Eleco Termo 1 - Excursão  2012-2
4 pág.

Eleco Termo 1 - Excursão 2012-2


DisciplinaElementos de Ecologia72 materiais338 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Termo de Responsabilidade e Conduta - 
UFRJ IBE 121, 2012-1 
 
 1
Termo de Responsabilidade e Conduta 
 
AULAS PRÁTICAS EM EXCURSÃO DE TRÊS DIAS 
 
Aulas Práticas referentes à disciplina Elementos de Ecologia (IBE-121), 
ministrada aos alunos do segundo período do curso de Ciências Biológicas 
da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 
 
A disciplina Elementos de Ecologia oferece aulas práticas condensadas em uma saída de campo de 
três dias fora do campus da Universidade. A finalidade dessas práticas é proporcionar aos 
estudantes uma melhor compreensão de conceitos básicos sobre o ecossistema, através da análise in 
situ de características típicas de quatro diferentes ecossistemas, algumas mensurações e observação 
das adaptações dos organismos que os habitam. As práticas em campo atendem às Diretrizes 
Curriculares ao curso de Ciências Biológicas, aprovadas em parecer do Conselho Nacional de 
Educação e que, na estrutura de curso, mencionam que se deva \u201cprivilegiar atividades obrigatórias 
de campo, laboratório e adequada instrumentação técnica\u201d. Nessas aulas, os alunos têm a 
oportunidade única de observar, em ambiente natural, conceitos aprendidos em sala de aula que são 
desvelados a partir das vivências em campo. Excepcionalmente neste semestre, a disciplina 
oferecerá aulas práticas em dois formatos: (1) saída de campo, cujas atividades são descritas em 
detalhe, abaixo; (2) quatro aulas dentro do campus da Universidade, ministradas na semana que 
antecede a saída de campo. Independente do formato, todos os alunos prestarão uma prova sobre o 
conteúdo da prática, a ser realizada logo após a volta da saída de campo. 
As aulas práticas são uma atividade obrigatória da disciplina e, embora o aluno tenha escolha 
quanto ao seu formato, não tem escolha quanto a participar ou não das práticas. Assim, a ausência 
em qualquer aula se converte em nota zero na avaliação correspondente àquela aula. O aluno que 
faltar a mais de uma aula prática estará automaticamente reprovado, recebendo zero na avaliação 
prática da disciplina. Todos os alunos reprovados na disciplina, independentemente de suas notas na 
parte teórica ou prática, terão de fazer a disciplina novamente de forma integral, ou seja, não haverá 
"aproveitamento" de frequência ou nota de semestres anteriores. O aluno receberá grau I (nota 
pendente) se: (a) apresentar justificativa para a ausência em mais de uma prática; (b) comparecer às 
práticas, mas não comparecer à prova. No caso de grau I, o aluno deverá fazer a prática novamente 
no semestre seguinte e sua nota da parte prática da disciplina será computada à nota da parte teórica 
do semestre anterior para atribuição de nota final. 
 
A assinatura do presente termo converte-se em um compromisso do aluno em participar da 
saída de campo, e seu não cumprimento implicará em aplicação do Código Disciplinar da UFRJ. 
 
As aulas práticas serão ministradas em diversos locais na região de Magé, Guapimirim e 
Teresópolis (RJ), no período de 30 de novembro a 02 de dezembro de 2012. Os alunos ficarão 
hospedados no Campo Escola Escoteiro Chefe Geraldo Hugo Nunes (Estrada Rio-Teresópolis, Km 
111, Citrolândia; tels: (21) 2533-9207 e 2533-5107), onde serão oferecidas refeições básicas a todos 
os alunos: café da manhã, lanche no horário de almoço e refeição quente no jantar. Os alunos 
ficarão acampados em locais apropriados para tal fim (gramados e clareiras) e terão infraestrutura 
de banheiro e refeitório disponíveis. Com exceção das práticas de Riacho e Encontre & Mostre, as 
demais serão realizadas em outros locais, que exigem deslocamentos de ônibus. 
 
