A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
134 pág.
legislação facilitada

Pré-visualização | Página 8 de 50

PDF. 
a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se 
necessário, outros meios de proteção social. 
 §4. Toda pessoa tem direito a organizar 
sindicatos e a neles ingressar para a proteção de seus 
interesses. 
CF/88. Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, 
além de outros que visem à melhoria de sua condição social: 
IV - salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz 
de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua 
família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, 
vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes 
periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada 
sua vinculação para qualquer fim; 
XIII - duração do trabalho normal não superior a oito horas diárias 
e quarenta e quatro semanais, facultada a compensação de 
horários e a redução da jornada, mediante acordo ou convenção 
coletiva de trabalho. 
XIV - jornada de seis horas para o trabalho realizado em turnos 
ininterruptos de revezamento, salvo negociação coletiva; 
XV - repouso semanal remunerado, preferencialmente aos 
domingos; 
XVII - gozo de férias anuais remuneradas com, pelo menos, um 
terço a mais do que o salário normal; 
XXX - proibição de diferença de salários, de exercício de funções 
e de critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor ou 
estado civil; 
CF/88. Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, 
observado o seguinte: 
 
 Art. 24 - Toda pessoa tem direito a repouso e 
lazer, inclusive a limitação razoável das horas de trabalho 
e a férias periódicas remuneradas. 
 
 Art. 25 - §1. Toda pessoa tem direito a um 
padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família 
saúde e bem-estar, inclusive alimentação, vestuário, 
habitação, cuidados médicos e os serviços sociais 
indispensáveis, e direito à segurança em caso de 
desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros 
casos de perda dos meios de subsistência em 
circunstâncias fora de seu controle. 
§2. A maternidade e a infância têm direito a 
cuidados e assistência especiais. Todas as crianças, 
nascidas dentro ou fora de matrimônio, gozarão da 
mesma proteção social. 
CF/88. Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a 
alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a 
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à 
infância, a assistência aos desamparados, na forma desta 
Constituição. 
 
 Art. 26 - §1. Toda pessoa tem direito à 
instrução. A instrução será gratuita, pelo menos nos 
graus elementares e fundamentais. A instrução elementar 
será obrigatória. A instrução técnico-profissional será 
acessível a todos, bem como a instrução superior, está 
baseada no mérito. 
 §2. A instrução será orientada no sentido do 
pleno desenvolvimento da personalidade humana e do 
fortalecimento do respeito pelos direitos humanos e pelas 
liberdades fundamentais. A instrução promoverá a 
compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as 
nações e grupos raciais ou religiosos, e coadjuvará as 
atividades das Nações Unidas em prol da manutenção da 
paz. 
 §3. Os pais têm prioridade de direito na escolha 
do gênero de instrução que será ministrada a seus filhos. 
CF/88. Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado 
e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da 
sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu 
preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o 
trabalho. 
 
 Art. 27 - §1. Toda pessoa tem o direito de 
participar livremente da vida cultural da comunidade, de 
fruir as artes e de participar do processo científico e de 
seus benefícios. 
 §2. Toda pessoa tem direito à proteção dos 
interesses morais e materiais decorrentes de qualquer 
produção científica, literária ou artística da qual seja 
autor. 
CF/88. Art. 5º: XXVII - aos autores pertence o direito exclusivo 
de utilização, publicação ou reprodução de suas obras, 
transmissível aos herdeiros pelo tempo que a lei fixar; 
 
 Art. 28 Toda pessoa tem direito a uma ordem 
social e internacional em que os direitos e liberdades 
estabelecidos na presente Declaração possam ser 
plenamente realizados. 
 
 Art. 29 - §1. Toda pessoa tem deveres para com 
a comunidade, em que o livre e pleno desenvolvimento 
de sua personalidade é possível. 
§2. No exercício de seus direitos e liberdades, toda 
pessoa estará sujeita apenas às limitações determinadas 
por lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido 
reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de 
outrem e de satisfazer às justas exigências da moral, da 
ordem pública e do bem-estar de uma sociedade 
democrática. 
§3. Esses direitos e liberdades não podem, em 
hipótese alguma, ser exercidos contrariamente aos 
propósitos e princípios das Nações Unidas. 
 
 Art. 30 Nenhuma disposição da presente 
Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento 
a qualquer Estado, grupo ou pessoa, do direito de exercer 
qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à 
destruição de quaisquer dos direitos e liberdades aqui 
estabelecidos. 
 
 
 
 
01_____________________________________ 
02_____________________________________ 
03_____________________________________ 
04_____________________________________ 
05_____________________________________ 
06_____________________________________ 
07_____________________________________ 
08_____________________________________ 
09_____________________________________ 
10_____________________________________ 
https://www.instagram.com/legislacaofacilitada/
https://www.legislacaofacilitada.com.br
https://www.legislacaofacilitada.com.br
 
 
 
14 
ID: 
É proibido o compartilhamento desse material, ainda que sem fins lucrativos. Registramos “CPF, e-mail e Internet Protocol (IP)” do comprador em nosso site e nos arquivos PDF. 
11_____________________________________ 
12_____________________________________ 
13_____________________________________ 
14_____________________________________ 
15_____________________________________ 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
https://www.instagram.com/legislacaofacilitada/
https://www.legislacaofacilitada.com.br
https://www.legislacaofacilitada.com.br
 
 
 
15 
ID: 
É proibido o compartilhamento desse material, ainda que sem fins lucrativos. Registramos “CPF, e-mail e Internet Protocol (IP)” do comprador em nosso site e nos arquivos PDF. 
 
 
CAPÍTULO II 
DOS DIREITOS SOCIAIS 
Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a 
alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a 
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade 
e à infância, a assistência aos desamparados, na forma 
desta Constituição. 
Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e 
rurais, além de outros que visem à melhoria de sua 
condição social: 
I - relação de emprego protegida contra despedida 
arbitrária ou sem justa causa, nos termos de lei 
complementar, que preverá indenização compensatória, 
dentre outros direitos; (Eficácia limitada) 
II - seguro-desemprego, em caso de desemprego 
involuntário; 
III - fundo de garantia do tempo de serviço; (FGTS) 
IV - salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente 
unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais 
básicas e às de sua família com moradia, alimentação, 
educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e 
previdência social, com reajustes periódicos que lhe 
preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua 
vinculação para qualquer fim; (Reserva legal) 
STF: Súmula vinculante 6 - Não viola a Constituição o 
estabelecimento de remuneração inferior ao salário mínimo para 
as praças prestadoras de serviço militar inicial. 
V - piso salarial proporcional à extensão e à 
complexidade do trabalho; 
VI - irredutibilidade do salário, salvo o disposto 
em convenção ou acordo coletivo; 
VII - garantia de salário, nunca inferior ao mínimo, 
para os que percebem remuneração variável; 
VIII - décimo terceiro salário com base na 
remuneração integral ou

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.