Direito Administrativo (55)
7 pág.

Direito Administrativo (55)


DisciplinaDireito Administrativo I42.332 materiais913.369 seguidores
Pré-visualização3 páginas
agiu dolosamente, escondendo sua idade, quando inquirido pela 
outra parte, ou se espontaneamente se declarou maior. 
"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A 
violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).\u201d
www.r2direito.com.br
05
O artigo 181 dispõe que ninguém pode reclamar o que, por uma obrigação anulada, pagou a um incapaz, 
se não provar que reverteu em proveito dele a importância paga. Ou seja, a pessoa que é absoluta ou 
relativamente incapaz não terá o dever de restituir o que recebeu em razão do negócio jurídico contraído e 
declarado inválido, a não ser que o outro contratante prove que o pagamento feito reverteu em proveito do 
incapaz. 
Pelo artigo 182, com a invalidação do negócio jurídico, as partes são restituídas ao estado em que se 
encontravam antes da efetivação do negócio, ou seja, como se o ato nunca tivesse ocorrido. Por exemplo, 
com a nulidade de uma escritura de compra e venda, o comprador devolve o imóvel, e o vendedor, o preço. 
Se for impossível que os contratantes voltem ao estado em que se achavam antes da efetivação negocial, por 
não mais existir a coisa ou por ser inviável a reconstituição da situação jurídica, o lesado será indenizado com 
o equivalente.
Pelo artigo 183, a invalidade do instrumento não induz a do negócio jurídico sempre que este puder provar-
se por outro meio. Ou seja, somente quando o ato puder ser provado por outros modos, o negócio 
continuará eficaz.
O artigo 184 estabelece que a nulidade parcial de um negócio jurídico não o atingirá na parte válida, se esta 
puder subsistir autonomamente. Assim, a nulidade da obrigação principal implicará a da acessória, mas a 
nulidade da obrigação acessória não atingirá a obrigação principal, que permanecerá válida e eficaz. Por 
exemplo, se um contrato de locação for nulo, é considerada nula a fiança, que é obrigação acessória; mas 
se apenas a fiança for nula, o contrato de locação continua em vigor.
"Proibida a reprodução total ou parcial, por qualquer meio ou processo, assim como a inclusão em qualquer sistema de processamento de dados. A 
violação do direito autoral é crime punido com prisão e multa (art. 184 do Código Penal), sem prejuízo da busca e apreensão do
material e indenizações patrimoniais e morais cabíveis (arts. 101 a 110 da lei 9.610/98 - Lei dos Direitos Autorais).\u201d
www.r2direito.com.br