A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
C2 - CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO

Pré-visualização | Página 1 de 3

CUIDADOS II 					
01/12/2020 - Aula manhã: Profª Graziele
CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO PRÉ E PÓS OPERATÓRIO
ENFERMAGEM PERIOPERATÓRIA
· Presente no pré-operatório com orientações ao paciente; atua no intra-operatório fazendo monitoramento do paciente e funções gerenciais; e pós-operatório (atenção às complicações pós operatórias);
· Perioperatorio: inicia quando o paciente sabe que passará pelo procedimento (decisão cirúrgica) e termina com a alta cirúrgica (paciente liberado de todos os cuidados pós-operatório)
· Alta hospitalar é diferente de alta cirúrgica! Após alta do hospital o paciente ainda pode precisar de cuidados
· Pré-operatório: inicia na decisão da cirurgia e termina na transferência para a mesa de cirurgia. Dividida em P.O mediato e imediato.
· Mediato: da decisão até 24h antecedem a cirurgia
· Imediato: 24h que antecedem a cirurgia
· Trans/Intraoperatório: inicia na transferência à mesa de cirurgia e termina na unidade de recuperação pós-anestésica (RPA).
· Pós-operatório: inicia na transferência da RPA e termina na alta cirúrgica. Alguns pacientes de cirurgias arriscadas podem do centro cirúrgico ir direto para o CTI (sem passar pelo RPA)
· Imediato: primeiras 24h
· Mediato: inicia após 24h e segue até 7 dias após a cirurgia
· Tardio: 7 dias até a alta cirúrgica (totalmente liberado dos cuidados)
· Cirurgia: todo e qualquer procedimento que conta com um profissional cirurgião
NOMENCLATURA DE PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS 
· RAIZ: estrutura corpórea por onde passará o procedimento
· SUFIXO: intervenção cirúrgica a ser realizada
EXEMPLOS:
LAPAROTOMIA 
laparo:cavidade abdominal / tomia: incisão, corte, abertura de parede ou órgão. 
COLOSTOMIA
colo: intestino grosso / stomia: fazer uma nova boca ou comunicar com o exterior
GASTRECTOMIA
gastro: estômago / Ectomia: retirada parcial ou totalmente um órgão
HERNIORRAFIA
Hérnia: parte do intestino / Rafia: sutura
PLASTIA: reparação plástica
PEXIA: fixação de uma estrutura 
SCOPIA: visualizar o interior de um órgão cavitário ou cavidade com auxílio de aparelho
CLASSIFICAÇÃO DE PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS 
· POR GRAVIDADE:
· Maior: reconstrução extensa ou alteração de parte do corpo que representa grandes riscos pro bem estar do paciente. Ex: órgãos vitais (cirurgia cardíaca)
· Menor: envolve alteração mínima das partes do corpo projetada para corrigir deformidades e envolve riscos mínimos em comparação a procedimentos maiores. Ex: retirada verruga, cirurgia catarata, remoção de pinta.
· URGÊNCIA:
· Eletivo: realizado com base na escolha do paciente (cirurgia plástica)
· Urgente: necessário para a vida do paciente (biópsia, retirada de cálculo)
· Emergência: deve ser feito imediatamente para salvar vida ou preservar função (obstrução intestinal, hemorragia)
Essas definições são da Potter.
· A Brunner diz que o eletivo é aquele que pode ser agendado (sem prazo específico). Urgente é aquele que pode demorar até no máximo 24-30h; Emergência menos de 24h.
· PROPÓSITO:
· Diagnóstico: procedimento fará confirmação diagnóstica (biópsia, endoscopia);
· Ablativo: excisão ou remoção da parte do corpo doente (remoção da vesícula);
· Paliativo: alivia ou reduz a intensidade dos sintomas. Não cura!
· Reconstrutivo/restaurador: restaura a função ou aparência dos tecidos traumatizados ou com mau funcionamento (aneurisma);
· Aquisições para transplante: remoção de órgãos ou tecidos de uma pessoa com morte encefálica declarada;
· Construtivo: restaura função perdida ou reduzida em decorrência de anomalias congênitas (bebês que nascem com a comunicação atrial. Precisa fechar);
· Estético: melhorar a aparência pessoal (silicone)
· POTENCIAL DE CONTAMINAÇÃO (PROVA!!!!!!!!!!!!!!!) 
Saber qual a chance que esse procedimento pode evoluir para infecção no sítio cirúrgico
