A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
APOSTILA BANCO DO BRASIL 2020 PDF

Pré-visualização | Página 4 de 50

detentas da Penitenciária Feminina da 
Capital, também na capital paulista, onde cumprem 
pena mais de duas mil mulheres.
Teremos: a / as / a.
3. (CÂMARA MUNICIPAL DE DOIS CÓRREGOS-SP 
- OFICIAL DE ATENDIMENTO E ADMINISTRAÇÃO – 
VUNESP-2018) Assinale a alternativa em que o acento 
indicativo de crase está empregado corretamente.
a) Algumas pessoas com supermemória chegam à sofrer 
com dores de cabeça.
b) Há lembranças tão vivas que nos fazem voltar à 
episódios de nosso passado.
c) Lembrar-se do passado pode ser uma tarefa muito 
difícil à determinadas pessoas.
d) Ela referiu-se à vontade de esquecer completamente 
os momentos dolorosos.
e) Ao nos atermos à uma experiência ruim, 
desconsideramos o que ela traz de bom.
Resposta: Letra D
Aos itens: 
Em “a”, chegam à sofrer = a sofrer (antes de verbo no 
infinitivo não se usa acento grave)
Em “b”, que nos fazem voltar à episódios = a episódios 
(palavra masculina e no plural)
Em “c”, pode ser uma tarefa muito difícil à determinadas 
= a determinadas (palavra no plural e presença só da 
preposição)
Em “d”, Ela referiu-se à vontade = correta (quem se 
refere, refere-se a algo ou a alguém)
Em “e”, Ao nos atermos à uma experiência = a uma 
(antes de artigo indefinido) 
4. (IPSM-SP - ASSISTENTE DE GESTÃO MUNICIPAL - 
VUNESP-2018) De acordo com a norma- -padrão, o 
acento indicativo da crase está corretamente empregado 
em:
a) O leitor aludiu à escrita como se ela fosse questão de 
talento: quem não tem, não vai nunca aprender.
b) A escrita deve levar o texto à uma riqueza, marcada 
pela clareza e precisão, afastando o leitor da confusão 
ou tédio.
c) De parte à parte, o texto precisa organizar-se como 
um tecido coeso e claro, instigando, assim, o leitor.
d) Existem aquelas pessoas que chegam à conclusões 
semelhantes, no entanto elas seguem pelo lado 
oposto.
e) Também não estamos falando só de correção 
gramatical e ortográfica. Estamos nos referindo à 
pensamento.
Resposta: Letra A
Em “a”, O leitor aludiu à escrita = correta (regência do 
verbo “aludir” pede preposição)
Em “b”, A escrita deve levar o texto à uma riqueza = a 
uma (antes de artigo indefinido)
Em “c”, De parte à parte = parte a parte (entre palavras 
repetidas)
Em “d”, Existem aquelas pessoas que chegam à 
conclusões = a conclusões (antes de palavra no plural 
e o “a” está “sozinho” = somente preposição) 
Em “e”, Estamos nos referindo à pensamento = a 
pensamento (palavra masculina)
4
LÍ
N
G
UA
 P
O
RT
U
G
U
ES
A
5. (PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES-
SP - AUXILIAR DE APOIO ADMINISTRATIVO - 
VUNESP-2018)
No começo do século 20, a rápida industrialização nos 
Estados Unidos deu origem _______ algumas das maiores 
fortunas que o mundo já viu. Famílias como os Vanderbilt 
e os Rockefeller investiram em ferrovias, petróleo e aço, 
obtendo um grande retorno, e passaram _________ ostentar 
sua riqueza. O período ficou conhecido como Era Dourada. 
A desigualdade nunca foi tão grande – até agora. É o 
que mostra um relatório da UBS, companhia de serviços 
financeiros, feito em parceria com a consultora PwC.
Para os autores do documento, a primeira Era Dourada 
aconteceu entre 1870 e 1910. Segundo eles, a atual 
começou em 1980 e deve se estender pelos próximos 10 
a 20 anos, prolongada pelo desempenho econômico da 
Ásia e de negócios ligados ________ tecnologia.
(IstoÉ, 15.11.2017. Adaptado)
Em conformidade com a norma-padrão, as lacunas do 
texto devem ser preenchidas, respectivamente, com:
a) a … a … a
b) à … à … à
c) a … à … à
d) à … à … a
e) a … a … à
Resposta: Letra E
Vamos aos trechos:
a rápida industrialização nos Estados Unidos deu 
origem a algumas das maiores fortunas = antes de 
pronome indefinido
e passaram a ostentar sua riqueza = antes de verbo 
no infinitivo
e de negócios ligados à tecnologia = regência nominal 
de “ligados” pede preposição
6. (CÂMARA MUNICIPAL DE COTIA-SP – CONTADOR - 
VUNESP-2017) Assinale a alternativa correta quanto ao 
