A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
120 pág.
Tema_10

Pré-visualização | Página 5 de 6

Limite: 3% da carga em A – 5 
EPE 
• Determina à ANEEL licitação pelo 
mercado 
 Objeto da licitação: usinas novas (na 
transição, também usinas em 
construção) 
MME 
• Formaliza contratação das 
distribuidoras 
CCEE 
REPASSE DO CUSTO DA 
CONTRATAÇÃO ÀS TARIFAS 
• Nos 3 primeiros anos, pela média 
ponderada das contratações (VR) 
realizadas pelo CCEE e em A-5 e A-3 
EXPANSÃO A SER 
CONTRATADA 
LICITAÇÃO DA 
EXPANSÃO 
• Pequenas hidroelétricas 
• Termelétricas 
• Importação de energia 
CONTRATAÇÃO 
Contratos G  D (pool) 
• Entrega da energia a partir do ano A 
• Duração 15/20 anos 
VR = VL5*Q5 + VL3*Q3 
 Q5+Q3 
95 
96 
http://www.epe.gov.br/leiloes/Paginas/default.aspx?CategoriaID=6734 
97 
http://www.epe.gov.br/leiloes/Paginas/default.aspx?CategoriaID=6734 
98 
http://www.epe.gov.br/leiloes/Paginas/default.aspx?CategoriaID=6734 
99 
• Identificam necessidades de ajustes 
na contratação regular 
Distribuidoras 
• Promove leilões 
• Formaliza contratação das 
distribuidoras 
CCEE 
REPASSE DO CUSTO DA 
CONTRATAÇÃO ÀS TARIFAS 
• O que for menor entre o VR e o 
preço de contratação do ano em 
curso 
AJUSTE A SER 
CONTRATADO 
LEILÕES 
CONTRATAÇÃO 
Contratos G  D (bilaterais) 
• Entrega da energia a partir do ano A 
• Duração máxima de 2 anos 
CONTRATAÇÃO DE AJUSTE (entre A-2 e A) 
VR = VL5*Q5 + VL3*Q3 
 Q5+Q3 
100 
• Declaram necessidade de 
recontratar energia (usinas 
existentes) descontratada 
Distribuidoras 
• Promove leilões 
• Formaliza contratação das 
distribuidoras 
CCEE 
REPASSE DO CUSTO DA 
CONTRATAÇÃO ÀS TARIFAS 
ENERGIA A SER 
RECONTRATADA 
LEILÕES 
• Periodicidade anual 
• Ofertantes: geradores existentes 
com energia descontratada 
CONTRATAÇÃO 
Contratos G  D (pool) 
• Entrega da energia a partir do ano A 
(ano seguinte) 
• Duração 5 anos 
CONTRATAÇÃO DA GERAÇÃO EXISTENTE 
101 
http://www.ccee.org.br/cceeinterdsm/v/index.jsp?vgnextoid=57ca9f73
3d60b010VgnVCM1000005e01010aRCRD 
Entenda os Leilões 
As concessionárias, as permissionárias e as autorizadas de serviço 
público de Distribuição de energia elétrica do Sistema Interligado 
Nacional (SIN), por meio de licitação na modalidade de leilões, devem 
garantir o atendimento à totalidade de seu mercado no Ambiente de 
Contratação Regulada (ACR), de acordo com o estabelecido pelo 
artigo 11 do Decreto nº 5.163/2004 e artigo 2º da Lei nº 
10.848/2004. 
102 
http://www.ccee.org.br/cceeinterdsm/v/index.jsp?vgnextoid=57ca9f73
3d60b010VgnVCM1000005e01010aRCRD 
À ANEEL cabe a regulação das licitações para contratação regulada de 
energia elétrica e a realização do leilão diretamente ou por intermédio da 
Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), conforme 
determinado no parágrafo 11 do artigo 2º da Lei nº 10.848/2004. 
 
O critério de menor tarifa (inciso VII, do art. 20, do Decreto nº 
5.163/2004) é utilizado para definir os vencedores de um leilão, ou seja, 
os vencedores do leilão serão aqueles que ofertarem energia elétrica 
pelo menor preço por Mega-Watt hora para atendimento da demanda 
prevista pelas Distribuidoras. Os Contratos de Comercialização de 
Energia Elétrica em Ambiente Regulado (CCEAR), serão, então, 
celebrados entre os vencedores e as Distribuidoras que declararam 
necessidade de compra para o ano de início de suprimento da energia 
contratada no leilão. 
103 
http://www.ccee.org.br/cceeinterdsm/v/index.jsp?vgnextoid=57ca9f73
3d60b010VgnVCM1000005e01010aRCRD 
Se considerarmos “A” como o ano previsto para o início do 
suprimento de energia elétrica adquirida pelos Agentes de 
Distribuição nos leilões de energia, o cronograma para a realização 
dos leilões é o seguinte: 
 
