Cap 3 - Os conceitos

Cap 3 - Os conceitos


DisciplinaÉtica Profissional do Engenheiro58 materiais405 seguidores
Pré-visualização1 página
*
Os conceitos fundamentais
De tanto ouvir desaforos e ironias contra os otários e os babacas,
o sujeito íntegro cansou e disse a um espertalhão:
\u201cFaça algo decente na vida, cara: suma do mapa!\u201d
Ser ético significa, de forma simplificada, refletir sobre as escolhas a
serem feitas, importar-se com os outros, procurar fazer o bem aos
semelhantes e responder por aquilo que se faz.
Egoísta é o sujeito que faz aquilo que lhe convém sem importar-se 
com os efeitos produzidos sobre os outros. Opta por alcançar o máximo de proveito para si próprio, ainda que seja em detrimento dos outros
*
Prática egoísta \u2013 beneficia um único agente, gera o bem restrito particularista e carece de solidariedade
Prática auto-interessada \u2013 beneficia um único agente, gera o bem restrito universalista e reconhece a necessidade da solidariedade.
Prática parcial \u2013 beneficia poucos agentes, gera o bem restrito particularista e nutre uma solidariedade corporativa.
Prática altruísta estrita \u2013 beneficia poucos agentes, gera o bem restrito universalista e nutre uma solidariedade corporativa que é salutar.
Prática altruísta imparcial \u2013 beneficia todos os agentes indistintamente, gera o bem comum e visa a solidariedade social.
Prática altruísta extremada \u2013 opera no âmbito de doadores humanitários e de necessitados, beneficia poucos ou muitos destes, gera o bem comum e cultiva a solidariedade humana.
*
É legítimo defender interesses pessoais, grupais ou gerais?
Desde que durante o processo não se firam interesses alheios.
Portanto é possível realizar o bem restrito, praticar o auto-interesse ou o altruísmo estrito sem prejudicar ninguém.
Quando houver exclusão de um dos três tipos de interesses, um conceito ético específico se aplica:
a) egoísmo, quando os interesses grupais ou gerais são excluídos;
b) parcialidade, quando interesses pessoais ou grupais são excluídos;
c) Altruísmos extremado, quando interesses pessoais ou grupais são sacrificados em prol do bem comum.
O único conceito que inclui, acolhe e combina os três tipos de interesses, sem exclusão alguma, é o altruísmo imparcial
*
RACIONALIDADE UNIVERSALISTA:
Promove os interesses gerais ou o bem comum e, a um só tempo, assegura a vigência dos legítimos interesses grupais e pessoais.
Tudo que se relaciona com a racionalidade universalista obedece à razão ética e ao contrário tudo o que fere os interesses gerais se coaduna com a racionalidade particularista e obedece à razão antiética.
RAZÃO ÉTICA:
 Orienta decisões e ações para o bem comum
 Contribui para a reprodução da vida social
 Propicia a realização do bem restrito universalista por meio do altruísmo estrito e do auto-interesse
 Confere legitimidade ética as práticas inspiradas por ela.
RAZÃO ANTIÉTICA:
 Orienta decisões e ações egoístas
 Mina a coesão social
 Expressa os interesses de grupos fincados em interesses históricos, podendo conferir legitimidade moral às suas próprias práticas
Quem ganha e quem perde com o fato? 
*
*