· Cirurgias limpas: procedimento realizado em tecidos estéreis (sem drenagem!) ou de fácil descontaminação, na ausência de processo infeccioso e inflamatório local ou falhas técnicas grosseiras, cirurgias eletivas atraumáticas com cicatrização de primeira intenção e SEM DRENAGEM. Cirurgias em que não ocorre penetração nos tratos digestivo, respiratório ou urinário. Acontecem em sistema nervoso, cirurgias vasculares e ortopédicas. Se houver dreno, não é mais limpa, é potencialmente contaminada! É SECA O TEMPO INTEIRO NO CURATIVO! EX: BIÓPSIA DE MAMA
· Cirurgia potencialmente contaminada: são aquelas realizadas em tecidos colonizados por flora microbiana pouco numerosa ou em tecido de difícil descontaminação, na ausência do processo infeccioso e inflamatório e com falhas técnicas discretas no transoperatório. Cirurgias limpas (neuro, vascular ou ortopédica) com drenagem se enquadram nessa categoria. Ocorre penetração nos tratos digestivo, respiratório ou urinário sem contaminação significativa. Boa parte das cirurgias que acontecem no trato digestivo são potencialmente contaminadas, exceto cirurgias do intestino (pois já tem uma flora bacteriana mais numerosa, então deixa de ser potencialmente contaminada). Curativo pode sair secreção! EX: NEFRECTOMIA
· Cirurgias contaminadas: realizadas em tecidos traumatizados recentemente e abertos (acidente moto, perfuração de bala), colonizados por flora bacteriana abundante cuja descontaminação seja difícil ou impossível, bem como todas aquelas em que tenham ocorrido falhas técnicas grosseiras, na ausência de supuração local. Presença de inflamação aguda na incisão e cicatrização de segunda intenção, grande contaminação a partir do tubo digestivo, obstrução biliar ou urinária. 
· Cirurgia infectada: são aquelas intervenções cirúrgicas realizadas em qualquer tecido ou órgão, em presença de processo infeccioso (supuração local), tecido necrótico, corpos estranhos e ferida de origem suja. SUPURAÇÃO SÓ OCORRE EM CIRURGIA INFECTADA! EX: DRENAGEM DE ABSCESSO
· CLASSIFICAÇÃO DO ESTADO FÍSICO (EF) DA ASA (associa o risco anestésico do paciente)
	ESTADO
	DEFINIÇÃO
	ASA1
	Paciente saudável (só tem a patologia cirúirgica)
	ASA2
	Apenas doença sistêmica leve (diabete, hipertensão, obeso e idoso)
	ASA3
	Paciente com doença sistêmica grave (Insuf. Card., mesmo controlada)
	ASA4
	Paciente com doença sistêmica grave e ameaça constante à vida (diabete descompensado)
	ASA5
	Paciente terminal, sobrevida esperada de 24h com ou sem operação (geralmente paciente de trauma)
	ASA6
	Paciente com morte cerebral declarada e é doador de órgão potencial (vai pra mesa pra retirada dos órgãos)
*Paciente pra ser doador precisa ser no máximo ASA2
AVALIAÇÃO PRÉ-OPERATÓRIA
COLETA DE DADOS – HISTÓRIA DE SAÚDE (ANAMNESE)
· Distúrbios hemorrágicos: podem sangrar na mesa de cirurgia;
· Diabetes Melito: boa parte das medicações hipoglicemiantes orais que o paciente toma deve ser pausada no mínimo 24h antes e passar pra insulina, pois esses medicamentos podem potencializar o efeito da anestesia ou modificar a glicose durante a cirurgia;
· Doença cardíaca: alguns anestésicos diminuem frequência cardíaca;
· Infecção do trato respiratório superior (a entubação junto com a anestesia diminui a F.R. alta produção de secreção respiratória e a anestesia tende a aumentar). Cliente precisa melhorar a infecção;
· Doença hepática: boa parte dos anestésicos é metabolizada pelo fígado e se houver doença hepática o anestésico fica mais tempo no organismo; demoram mais a coagular e por isso podem sangrar na mesa de cirurgia;
· Febre: sinal de infecção: precisa tratar essa infecção e depois fazer o procedimento;
· Doença respiratória crônica: alta produção de secreção respiratória e a anestesia tende a aumentar
· Distúrbios imunológicos: tendência a fazer infecção
· Uso abusivo de drogas: difícil de sedar, alta dose de anestésico, difícil controlar com analgésico no pós-operatório, pois tem o mesmo receptor que a cocaína e demanda uma dose maior de analgésico.
 FATORES DE RISCO
· Nutrição: ↓ proteína = tempo de cicatrização maior + medicações livres no organismo levando à toxicidade (a medicação precisa se ligar à proteína)
· Obesidade: cicatrização difícil + parte vascular e respiratória ruim resultando

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.