A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Ortotanasia Distanasia e Eutanasia

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material Ortotanasia Distanasia e Eutanasia - página 1
Pre-visualização do material Ortotanasia Distanasia e Eutanasia - página 2

Ortotanasia Distanasia e Eutanasia

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA 
SETOR DE CIÊNCIA BIOLÓGICAS E DA SAÚDE 
DEPARTAMENTO DE MEDICINA 
 
DISCIPLINA INTEGRADORA I 
PROFESSOR RICARDO ZANETTI GOMES
DEFINIR ORTANÁSIA, DISTANÁSIA E EUTANÁSIA 
ANA FLÁVIA DE SOUZA LINO - TURMA B, 2016/2017  
DEFINIÇÃO ORTANÁSIA, DISTANÁSIA E EUTANÁSIA
A eutanásia é entendida, de maneira ampla, como ato de proporcionar morte sem sofrimento a um doente, visando privá-la dos suplícios decorrentes da doença (a raiz é grega e significa “a boa morte”, uma maneira digna de morrer).
A distanásia é o oposto da eutanásia, é a ideia de manter a vida a qualquer custo, seja por drogas de qualquer tipo para esse fim, seja por meio de aparelhos de forma inútil, uma vez que a morte já é uma sentença e não uma possibilidade.
Ortotanásia é deixar que o paciente siga seu caminho natural para a morte sem aumentar-lhe a vida de forma artificial, ou seja, apenas o acompanhamento para que a morte seja menos sofrível possível e de forma natural. É um termo utilizado pelos médicos para definir a morte natural, sem interferência da ciência permitindo ao paciente uma morte digna.
Referências:
http://revistabioetica.cfm.org.br/index.php/revista_bioetica/article/viewArticle/564
http://brasilescola.uol.com.br/sociologia/ortotanasia.htm