Débito e Crédito Para Iniciantes
2 pág.

Débito e Crédito Para Iniciantes


DisciplinaContabilidade Básica20.773 materiais479.213 seguidores
Pré-visualização1 página
Débito e Crédito Para Iniciantes 
 
 
A iniciação em contabilidade sempre gera dificuldade aos aprendizes em assimilar esta 
história de débito quando entra, e crédito quando sai. 
 
Então, talvez o texto abaixo retirado do livro CONTABILIDADE PARA NÃO 
CONTADORES \u2013 SÁ, Carlos Alexandre \u2013 Senac RIO, dê uma ajudinha. 
 
 
Débitos e Créditos 
 
 
O contexto do débito e o crédito da contabilidade é diferente do contexto do débito e 
crédito do financeiro. Veja: 
 
\u201cExistem palavras e expressoes que possuem diferentes 
significados em diferentes contextos. Se você perguntar a um 
médico o que significa "colateral". Ele provavelmente o associará 
à noção de um efeito secundário e indesejável de um tratamento 
ou de um remédio. Já para um banqueiro, "colateral" é um BEM 
dado em garantia de um empréstimo\u201d. (SÁ, 2006 - pág,51) 
 
Este pequeno trecho do livro é fundamental para que pessoas acostumadas com a noção 
de que crédito é mais, e débito, é menos, se desprendam diantemão desse raciocínio. 
 
É errado associar o crédito e débito da contabilidade, com \u201cadição\u201d e \u201csubtração\u201d do 
financeiro. O correto é associá-los aos termos Origem e Destino, respectivamente, veja: 
 
\u201cEm contabilidade, CRÉDITO quer dizer Origem e DÉBITO, 
Destino. Quando o contador faz um lançamento a crédito em uma 
conta, isso quer dizer que o dinheiro ou bem ou o serviço destina-
se àquela conta.\u201d (SÁ, 2006 - pág,52) 
 
 
Por exemplo, os seguintes fatos contábeis/econômicos: 
 
a) Integralização do capital inicial. 
(destino) D \u2013 Conta: Caixa (Ativo) 
(origem) C \u2013 Conta: Capital (Passivo) 
 
b) Compra de materiais a prazo. 
(destino) D \u2013 Conta: Materiais (Ativo) 
(origem) C \u2013 Conta: Fornecedores (Passivo) 
 
c) Compra de um terreno à vista. 
(destino) D \u2013 Conta: Terrenos (Ativo) 
(origem) C \u2013 Conta: Caixa (Ativo) 
 
 
Note que nem sempre a contrapartida é entre Ativo e Passivo, no exemplo \u201cc\u201d a 
contrapartida é entre duas contas do Ativo. 
Origem e Destino no RAZONETE 
 
No Razonete, origem indica de qual conta vem o recurso, o destino indica em qual conta 
o recurso será aplicado, isto significa que no Razonete a origem e o destino podem ser 
ambos do Ativo, ou ambos do Passivo. 
 
 
\u201cUma conseqüência de tudo isso que foi dito anteriormente é que 
todas as vezes que se credita um valor a uma conta do passivo, o 
saldo dessa conta aumenta, porque o Passivo registra a origem dos 
recursos que estão sendo movimentados na empresa; quando se 
debita, o saldo diminui. Isso é fácil de compreender porque está 
alinhado com a idéia a respeito do que seja débito e credito.\u201d (SÁ, 
2006 - pág,53) 
 
\u201cO problema surge nas contas do Ativo. Nesse caso, todas as 
vezes que se debita um valor a uma conta do Ativo, o saldo dessa 
conta aumenta, já que no Ativo é registrado o destino dos 
lançamentos, e quando se credita, o saldo diminui. À primeira 
vista, parece estranho que um depósito realizado na conta-
corrente da empresa gere um lançamento a débito nessa conta, 
enquanto um pagamento efetuado seja registrado por um 
lançamento a crédito. No entanto, essa é a convenção. A 
conseqüência dessa convenção é: As contas do Ativo são sempre 
devedoras e as contas do Passivo são sempre credoras.\u201d (SÁ, 
2006 - pág,53) 
 
 
Origem e Detino no BALANÇO 
 
 
Como já foi dito, quando se interpreta a origem e o destino no razonete, é possível se ter 
origem e destino somente entre contas do Ativo, ou somente entre contas do Passivo. 
 
Quando se interpreta o BALANÇO também se faz associação a origem e destino, mas 
neste caso, o ponto de vista é diferente. Quando estamos olhando para o BALANÇO a 
Origem é sempre o Passivo, e o Destino é sempre o Ativo