Apostila_revisao_para_P2_-_Adm._Financeira
4 pág.

Apostila_revisao_para_P2_-_Adm._Financeira


DisciplinaAdministração Financeira24.115 materiais533.896 seguidores
Pré-visualização2 páginas
APOSTILA EXERCÍCIOS REVISÃO PARA P2 \u2013 ADM. FINANCEIRA \u2013 PROFA. MILA VIANA 
1) O projeto X envolve a produção de equipamento para suporte de televisores. Achamos que podemos vender 12.000 unidades por ano ao preço de $ 200 cada um. Os custos variáveis serão de cerca de $ 120 por unidade e o produto deve ter vida útil de cinco anos. Os custos fixos do projeto serão de $ 600.000 por ano. Além disso, precisamos investir um total de $ 875.000 em equipamento de manufatura. Esse equipamento tem depreciação ACRSM de sete anos para fins fiscais. Em cinco anos, o equipamento valerá cerca de 1/3 daquilo que pagamos por ele. Teremos de investir $ 550.000 em capital circulante líquido no início e 250.000 no segundo ano. Após isso, as demandas do capital circulante líquido serão de 5% das vendas (3° e 4° anos).
Com base nas informações do Projeto X devemos aceitar o empreendimento? Para responder, primeiro prepare uma demonstração de resultado pro forma para cada ano. A seguir calcule o FCO. Termine determinando o fluxo de caixa total e VPL, assumindo um retorno exigido de 20%. Aplique uma alíquota de 34%.
2) No primeiro dia útil do ano retrasado, a ação da FFF \u2013 Frigideira Fria Frita S/A estava cotada a R$ 23,20. Um ano depois, ela já estava cotada a R$ 25,52. No início deste ano, a ação voltou a ser cotada a R$ 23,20. Analise o comportamento histórico dos retornos da FFF S/A:
Qual o retorno anual em cada um dos dois últimos anos?
Qual a média aritmética dos retornos anuais?
3) Considere a seguinte evolução dos retornos anuais históricos dos seguintes índices:
Ano	Ibovespa	Tecidos Guarany S/A		Mineração Vegetal S/A
		 X1	 10,91%		 3,43%				13,14%
		 X2	- 3,41%		- 0,21%				 8,41%
		 X3	 23,18%		13,55%				25,15%
		 X4	 4,74%		 6,00%				11,02%
		 X5	 19,98%		13,15%				23,41%
		 X6	 39,55%		20,47%				33,33%
		 X7	- 25,98%		- 9,98%				- 9,98%
Em sua opinião, qual ação possui o maior risco total? Justifique a sua resposta, calculando indicadores que suportem essa assertiva (dica: calcule média, variância e desvio padrão).
4) Um investidor está posicionado em ações da Vale do Rio Salgado, cujo retorno esperado é de 16,61% ao ano e o coeficiente beta é de 1,23. Consultando o site de sua corretora, ele constata os seguintes dados:
Opção de investimento			Coef. Beta	 Retornos
Letras do Tesouro Nacional (LTN)	 0,00		 8,00% aa
IBOVESPA			 	 1,00		15,00% aa
Petroalquimia S/A			 1,10		15,70% aa
Tecelagens Qright S/A			 0,77		13,39% aa
Remanso Informática S/A		 1,85		21,95% aa
Analise a carteira de investimentos desse investidor:
Qual o nível de risco não sistêmico de sua carteira atual?
Qual o nível de risco sistêmico de sua carteira?
Caso se queira diluir o risco da carteira ao nível de mercado, qual ação você recomendaria aplicar?
5) Considere os seguintes dados para análise:
Probabilidade de		 Retorno esperado da ação
Estado da economia	Ocorrer o estado	 Ação \u201cA\u201d	 Ação \u201cB\u201d
Recessão			 20%			 - 15%	 20%
Normal				 50%			 20% 	 30%
Crescimento acentuado		 30%			 60%	 40%
Responda:
Quais os retornos esperados de cada ação?
Qual o nível de risco de cada papel, medido pelo desvio-padrão dessas duas ações?
Supondo que você tenha um total de R$ 20 mil para investir e decidisse colocar R$ 15 mil na ação \u201cA\u201d e o restante em \u201cB\u201d, qual seria o seu retorno esperado?
E o nível de risco dessa carteira, medido pelo desvio-padrão?
6) O retorno esperado de um ativo, pode ser medido pela técnica do CAPM, segundo a qual o retorno de qualquer ativo (RA) seria dado por: RA = RLR + ( RM \u2013 RLR ) \uf062A. Em determinado momento da economia no Brasil, a taxa livre de risco era de 5,5% ao ano, e a taxa de retorno de mercado fosse de aproximadamente 12,92% ao ano. Supondo que uma ação \u201cH\u201d flutuasse com um coeficiente beta (\uf062) de 1,12, responda:
Qual o risco sistêmico de \u201cH\u201d?
