Tema_2_2012h
109 pág.

Tema_2_2012h


DisciplinaAproveitamentos Hidreletricos34 materiais53 seguidores
Pré-visualização4 páginas
UFRJ 
1 
Tema 2: Mercado de 
energia elétrica 
Heloisa Teixeira Firmo 
hfirmo@poli.ufrj.br 
 
2562-7991 
25000
30000
35000
40000
45000
50000
55000
00:00 02:30 05:00 07:30 10:00 12:30 15:00 17:30 20:00 22:30
D ia T íp ico
D ia 2 6 / 0 6 B rasil x Turquia
D ia 17/ 0 6 B rasil x B elg ica
MW
Hora
Início do jogo
Início do 2º tempo
Término do jogo
Término do 1º tempo
Rampa de 7.305 MW 
em 18 min
Rampa de 3.207 MW
em 09 min
Qua. 
Qua. 
Curvas de carga jogos do Brasil X Turquia e Brasil X Bélgica 
UFRJ 
4 
Mercado(demanda): 
potência e energia 
UFRJ 
5 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
1 - Tipos de consumidores. 
2 - Características básicas dos mercados. 
3 - Parâmetros quantificadores do mercado. 
4 - Curva representativa. 
5 - Mercados interligados. 
6 - Projeção da demanda. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
6 
1 - Tipos de consumidores. 
 
Residenciais, casas; 
Comerciais \u2013 lojas (horário comercial de funcionamento \u2013 
varia conforme o consumidor); 
Públicos \u2013 prédios públicos, iluminação nas ruas; 
Cada tipo de consumidor tem um comportamento, um 
perfil de consumo. A maneira como se comportam defina 
as características básicas do mercado; 
Indústrias; 
 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
7 
1 - Tipos de consumidores. 
 
Indústrias \u2013 o ideal seria funcionar 24 horas por dia. O 
consumidor industrial precisa de energia 24 h/dia no 
máximo de suas máquinas, a não ser que haja ociosidade. 
Indústria de alumínio - 80% do alumínio é energia 
elétrica; 
Indústria de eletrointensivos \u2013 têm incentivos fiscais 
do governo porque têm altíssimo consumo energético. 
Como são grandes empresas, pagam bem suas contas, 
são empresas boas para terem concessões. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
8 
1 - Tipos de consumidores. 
 
Ex: Volta Redonda \u2013 na década de 40, Getulio fez uma 
das maiores siderúrgicas do mundo, a CSN. Aquela 
cidade, antes residencial e comercial, passou a ter 
altíssimo consumo de energia. As características 
básicas de consumo de Volta Redonda foram alteradas. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
10 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
1 - Tipos de consumidores. 
2 - Características básicas dos mercados. 
3 - Parâmetros quantificadores do mercado. 
4 - Curva representativa. 
5 - Mercados interligados. 
6 - Projeção da demanda. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
11 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
2 - Características básicas dos mercados 
Quantificando a demanda, podemos quantificar a 
oferta. 
\u201cMercado estruturado pela demanda \u201c \u2192 energia 
elétrica . A concessionária tem que fornecer a energia 
para o consumidor. Não se aceitam falhas. A presença 
da energia elétrica aumenta a qualidade de vida das 
pessoas, permite a chegada da informação aos 
lugares. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
12 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
2 - Características básicas dos mercados 
 
Demanda: potência média requerida no consumo de 
energia durante uma hora. 
 
Demanda máxima \u2013 maior demanda do dia. 
 
Demanda média \u2013 demanda média no dia. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
13 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
1 - Tipos de consumidores. 
2 - Características básicas dos mercados. 
3 - Parâmetros quantificadores do mercado. 
4 - Curva representativa. 
5 - Mercados interligados. 
6 - Projeção da demanda. 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
UFRJ 
14 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
3 - Parâmetros quantificadores do mercado. 
 
