISTIVA 
 
 
Equipamentos assistivos (EAs):equipamentos 
adaptativos voltados para pessoas com 
limitações físicas que permitem o acesso ao 
computador. 
A elaboração dos Eas compreendem 3 fases no 
processo geral: 
-Fase Inicial 
-Fase Intermediária 
- Fase Final 
 Fase Inicial: 
 - Identificar as necessidades do paciente; 
 - indicar EA mais apropriado; 
 - Avaliar os componentes específicos da tarefa pretendida. 
 
 Fase Intermediária: desenho e confecção da EA 
 - Propriedades do material; 
 - Princípios Biomecânicos; 
 - Conforto; 
 - Eficácia; 
 - Ajustes e manutenção. 
 
 Fase Inicial: Aplicação 
 - Adaptação do paciente ao uso da EA. 
AVALIAÇÃO 
 
Avaliação da performance inicial sem o EA ou com dispositivos prévios 
 
Que tipo de EA seria mais adequado para este paciente? 
 
O EA prévio/ pré-fabricado pode ser modificado para melhora do 
desempenho ou é necessário o desenvolvimento de um EA sob medida 
 
Onde e quando o EA será utilizado? 
 
Qual é a opinião do paciente sobre a experiência de uso do EA? 
 
Qual o grau de independência que ele irá proporcionar a atividade de uso 
do computador - será necessário algum outro suporte adicional? 
 
Custos, manutenção 
 
A medida em que os dispositivos tecnológicos 
podem ser empregados no contexto de 
Reabilitação e são utilizados com objetivo de 
influenciar a funcionalidade do indivíduo, são 
considerados dispositivos de TECNOLOGIA 
ASSISTIVA 
TECNOLOGIA ASSISTIVA 
 
Consiste em um sistema de 3 componentes 
integrados e interdependentes: 
 
 Paciente 
 Dispositivos de assistência tecnológica 
 Meio ambiente 
 
Qualquer elemento, peça de equipamentos ou sistema de produtos, 
adquirido comercialmente, modificado ou feito sob medida, utilizado 
para aumentar ou melhorar as capacidades funcionais do indivíduo