Seriam os retornos \u201cH\u201d mais volátil ou menos volátil que os retornos do mercado? Por quê? 
Qual o prêmio de risco real de mercado?
Qual o prêmio de risco de \u201cH\u201d?
Qual o retorno real esperado de \u201cH\u201d?
7) A ação \u201cD\u201d tem desvio-padrão de 20% e coeficiente beta de 0,95, enquanto que, na mesma data e com o mesmo escopo de apuração, a ação \u201cG\u201d apresenta desvio-padrão de 12% e coeficiente beta de 1,45. Qual ação possui: 
(a) o maior risco sistemático; 
(b) o maior risco não sistemático 
(c) o maior risco total.
8)A Qzar Eletro S/A está fazendo uma análise de viabilidade econômica de projetos mutuamente excludentes, cada qual com o seu risco associado. O Sr. Wilson Precinho, analista financeiro da empresa, está avaliando o custo de capital de cada tipo de empreendimento, com base nos seguintes elementos:
Dados econômicos			Este ano
PIB Brasil (estimado)			 1,50%
SELIC real (final do ano)			 6,00%
Ibovespa (real em 12 meses)		 32,00%
Prêmio de risco da Qzar		 39,00%
Custo do capital financeiro		 24,00%
Proporção dívidas/capital próprio	 66,67%
Alíquota de IR (% sobre o LAIR)		 34,00%
A empresa ainda calcula um prêmio de risco para a modalidade de investimento que ela deseja fazer: para projetos de expansão de linhas existentes e cujo ciclo de vida seja de introdução ou crescimento, a taxa é de 1 ponto percentual; para projetos de expansão de interrogação com viés de estrela ou estrela é de 2 pontos percentuais; para projetos de expansão por aquisição de concorrente, o prêmio exige 7 pontos percentuais. Determine:
Quais as taxas mínimas de atratividade para cada uma dessas três modalidades de investimentos?
Determine qual o coeficiente beta da empresa (\uf062)? Qual a relação de risco sistemático de suas ações em relação ao mercado?
9) A RGU Engenharia tem um beta de 1,08 para um risco de mercado (KM) de 16% ao ano e taxa livre de risco de 6% ao ano. A alíquota de IR é de 34% sobre o LAIR. O passivo oneroso atual é de R$ 1 bilhão, carregando custo bruto de 15% ao ano. As ações da empresa estão cotadas a R$ 40 cada e ela já emitiu 50 milhões de ações. Qual o WACC da empresa?
10) Exercício número 4 pág. 585 (ROSS, Stephen A., WESTERFIELD, Randolph W. e JORDAN,Bradford D., Administração Financeira. São Paulo: McGraw\u2010Hill, 2008, 8ª. Edição)
A Empresa de Mentirinha está comparando duas estruturas de capital diferentes, um plano composto exclusivamente d patrimônio líquido (Plano I) e um plano com alavancagem (Plano II). NoPlano I, a empresa teria 200.000 ações em circulação. De acordo com o Plano II, haveria 90.000 ações em circulação e $ 1.5 milhão de dívida em circulação. A taxa de juros sobre a dívida é de 8% e não há impostos.
a. Se o LAJIR for de $ 150.000, qual plano resultará no maior LPA?
b. Se o LAJIR for de $ 300.000, qual plano resultará no maior LPA?
c. Qual é o ponto de equilíbrio do LAJIR?
11) Responda verdadeiro ou Falso:
Apesar dos títulos do Tesouro Norte-americano embutirem um risco intrínseco, suas taxas são frequentemente utilizadas como referência para taxas livres de risco. 
Risco financeiro de uma empresa é o risco corrido por esta devido a sua inserção no mercado financeiro através de títulos, empréstimos de curto prazo, etc.
A escolha da estrutura de capital ótima para uma empresa tem por objetivo maximizar o valor desta para seus acionistas. 
O nível ótimo de dívida versus capital próprio, na estrutura de capital de uma empresa é definido como o ponto em que o benefício fiscal decorrente dos juros pagos apenas equilibra os custos de falência percebidos. 
Como o nível ótimo de dívida na estrutura de capital de uma empresa é bem definido, ele é de fácil determinação. 
A incorporação de capital de terceiros a uma empresa tende a aumentar o WACC desta devido ao aumento dos custos de falência percebidos. 
O risco sistemático total de uma empresa é composto pelas partes risco financeiro e risco do negócio. 
A alavancagem financeira é um recurso usado pelas empresas para maximizar seus rendimentos de EPS e ROE nos ambientes econômicos positivos. 
A alavancagem financeira pode ser definida como a relação entre a quantidade de capital de