Fator de carga = demanda média 0,55 no Sudeste 
 Demanda máxima 
 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/18618/18618_5.PDF 
15 http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/18618/18618_5.PDF 
UFRJ 
16 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/18618/18618_5.PDF 
UFRJ 
17 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/18618/18618_5.PDF 
UFRJ 
18 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/18618/18618_5.PDF 
UFRJ 
19 
Mercado Consumidor de energia elétrica 
4 - Curva representativa. 
Curva de carga diária (pode ser mensal) 
Mercado (demanda) de energia elétrica 
Qua. 
Curva de carga : residencial e industrial. 
Horário de verão 2008/2009. 
Fonte: http://www.ons.org.br/download/sala_imprensa/ONS_NT-016-2009.pdf 
Fonte: http://www.ons.org.br/download/sala_imprensa/Boletim%20Especial%20-%2020120217.pdf 
UFRJ 
24 
Heloisa Teixeira Firmo 
hfirmo@poli.ufrj.br 
2562-7991 
 
Tema 2 \u2013 Mercado de energia 
elétrica \u2013 Oferta: UHE´s 
Reservatórios 
25 
 
 
26 
 
 
UFRJ 
27 
Sumário 
1. Bibliografia. 
2. Tipos de aproveitamentos hidrelétricos. 
3. Características de uma usina hidrelétrica. 
4. Cálculo do volume de um reservatório. 
5. Critérios básicos de arranjos. 
 
UFRJ 
28 
1. Bibliografia 
 
INTERNET Site da Eletrobras, do MME, do ONS, 
ABRH etc 
Usinas Hidrelétricas, Gerhard P. Schreiber 
Manuais ELB (Inventário, PCH, Viabilidade) site Eletrobras 
 
 
 
UFRJ 
29 
2. Tipos de aproveitamentos 
hidrelétricos. 
 
Quanto à sua principal utilização em termos da 
curva de carga: 
 
\uf0a7 UHE de base: quando ela é acionada para atender 
à demanda na base da curva de carga. 
\uf0a7 UHE de ponta: quando ela é acionada para 
atender à demanda na ponta da curva de carga 
 
 
 
 
 
 
 
UFRJ 
30 
2. Tipos de aproveitamentos 
hidrelétricos. 
 Quanto à capacidade de regularização do 
reservatório: 
\uf0a7 UHE a fio d´água: quando as vazões de estiagem 
do rio são iguais ou maiores que a descarga 
necessária à potência a ser instalada para atender 
à demanda máxima prevista. 
A usina a fio d'água, não possui reservatório com 
dimensões que lhe permitam grandes 
regularizações, porém ela pode fazer 
regularizações em nível horário e diário. 
 
 
 
 
 
 
UFRJ 
31 
2. Tipos de aproveitamentos 
hidrelétricos. 
 
Quanto à capacidade de regularização do 
reservatório: 
\uf0a7 UHE com regularização: quando as vazões de 
estiagem do rio são inferiores à necessária para 
fornecer a potência para suprir a demanda máxima 
do mercado consumidor e ocorrem com risco 
superior ao adotado no projeto. Regularização de 
reservatórios pode ser semanal, mensal, 
semestral, anual, plurianual, etc. 
 
. 
 
 
 
 
 
 
UFRJ 
32 
2. Tipos de aproveitamentos 
hidrelétricos. 
 
Quanto à capacidade de regularização (potência, 
vazão, queda) do reservatório: 
\uf0a7 UHE com regularização: 
Regularização de reservatórios pode ser: 
 semanal; 
 mensal; 
 semestral; 
 anual; 
 plurianual, etc. 
 
. 
 
 
 
 
 
 
UFRJ 
33 
2. Tipos de aproveitamentos 
hidrelétricos. 
 
Quanto à capacidade de regularização (potência, vazão, 
queda) do reservatório: 
Da regularização para vazão constante resulta, muitas 
vezes, produção total maior que a alcançada pela 
regularização a potência constante. Porém , a produção é 
inconstante e a potência disponível cai em muitas regiões 
do país, principalmente em épocas de secas, quando em 
geral a demanda é maior, de modo que a geração garantida 
é menor e a produção ocasional, gerada principalmente no 
tempo das enchentes, com reservatório cheio, tem valor 
muito menor, mesmo que possa ser vendida. 
 
34 http://www.ons.org.br/download/biblioteca_virtual/palestras/2009_04_
02_COPPEAD.pdf 
35 http://www.ons.org.br/download/biblioteca_virtual/palestras/2009_04_
02_COPPEAD.pdf 
UFRJ 
36 
MWmed: Megawatt médio - 1 MWmed = 8.760 MWh/ano (energia média 
no intervalo de tempo considerado) 
MWmês: Megawatt mês - 1 MWmed = 720 MWh/mês (medida de 
armazenamento) 
 
 
 
MW Médio = Megawatt Médio = \u2211 cargas de demanda de energia em 
determinado tempo / correspondente período de tempo (carga de 
energia) (relatório