A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Ensaio de Fluência

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aluna: Joyce Ingrid Venceslau de Souto 
Exercício
1) Um ensaio de fluência realizado a uma temperatura de 480°C de um aço ao carbono de baixo carbono, apresentou uma deformação de 0,0023% após 72 dias. Você como engenheiro e com os conhecimentos de fluência acataria este resultado de deformação? Explique sua resposta.
Não aceitaria o resultado do ensaio de fluência. Apesar da deformação e do tempo de ensaio estarem conformes com a literatura, sabe-se que, para um material ser ensaiado em fluência, o mesmo precisa ser submetido a uma temperatura de, no mínimo, , sendo a temperatura de fusão do material. No caso do aço baixo carbono, é cerca de 1410 ºC, logo a temperatura de ensaio teria que assumir valores maiores que 564 ºC. Assim, pela temperatura de ensaio ser inferior à calculada, os resultados do ensaio são inaceitáveis.
2) Foi solicita a você, a análise de um projeto de turbina de uma termelétrica que funcionará a uma temperatura de 900°C. Para as palhetas do rotor será utilizada uma liga especifica Cr-Ni que a esta temperatura apresenta modulo de elasticidade 220GPa. Em atuação a força centrifuga gera nas palhetas uma tensão normal de 500MPa. Lhe foi a presentado os dados para o segundo estágio de fluência. 
 
	
	% Deformação em fluência 
	
	Temperatura (°C)
	Tempo (h)
	850
	900
	1050
	1.000
	0,010
	0,25
	0,50
	100.000
	0,015
	0,40
	20,10
		A partir dos dados apresentados responda:
a) Qual a deformação elástica instantânea que apresentam palhetas quando da entrada em serviço.
A deformação elástica instantânea na entrada de serviço obedece à lei de Hooke, logo temos que:
b) Qual a velocidade de fluência (deformação em fluência) para as temperaturas apresentadas e tire suas conclusões comparando as deformações para cada condução. 
 Sabendo que a velocidade de fluência é numericamente igual a taxa temporal de deformação (), ou seja, a inclinação da reta do gráfico ‘Deformação em fluência (%) x Tempo (h)’, pode-se calcular a velocidade de fluência, para cada valor de temperatura, do seguinte modo:
Ter conhecimento do significado da velocidade de deformação em fluência e sua importância é de primordial importância a nível de projeto e manutenção, já que algumas aplicações, como a exemplificada pelo enunciado, demandam boa resistência a fluência do material e isso é refletido pela velocidade de deformação, isto é, quanto menor a velocidade de deformação, maior será a resistência a fluência da peça. Então, analisando as velocidades calculadas, consegue-se justificar a escolha da temperatura de trabalho da peça como sendo a de 900 °C posto que, nessa temperatura, o material apresenta a menor taxa de fluência.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.