No quinto ano anterior ao ano “A” (chamado ano “A” - 5), é realizado 
o leilão para compra de energia de novos empreendimentos de 
Geração; 
 
No terceiro ano anterior ao ano “A” (chamado ano “A” - 3), é 
realizado o leilão para aquisição de energia de novos 
empreendimentos de Geração; 
 
No ano anterior ao ano “A” (chamado ano “A” - 1), é realizado o 
leilão para aquisição de energia de empreendimentos de Geração 
existentes. 
104 
http://www.ccee.org.br/cceeinterdsm/v/index.jsp?vgnextoid=57ca9f73
3d60b010VgnVCM1000005e01010aRCRD 
Além disso, poderão ser promovidos Leilões de Ajuste, previstos no artigo 26 
do Decreto nº 5.163, de 30/07/2004, tendo por objetivo complementar a carga 
de energia necessária ao atendimento do mercado consumidor das 
concessionárias de distribuição, até o limite de 1% dessa carga. 
 
 
São também realizados Leilões de Reserva. 
De forma complementar à energia contratada no ambiente regulado, a partir 
do Decreto Nº 6.353, de 16 de janeiro de 2008, o Modelo do Setor Elétrico 
Nacional passou a contar com a contratação da chamada Energia de 
Reserva. Seu objetivo é elevar a segurança no fornecimento de energia 
elétrica do Sistema Interligado Nacional (SIN) com energia proveniente de 
usinas especialmente contratadas para este fim. 
105 
http://www.epe.gov.br/imprensa/PressReleases/20120420_1.pdf 
106 
http://www.epe.gov.br/imprensa/PressReleases/20120420_1.pdf 
107 
http://www.epe.gov.br/imprensa/PressReleases/20120420_1.pdf 
108 
http://www.epe.gov.br/imprensa/PressReleases/20120420_1.pdf 
109 
 Distribuidoras devem comprovar contratação de 100% do seu 
mercado 
 Se mercado realizado está acima do contratado (short): 
 Diferença é comprada pela distribuidora no Mercado de Curto Prazo 
ao preço de liquidação de diferenças - PLD 
 É permitido repasse à tarifa do custo da aquição no ano seguinte o 
valor mínimo entre PLD e VR 
 Distribuidora paga penalidade igual ao máximo entre PLD e o VR 
multiplicado pela diferença descontratada 
 
LIQUIDAÇÃO EM A (EX-POST) 
PLD = PMAE = f (CMO) 
110 
 Distribuidoras devem comprovar contratação de 100% do seu 
mercado 
 Se mercado realizado está abaixo do contratado (long): 
 Diferença pode ser vendida pela distribuidora no Mercado de Curto 
Prazo (ao PLD) 
 É permitido repassar à tarifa, no ano seguinte, até 3% da perda de 
receita do distribuidor 
 Ganhos sobre esta margem (de 3%), serão também repassados ao 
consumidor no ano seguinte (PLD > preço médio de compra do 
distribuidor) 
 
LIQUIDAÇÃO EM A (EX-POST) 
PLD = PMAE = f (CMO) 
111 
TRANSIÇÃO 
 Contratos Iniciais 
• Descontratação de 25% da energia 
• Entrada no ACR (pool) através de leilão 
• Venda para consumidor livre 
 Contratos Bilaterais 
• Respeito às disposições contratuais 
• Opção de venda para o ACR por leilão e com acordo 
das partes 
112 
Tarifas de Energia 
 Valor pago pela energia consumida em um 
determinado período 
 
 É composta por : 
 Parcela paga pela energia elétrica consumida 
(tarifa de energia); 
 Parcela paga pelo uso do sistema de distribuição 
e transmissão (tarifa de uso ou tarifa “fio”); 
 Tributos e encargos. 
 
113 
Repasse às tarifas – Mix de compra 
de Energia – Parcela Energia 
114 
Tarifas 
 Parcela de Distribuição (tarifa fio) 
 Perdas Técnicas do Sistema de Distribuição 
 Reserva Global de Reversão 
 Encargos de Conexão 
 Encargos do Operador Nacional do Sistema 
 Encargos de Uso dos Sistemas de Distribuição - 
 Pesquisa e Desenvolvimento - P&D e Eficiência Energética 
 PIS/PASEP e COFINS 
 TFSEE - Taxa de Fiscalização de Serviços de Energia Elétrica 
 
 Encargos do uso do sistema de distribuição 
 Quota de recolhimento à Conta de Consumo de Combustíveis – CCC; 
 Encargos de Serviços do Sistema – ESS; 
 Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica – Proinfa; 
 Tarifa de transporte de energia elétrica proveniente de ITAIPU; 
 Perdas comerciais de energia elétrica, reconhecidas no processo de revisão 
tarifária; 
 Pesquisa e Desenvolvimento - P&D e Eficiência Energética; 
 PIS/PASEP e COFINS; e 
115 
Tarifas 
116 
Tarifas 
117 
Tarifas 
118 
119 
Sites relacionados ao setor