A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
medida provisória

Pré-visualização | Página 1 de 1

medida
provisória
 
MP
instrumento de exercício atípico do poder
executivo, em caso de relevância e
urgência, o Presidente da república poderá
adotar medidas provisórias, com força de
lei, devendo submetê-las de imediato ao
congresso nacional.
PRESSUPOSTOS PARA EDIÇÃO
a) positivos - tem de estar presentes
urgência e relevância(art.62)
b) negativos - tem de estar ausentes, não
podem estar presentes-limites
materiais(art.62§1º)
ef
PRAZOS DE EFICÁCIA(ART.62 §3°)
A força de lei da medida provisória é
temporária, ou seja, tem um prazo
determinado - tem um prazo de eficácia de
60 dias, podendo ser prorrogado apenas
uma vez por mais 60 dias, sendo que não
são computados na contagem os dias de
recesso do congresso nacional
perda de eficácia desde a
edição, ou seja ela perde a
eficácia retroagindo
juridicamente a perda da
eficácia da data da edição dela
A CONSTITUIÇÃO ESTABELECE QUE QUANDO
UMA MEDIDA PROVISÓRIA PERDE A
EFICÁCIA, CABERÁ AO CONGRESSO
NACIONAL EDITAR O DECRETO
LEGISLATIVOS PARA DISCIPLINAR AS
RELAÇÕES JURÍDICAS DELA DECORRENTE.
01
CASO O CONGRESSO NÃO EDITE O DECRETO,
A CONSTITUIÇÃO DIZ QUE A MEDIDA
PROVISÓRIA CONTINUA REGENDO AS
RELAÇÕES JURÍDICAS QUE FORAM
PRATICADAS COM BASE NELA, ENQUANTO
ELA TINHA EFICÁCIA.
02
TRAMITAÇÃO
NO CONGRESSO
NACIONAL
--DEVERÁ SER CRIADA UMA COMISSÃO
MISTA PARA FAZER UMA APREVIAÇÃO
PRÉVIA PARA A MEDIDA
PROVISÓRIA(ART.62§9º)
-PREVISÃO DE ANTES DECIDIR SOBRE O
MÉRITO, O CONGRESSO NACIONAL DEVERÁ
EFETUAR UM JUÍZO PRÉVIO, QUANTO AO
ATENDIMENTO DOS PRESSUPOSTOS
CONSTITUCIONAIS DE EDIÇÃO(ART.62§5º)
01
-QUANDO O CONGRESSO NACIONAL
APROVA UMA MEDIDA PROVISÓRIA, A
CONCLUSÃO É QUE ESSA MEDIDA
PROVISÓRIA SE CONVERTE EM LEI
-ELE PODE REJEITAR EXPRESSAMENTE,
PERDENDO SUA EFICÁCIA
-OUTRA POSSIBILIDADE É O CONGRESSO
NACIONAL ALTERAR O TEXTO DA MEDIDA
PROVISÓRIA(PROJETO DE CONVERSÃO
ART.62§12º)
02
-QUANDO UMA MEDIDA PROVISÓRIA PERDE A EFICÁCIA É PROIBIDA
A REDIÇÃO NA MESMA SESSÃO LEGISLATIVA(ART.62§10º)
-O REGIME DE URGÊNCIA, APÓS 45 DIAS DE PUBLICADA A MEDIDA
PROVISÓRIA, SE ELA NÃO TIVER SIDO APRRECIADA PELO CONGRESSO
NACIONAL, ENTRARÁ EM REGIME DE URGÊNCIA, FICANDO
SOBRESTADAS TODAS AS DEMAIS DELIBERAÇÕES LEGISLATIVAS DA
CASA EM QUE EZSTIVER TRANMITANDO(ART.62§º)
03

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.