10MAD_doc01
3 pág.

10MAD_doc01


DisciplinaMatemática Discreta4.022 materiais78.645 seguidores
Pré-visualização1 página
Revisão 
 
 
1) O que é Álgebra Relacional? 
A Álgebra Relacional é uma linguagem de consulta formal, porém procedimental, que define 
operadores para atuar nas tabelas dos bancos de dados para chegar ao resultado desejado. A 
forma de trabalho desta linguagem de consulta é a de pegar uma ou mais tabelas como 
entrada de dados e produzir uma nova tabela como resultado das operações. 
Na terminologia formal de modelo relacional: 
\uf0b7 Uma linha é chamada de tupla 
\uf0b7 O cabeçalho da coluna é chamado de atributo 
\uf0b7 Tabela é chamada de relação 
\uf0b7 O tipo de dados que descreve os tipos de valores que podem aparecer em cada coluna 
é chamado de domínio 
 
A álgebra relacional é uma forma de cálculo sobre conjuntos ou relações. 
 
2 ) Quais as operações para se trabalhar com álgebra relacional? 
 
Há seis operações fundamentais na álgebra relacional. Estas operações são: 
 
Primitivas: 
\uf0b7 Seleção 
\uf0b7 Projeção 
\uf0b7 União 
\uf0b7 Produto Cartesiano 
\uf0b7 Subtração ou Diferença 
 
Adicionais: 
\uf0b7 Intersecção 
\uf0b7 Junção 
\uf0b7 Divisão 
\uf0b7 Atribuição 
 
 
 
3) Qual a diferença entre \u201crelação\u201d , tupla\u201d e \u201catributo\u201d? 
 
A arquitetura de um banco de dados relacional pode ser descrita de maneira informal ou 
formal. Na descrição informal estamos preocupados com aspectos práticos da utilização e 
 
 
usamos os termos tabela, linha e coluna. Na descrição formal estamos preocupados com a 
semântica formal do modelo e usamos termos como relação (tabela), tupla (linhas) e atributo 
(coluna). 
 
 
4) Qual a finalidade da operação seleção? 
 
O operador de Seleção, indicado por \u3c3 (a letra grega sigma minúscula), é um dos operadores 
fundamentais da Álgebra relacional. É um operador que tem como resultado um subconjunto 
estruturalmente idêntico a de um conjunto inicial fornecido como argumento, mas apenas com 
os elementos do conjunto original que atendem a uma determinada condição (também 
chamada de predicado). A seleção pode ser entendida como uma operação que filtra as linhas 
de uma tabela. É uma operação unária, já que opera sobre um único conjunto de dados de 
entrada. 
Seleção é uma operação que seleciona tuplas (linhas) de uma relação que satisfazem a uma 
determinada propriedade. 
 
Sintaxe para a operação de Seleção: 
 
 
O critério de seleção deve ser uma expressão lógica que atenda a propriedade de seleção e 
deve ser montado usando os operadores lógicos ( ^; v e ~ ) e relacionais (<, >, < >, =, >=, 
<= ). 
 
 
 
 5) Qual a finalidade da operação projeção? 
 
Vamos supor que queremos obter o nome completo de todos os funcionários cadastrados em 
um banco de dados. Para isso será necessário executar uma operação chamada Projeção. 
 
Projeção seleciona colunas específicas numa relação, isto é, efetua um corte vertical na 
relação. 
Geralmente indicada por \uf050 (letra grega pi maiúsculo) ou p. Por operar sobre apenas um 
conjunto de entrada, a projeção é classificada como uma operação unária. 
 
Sintaxe para a operação de Projeção: 
Relação 2 = \uf050 colunas desejadas(Relação 1) 
Exemplo 1: 
Na tabela Cliente, vamos selecionar o atributo Nome 
Relação 2 = \uf050 Nome (Cliente) 
Relação 2 
Nome 
João 
Maria 
José 
 Relação 2 = \uf073 (critério da seleção) (Relação1) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 6) Qual a finalidade da operação união? 
 
Em teoria de conjuntos, a união de dois conjuntos A e B é formada por todos os elementos 
pertencentes a A ou B ou a ambos. A união é uma operação binária, na álgebra booleana seria 
o Operador OR. A união de dois conjuntos sempre resultará em todos os elementos de ambos 
os conjuntos. 
Uma característica é que somente é possível utilizar este operador caso as tabelas de origem 
possuam compatibilidade de união, ou seja, as tabelas devem ser equivalentes e gerarem o 
mesmo tipo de resultado. 
Sintaxe 
 
O objetivo da operação união é obter todos os elementos pertencentes a duas ou mais 
relações que estejam em processamento. 
 
7) Qual a finalidade da operação de produto cartesiano? 
 
Dados duas relações X e Y, o produto cartesiano (X × Y) é o conjunto de todos os pares 
ordenados cujo primeiro elemento pertence a X e o segundo, a Y. 
Uma relação em um banco de dados é o subconjunto do produto cartesiano: 
(D1 x D2 x ...x Dn ), onde Di é o domínio do atributo. 
 
Suponha que uma determinada empresa precisa obter o nome completo, a data de admissão e 
o salário de cada funcionário cadastrado. Para essa consulta temos um fato novo, que é a 
referência a colunas de mais de uma tabela, uma vez que o nome e a data de admissão fazem 
parte da relação funcionário, enquanto que o salário existe apenas em cargos. O Produto 
Cartesiano é usado para resolver essa situação.