CCJ0009-WL-PA-25-T e P Narrativa Jurídica-Novo-15862
2 pág.

CCJ0009-WL-PA-25-T e P Narrativa Jurídica-Novo-15862


DisciplinaTeoria e Prática da Narrativa Jurídica734 materiais3.501 seguidores
Pré-visualização3 páginas
da ação médica, do conjunto de ações cole\u19fvas de planejamento para prevenção ou combate às doenças[2]. 
Questão 
Produza a fundamentação simples para o caso concreto. O texto deverá conter Intróito, argumentos pró-tese, de autoridade, de oposição e conclusão. 
  
Observação: sabemos que são vários os \u19fpos de intróito, por exemplo, \u201cexplanação de ideia inicial\u201d, \u201cenumeração\u201d, \u201clocalização do fato no tempo e no 
espaço\u201d, \u201cexempli\ufb01cação\u201d, \u201cretomada histórica\u201d etc. Produza aquele que entender mais adequado para o caso, considerando-se a temá\u19fca e a tese que escolheu. 
 
[1] França GV. Direito médico . 6. ed. São Paulo: Fundação BYK, 1995. 
[2] GOMES, Júlio Cézar Meirelles. Erro médico : re\ufb02exões. Disponível em: <h\u1a9p://www.portalmedico.org.br/revista/bio2v2/re\ufb02erro.html>  Acesso em: 10 maio 2007. 
Plano de Aula: 13 - Teoria e Prática da Narrativa Jurídica 
TEORIA E PRÁTICA DA NARRATIVA JURÍDICA
Estácio de Sá Página 2 / 2