emprego do acento indicativo da crase.
a) A circulação instantânea das notícias falsas, as quais 
chegam à um grande público devido à rapidez 
da internet, é favorável à formação de ondas de 
credulidade.
b) A circulação instantânea das notícias falsas, às quais 
chegam à muitas pessoas devido a rapidez da internet, 
favorece que se formem ondas de credulidade.
c) A circulação instantânea das notícias falsas, as quais 
chegam a muitas pessoas devido à rapidez da internet, 
é favorável à formação de ondas de credulidade.
d) A circulação instantânea das notícias falsas, às quais 
chegam a um grande número de pessoas devido à 
rapidez da internet, é favorável as ondas de credulidade 
que se formam.
e) A circulação instantânea das notícias falsas, às quais 
chegam a muitas pessoas devido a rapidez da internet, 
favorece à formação de ondas de credulidade.
Resposta: Letra C
Acertos entre parênteses: 
Em “a”, as quais chegam à um (a um) grande público 
devido à rapidez (ok) da internet, é favorável à 
formação (ok) 
Em “b”, às quais (as quais) chegam à muitas (a muitas) 
pessoas devido a rapidez (à rapidez) da internet 
Em “c”, as quais chegam a muitas pessoas devido à 
rapidez da internet, é favorável à formação = correta
Em “d”, às quais (as quais) chegam a um (ok) grande 
número de pessoas devido à rapidez (ok) da internet, 
é favorável as ondas (às ondas) 
Em “e”, às quais (as quais) chegam a muitas (ok) 
pessoas devido a rapidez (à rapidez) da internet, 
favorece à formação (a formação) 
Observação: quanto à regência verbal de “favorecer” 
= pede complemento verbal direto (favorece o quê? 
favorece quem?); já a regência nominal de “favorável” 
pede preposição (favorável a quem? a quê?).
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
Os concurseiros estão apreensivos.
Concurseiros apreensivos.
No primeiro exemplo, o verbo estar se encontra 
na terceira pessoa do plural, concordando com o seu 
sujeito, os concurseiros. No segundo exemplo, o adjetivo 
“apreensivos” está concordando em gênero (masculino) 
e número (plural) com o substantivo a que se refere: 
concurseiros. Nesses dois exemplos, as flexões de pessoa, 
número e gênero se correspondem. A correspondência 
de flexão entre dois termos é a concordância, que pode 
ser verbal ou nominal.
Concordância Verbal
É a flexão que se faz para que o verbo concorde com 
seu sujeito.
Sujeito Simples - Regra Geral
O sujeito, sendo simples, com ele concordará o verbo 
em número e pessoa. Veja os exemplos:
A prova para ambos os cargos será aplicada às 13h.
3.ª p. Singular 3.ª p. Singular
Os candidatos à vaga chegarão às 12h.
3.ª p. Plural 3.ª p. Plural
Casos Particulares
A) Quando o sujeito é formado por uma expressão 
partitiva (parte de, uma porção de, o grosso de, metade 
de, a maioria de, a maior parte de, grande parte de...) 
seguida de um substantivo ou pronome no plural, o 
verbo pode ficar no singular ou no plural. 
5
LÍ
N
G
UA
 P
O
RT
U
G
U
ES
A
A maioria dos jornalistas aprovou / aprovaram a ideia.
Metade dos candidatos não apresentou / apresentaram 
proposta.
Esse mesmo procedimento pode se aplicar aos casos 
dos coletivos, quando especificados: Um bando de 
vândalos destruiu / destruíram o monumento.
Observação: 
Nesses casos, o uso do verbo no singular enfatiza a 
unidade do conjunto; já a forma plural confere destaque 
aos elementos que formam esse conjunto.
B) Quando o sujeito é formado por expressão que 
indica quantidade aproximada (cerca de, mais 
de, menos de, perto de...) seguida de numeral e 
substantivo, o verbo concorda com o substantivo.
Cerca de mil pessoas participaram do concurso.
Perto de quinhentos alunos compareceram à 
solenidade.
Mais de um atleta estabeleceu novo recorde nas 
últimas Olimpíadas.
Observação: 
Quando a expressão “mais de um” se associar a verbos 
que exprimem reciprocidade, o plural é obrigatório: Mais 
de um colega se ofenderam na discussão. (ofenderam um 
ao outro)
C) Quando se trata de nomes que só existem no 
plural, a concordância deve ser feita levando-se

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.