A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Aula 9 Sistema Genital Feminino

Pré-visualização | Página 1 de 3

31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 1/19
Disciplina: Anatomia Sistêmica
Aula 9: Sistema Genital Feminino
Apresentação
Nesta aula, descreveremos o caminho percorrido pelos gametas no sistema genital
feminino desde a sua liberação, identificando os órgãos e a função dos mesmos
durante a passagem dos gametas.
Identificaremos os órgãos internos e externos do sistema genital feminino,
descrevendo as gônadas, o órgão de cópula, o canal do parto. Além disso,
reconheceremos as estruturas eréteis presentes na região do pudendo feminino.
Objetivos
Identificar o caminho percorrido pelos gametas no sistema genital feminino;
Listar os órgãos internos do sistema genital feminino;
Descrever os órgãos externos do sistema genital feminino.
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 2/19
O Sistema Genital Feminino
 Símbolo do sexo feminino. | Fonte: Por
Login / Shutterstock
O sistema genital feminino é composto por órgãos responsáveis pelo
fornecimento dos gametas femininos, pelos órgãos de cópula, fecundação e
recebimento, alojamento e manutenção do produto conceptual durante o seu
desenvolvimento e durante o parto da expulsão dele, além das mamas devido
à função de nutrição do lactente, ou seja, com função de lactação.
Como visto no estudo do sistema genital masculino, o sistema genital
feminino segue a mesma divisão acrescido das mamas. Dessa forma,
podemos dividir o sistema genital feminino em gônadas, vias genitais e
mamas.
Para mantermos a linha didática adotada no sistema genital masculino,
também dividiremos o sistema genital feminino em órgãos genitais femininos
internos e externos.
Órgãos genitais femininos internos
A cavidade pélvica é dividida em dois compartimentos:
Compartimento anterior
Compartimento posterior
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 3/19
 Fonte: https://www.auladeanatomia.com
<https://www.auladeanatomia.com/novosite/sistemas/sistema-
genital/sistema-genital-feminino/utero/ >
Ovário
O ovário era referido na antiguidade como testis muliebres , ou seja, o
testículo da mulher. Porém, depois de 1667, foi incluído no vocabulário
anatômico como ovum, ovo em latim. O termo ovarius era utilizado pelos
romanos como referência aos escravos, que eram encarregados de galinhas e
ovos recém-postos.
O ovário é gônada feminina bilateral que tem a função de produção dos
gametas, os óvulos. Além disso, possui função de secreção de hormônios
como o estrogênio e progesterona.
 Ovário, ureter e fossa ovárica Fonte: Adaptado
Sobotta, 2012.
Eles estão localizados na fossa ovárica, uma depressão do peritônio, que está
localizada ao nível da bifurcação da artéria ilíaca comum, limitada
posteriormente pelo ureter. Porém, essa localização do ovário se dá até a
primeira gestação. A partir da segunda gestação, ele passa a se localizar na
fossa ovárica pós-primípara, situada atrás do ureter.
https://www.auladeanatomia.com/novosite/sistemas/sistema-genital/sistema-genital-feminino/utero/
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 4/19
O ovário possui uma face medial e uma face lateral, além de ter uma margem
livre e uma margem mesovárica, local onde encontramos o hilo do ovário,
área de entrada ou saída de vasos e nervos. Através de uma prega posterior
diferenciada, que se estende até o ovário, o ligamento largo do útero constitui
o mesovário.
O ovário é preso ao útero pelo ligamento próprio do ovário, que é uma
estrutura de tecido conjuntivo fibroso e fibras muscular.
 Vísceras pélvicas Fonte: Netter, 2008.
Tuba uterina
A tuba uterina é um órgão tubular bilateral, localizada ao longo da margem
superior do ligamento largo do útero, que tem a função de transportar os
óvulos até a cavidade uterina. A tuba uterina divide-se anatomicamente em
quatro partes:
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 5/19
1
Infundíbulo da tuba uterina
2
Ampola da tuba uterina
3
Istmo da tuba uterina
4
Parte uterina
 Tuba uterina Fonte: Adaptado de Sobotta,
2012.
Infundíbulo da tuba uterina
O infundíbulo é a primeira parte da tuba uterina, localizado mais
lateralmente, se assemelha à parte alargada de um funil, como indicado
o próprio nome. Na sua face voltada para o ovário, envolvendo grande
parte da sua superfície, encontramos as fímbrias ováricas, que são
numerosas franjas, linguetas e sépalas. Sua continuidade corresponde à
ampola da tuba uterina.
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 6/19
Ampola da tuba uterina
É considerada a parte principal da tuba uterina, pois é onde normalmente
ocorre a fecundação do óvulo pelo espermatozoide. A ampola da tuba
uterina possui aproximadamente sete centímetros de comprimento e seu
trajeto é ondulado. Sua continuidade é o istmo da tuba uterina.
Istmo da tuba uterina
O istmo da tuba uterina se dirige ao corpo do útero em um trajeto
retilíneo, de aproximadamente três centímetros de comprimento, que se
comunica à parte uterina da tuba.
Parte uterina
Por estar contida na parede do útero é uma parte intramural, embora
seja totalmente independente do útero. Possui aproximadamente um
centímetro de comprimento e, através do óstio uterino da tuba uterina,
se abre na cavidade uterina.
A tuba uterina possui musculatura própria, que cria um peristaltismo que
contribui para a passagem do embrião, auxiliado pela atividade ciliar e
pelo edema da túnica mucosa.
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 7/19
 Tubas uterinas | Fonte:
https://www.auladeanatomia.com/
<https://www.auladeanatomia.com/novosite/sistemas/sistema-
genital/sistema-genital-feminino/tubas-
uterinas/ >
Útero
Caso o óvulo seja fecundado, o útero será o órgão responsável pelo
alojamento do embrião até o nascimento.
Nele, o óvulo fecundado se implanta, aninha, desenvolve e cresce até o
momento do nascimento.
Junto com a vagina, ele forma o canal do parto, por onde o feto irá
passar ao fim da gestação.
Ele é envolvido pelo ligamento largo do útero e fixado à cavidade pélvica
pelo ligamento redondo do útero.
O útero é um órgão muscular localizado na pelve entre o reto e a bexiga
urinária. Ele tem a forma de pera e é oco. O útero é dividido em corpo,
istmo e colo.
Corpo do útero
Istmo do útero
Colo do útero
https://www.auladeanatomia.com/novosite/sistemas/sistema-genital/sistema-genital-feminino/tubas-uterinas/
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 8/19
 Útero | Fonte: Adaptado Drake et al (2009)
O útero é dividido em camadas, sendo a mais externa composta de uma
túnica serosa derivada do peritônio, o perimétrio.
Existe também uma camada média, que é formada por uma túnica muscular
conhecida como miométrio.
Além disso, o útero possui a sua camada mais interna composta por uma
túnica mucosa conhecida como endométrio, que, normalmente, sofre
modificações durante o ciclo menstrual ou a gravidez.
 Perimétrio, miométrio e endométrio | Fonte:
Adaptado de Sobotta (2012).
Vagina
A vagina é um órgão ímpar, mediano, miomembranáceo, com formato tubular
que se estende do colo do útero até o vestíbulo da vagina.
É o órgão de cópula, que serve para escoamento do sangue durante o período
menstrual e das secreções uterinas. Além disso, é o órgão que recebe o
sêmen e, junto com o útero, forma o canal do parto.
31/10/2018 Estácio
file:///W:/2018.2/anatomia_sistemica__DIS027__GON809__REF020/aula9.html 9/19
A vagina