A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Determinantes Sociais de Saúde

Pré-visualização | Página 1 de 1

Vanessa Marinho
DETERMINANTES SOCIAIS DE SAÚDE
Definição
Para a CNDSS, os DSS são fatores socioeconômicos, culturais, étnicos e
psicológicos/comportamentais que estão diretamente ligados com a saúde da
população.
Para a Comissão homônima da OMS, são as condições de vida e trabalho.
Alguns pensadores definem como "fatores e mecanismos através dos quais as
condições sociais afetam a saúde e que potencialmente podem ser alterados através de
ações baseadas em informação" ou como " características sociais das quais a vida
transcorre".
No século XIX, com a teoria dos miasmas, que, de alguma forma, estava ligada às
mudanças que aconteciam na saúde paralelas ao processo urbanista e de
industrialização. Virchow, cientista defensor dos miasmas, entendia que ciência
médica e social são intrínsecas e que condições socioeconômicas afetam diretamente
a saúde de modo amplo e devem ser estudadas, além disso, considerava o termo
saúde pública com alto teor político, ou seja, entender a vida política e social é
fundamental para definir fatores que prejudicam a saúde em geral e eliminá-los.
No final do séc. XIX, bacteriologistas como Koch e Pasteur trouxeram novos ares pra
explicar o processo de saúde e doença. Em 1916, a Fundação Rockefeller financiou a
implantação da escola de medicina em Johns Hopkins e, em meio a isso, questões
como saúde publica voltada para doenças específicas, fundamentada na microbiologia
ou voltada para o estudo das condições socioeconômicas do indivíduo foram
levantadas.
Hopkins foi escolhida por se excelente em todos os âmbitos e essa decisão influenciou
que o conceito de saúde estaria voltada para a primeira opção supracitada. Esse
modelo se espalhou mundialmente, influenciando escolas de saúde pública brasileiras,
principalmente pelo fato do apoio da Fundação ao estabelecimento dessas escolas.
No séc. XX, a tensão entre as duas abordagens emergiu. Em 1948, ano de sua
fundação, a OMS colocou em sua constituição a definição de saúde como estado
completo de bem-estar físico, mental e social. Em 1950, com a erradicação da varíola,
o conceito de combate mais específico volta a predominar.
História 
Vanessa Marinho
DETERMINANTES SOCIAIS DE SAÚDE
Modelo de Dahlgren e Whitehead
A conferência de Alma-Ata, em 1970 e o 'Saúde para todos em 2000" trazem de volta
as determinantes sociais.
Em1980, predominou o conceito de saúde como bem privado e assistência médica
individual.
Divide os DSS em camadas. Sendo que os indivíduos estão na base do modelo
(idade, sexo e fatores genéticos). 
Na camada externa tem comportamento e estilos de vida individuais, sendo uma
camada situada no limiar entre os fatores individuais e os DSS.
A camada seguinte mostra a influência das redes comunitárias e de apoio que
expressa o nível de coesão social.
No outro nível estão os fatores relacionados à vida e ao trabalho, disponibilidade de
alimentos e acesso aos serviços essenciais.
No último nível estão situados os macrodeterminantes relacionados às condições
econômicas, culturais e ambientais sociais.
Enfatiza a estratificação social
definida pelo contexto social.
I representa o processo de
ocupação de cada indivíduo, II é
referente a exposição aos
diferenciais, III como diferencial de
vulnerabilidade à ocorrência da
doença e IV referente ao diferencial
de consequências após contrair a
doença.
Modelo de Diderichsen e Hallqvist
DETERMINANTES SOCIAIS DE SAÚDE
Comissão Nacional sobre os DSS
Foi estabelecida em 13 de março de 2006 e é uma resposta ao movimento global em
torno dos DSS desencadeado pela OMS (criou CSDH em 2005 co objetivo de promover
tomada de consciência sobre a importância dos DSS na saúde e sobre a emergência
em combater as iniquidades.
As atividades da CNDSS têm como referência o conceito de saúde da OMS e o preceito
constitucional de saúde como um direito de todos e dever do Estado.
Tem como compromisso ação (implica apresentar recomendações concretas de
políticas, programas e intervenções para o combate às iniquidades de saúde geradas
pelos DSS), equidade e evidência (as recomendações da Comissão devem estar
solidamente fundamentadas em evidências científicas). 
Os principais objetivos da CNDSS são: � 
produzir conhecimentos e informações sobre os DSS no Brasil; � 
apoiar o desenvolvimento de políticas e programas para a promoção da equidade
em saúde; � 
promover atividades de mobilização da sociedade civil para tomada de consciência
e atuação sobre os DSS.
As linhas de atuação são:
Produção de conhecimentos e informações sobre as relações entre os
determinantes sociais e a situação de saúde, particularmente as iniquidades de
saúde, com vistas a fundamentar políticas e programas.
Promoção, apoio, seguimento e avaliação de políticas, programas e intervenções
governamentais e não-governamentais realizadas em nível local, regional e
nacional.
Desenvolvimento de ações de promoção e mobilização junto a diversos setores da
sociedade civil, para a tomada de consciência sobre a importância das relações
entre saúde e condições de vida e sobre as possibilidades de atuação para
diminuição das iniquidades de saúde.
4) Portal sobre DSS: a CNDSS mantém uma página institucional
(www.determinates.fiocruz.br) com informações sobre as atividades que vem
desenvolvendo, além de publicações de interesse.
Vanessa Marinho