As atividades práticas em campo incluem: 
1) Prática Encontre & Mostre: será realizada na mata dentro da área do Campo Escoteiro. Após 
explicação pelo professor, os grupos de alunos, acompanhados cada um por um ou mais monitores, 
percorrerão a mata, em diferentes locais, para observar padrões e levantar hipóteses e possíveis 
Termo de Responsabilidade e Conduta - 
UFRJ IBE 121, 2012-1 
 
 2
metodologias para testá-las. Após as observações e coleta de informações, os alunos se reunirão com 
os demais grupos e professor para debate. 
2) Prática de Manguezal: Após a parte teórica na sede da Unidade de Conservação (UC) APA-
Guapimirim (palestra do responsável pela UC e explicação da professora), os grupos de alunos serão 
guiados por um ou mais monitores, e percorrerão os canais de manguezal da região com lanchas de 
motor de popa, pilotadas por barqueiros experientes da Cooperativa Manguezal Fluminense. A cada 
componente do barco, será fornecido um colete salva-vidas, que deve ser obrigatoriamente usado. Se 
o tempo estiver favorável, e, dependendo das condições gerais, poderá haver um desembarque 
opcional para observações. 
3) Prática de Riacho: será realizada em um trecho de riacho que fica a 5-10 minutos de caminhada em 
estrada de terra a partir do Campo Escoteiro. Após explicação da professora, os grupos de alunos, 
cada um acompanhado por um ou mais monitores, deverão entrar no riacho (cuja profundidade 
máxima não ultrapassa 1m), para registro das características ambientais, mensuração da velocidade 
da água e coleta de organismos para observação de suas adaptações para o hábitat ocupado. Os 
organismos coletados serão armazenados em recipientes com água e posteriormente devolvidos ao 
ambiente. 
4) Prática de Mata: será realizada no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (PARNASO - sede 
Teresópolis). Após explicação da professora, os grupos de alunos serão guiados, cada um, por um ou 
mais monitores, e caminharão por trilhas na mata, fazendo observações. Na parte final da prática, os 
alunos realizam algumas medidas para posterior debate científico. 
5) Prática de Bromélia: será realizada no PARNASO, sede Teresópolis. Serão utilizadas bromélias 
plantadas na sede do Parque. Alguns parâmetros limnológicos serão mensurados com equipamentos 
adequados, que serão apresentados aos alunos em campo e manipulados pelos monitores. Após a 
mensuração destes parâmetros e observação das condições em que as bromélias se encontram no 
meio, serão discutidos os processos que estão acontecendo no interior do copo da bromélia e suas 
interações, baseados nos conceitos aprendidos em sala de aula, em conjunto com os monitores e o 
professor. Cada grupo será acompanhado por um monitor. 
 
 
Cabe salientar que as aulas práticas em si, assim como atividades associadas de embarque, 
desembarque, caminhadas, coletas e medidas foram planejadas dentro de normas de segurança, 
de modo a minimizar o risco aos participantes. Assim, devem ser realizadas seguindo a orientação 
dos professores, técnicos, monitores e tutores da UFRJ. 
Para a participação na saída de campo, será obrigatório o preenchimento do formulário 
contido na pg. 3 do presente documento, para que facilite os procedimentos de socorro e 
comunicação com familiares e/ ou responsáveis em caso de acidente. 
O termo de responsabilidade e conduta terá validade mediante a assinatura de cada aluno no 
local especificado na pg. 3 do presente documento, sendo um pré-requisito para aqueles que 
optarem por participar da saída de campo. 
Sugere-se que todos apresentem esse termo para conhecimento dos familiares e/ ou pessoas de 
convivência próxima. Aqueles que forem menores de 18 anos devem incluir também o nome e a 
assinatura do responsável. 
 
Normas de conduta 
 
A prática é uma atividade acadêmica, entendida como indispensável à formação do professor 
de Biologia e/ou do Biólogo e foi preparada para os alunos da disciplina Elementos de 
Ecologia da UFRJ (IBE-121). Assim, é de meu pleno entendimento e estou de acordo que: 
\u2022 Como participante dessa atividade, sou um representante da UFRJ, e devo me comportar à 
altura, agindo com honestidade e respeitando as instruções dos responsáveis por essa 
instituição, bem como os direitos dos demais participantes; 
\u2022 É vetada a participação e/ou visita, durante todo o período, de qualquer pessoa não inscrita 
na disciplina;