A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
R-031-03-R-Antropologia-e-o-homem

Pré-visualização | Página 1 de 1

ANTROPOLOGIA 
E CULTURA
 AULA 3
O Homem e a 
antropologia.
Abertura 
Olá!
Etimologicamente, o termo antropologia deriva das palavras gregas anthropos (ser humano) 
e logos (ciência, estudo, conhecimento) e significa o estudo do ser humano. O objetivo 
da Antropologia é buscar um entendimento amplo, comparativo e crítico dos seres humanos, 
seus conhecimentos e formas de ser.
A antropologia abrange o estudo do ser humano como ser cultural, fazedor de cultura. 
Investiga as culturas humanas no tempo e no espaço, suas origens e desenvolvimento, suas 
semelhanças e diferenças. Tem seu foco de interesse voltado para o conhecimento do 
comportamento cultural humano, adquirido por aprendizado social. 
A partir da compreensão da variedade de procedimentos culturais dentro dos contextos em 
que são produzidos, a antropologia, como o estudo das culturas, contribui para erradicar 
preconceitos derivados do etnocentrismo, fomentar o relativismo cultural e o respeito à 
diversidade.
Vamos entender o papel do homem enquanto objeto de estudo da Antropologia.
Bons Estudos!
Referencial Teórico 
No campo do Direito, a reflexão antropológica tem merecido cada vez mais atenção. No entanto, 
durante muito tempo a chamada Antropologia em geral e a Jurídica em particular não 
mereceram o devido tratamento por parte dos juristas. Dessa forma, esta reflexão não foi 
incorporada ao Direito de forma substantiva. A ideia de evolução está, ainda, presente no ensino 
e na reflexão jurídicos. Com ela, incorpora-se o etnocentrismo e a hierarquização das culturas 
proposta pela teoria evolucionista no século XIX. E, mais recentemente, leva o Direito a ter 
dificuldades em lidar com a diversidade cultural existente num país como o Brasil.
No capítulo a seguir, intitulado, O homem enquanto objeto de estudo da Antropologia, da obra 
"Fundamentos da Sociologia e da Antropologia", você estudará o conceito de Antropologia como 
ciência que estuda o homem e suas manifestações, incluindo seus ramos ou áreas de pesquisa. 
Irá conhecer, também, a relação entre Antropologia e Direito e todos os ramos da Antropologia.
Ao final desta unidade, você será capaz de:
• Definir antropologia
• Descrever os diferentes ramos da antropologia
• Identificar como a Antropologia e o Direito se relacionam.
Portfólio 
O antropólogo Bronislaw Malinowski conviveu em aldeias com povos nativos e registrou seus 
estudos etnográficos no livro "Os argonautas do Pacífico Ocidental". Na introdução da obra, 
quando o autor aborda questões metodológicas da pesquisa, ele descreve o método etnográfico 
e de observação participante, que consiste basicamente em vivenciar experiências e práticas de 
outras culturas para entendê-las como manifestação humana. 
Como exercício, reflita sobre o cenário brasileiro e a existência de indígenas aldeados (que 
vivem em aldeias) e não aldeados (que vivem, geralmente, em territórios urbanos), bem como 
sobre as ações em torno da identidade indígena a partir da visão de sujeitos de direito instituída 
pela Constituição Federal de 1988. 
Nesse sentido, pensando nas diferentes culturas e na relação entre a Antropologia e o 
Direito, responda: 
A identidade étnica do indígena, no Brasil, vem sendo perdida com o passar do tempo na 
sociedade moderna? 
Para defender seu ponto de vista, apresente argumentos com base nos estudos antropológicos 
e na relação destes com o Direito.
Bom trabalho!
Pesquisa 
O conhecimento antropológico é de suma importância na compreensão das diferenças 
culturais e nos estudos empíricos, incluindo o campo do Direito. 
No vídeo a seguir, você encontrará aspectos relevantes da relação entre Antropologia 
e Direito, que tem como ponto comum análises críticas e interdisciplinares.
Acesse:
https://www.youtube.com/watch?v=o9XrjqoVdRU
Após o vídeo faça uma crítica sobre o conteúdo desse vídeo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.