Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
RESUMO: O projeto neoliberal para a sociedade brasileira: sua dinâmica e seus impasses Leda Maria Paulani

Pré-visualização|Página 1 de 1

RESUMO:  O projeto neoliberal para a sociedade brasileira: sua dinâmica e seus impasses – Leda Maria Paulani

O texto de Leda Maria Paulani, escrito em 2006 e intitulado de O projeto neoliberal para a sociedade brasileira: sua dinâmica e seus impasses traz um debate acerca do neoliberalismo no Brasil. O texto se divide em quatro partes. A primeira parte fala sobre a história da teoria neoclássica que está ligada a história do economista e pensador Friedrich Hayek.

Essa teoria consiste em uma ideia de mundo onde não haveria excesso de demanda, todos os planos de venda seriam um sucesso, e no conceito do homem econômico racional. Após parte significante de sua vida, Hayek deixa de apoiar essa teoria escrevendo então uma crítica e sendo contrário a Oskar Lange, que afirmava ser possível o mercado produzir um situação de ótimo social. Nessa sequência de acontecimentos, Hayek então passa a lecionar na Escola de Economia de Londres e confronta mais uma vez, agora a teoria de John Maynard Keynes, que apontava que o mercado levaria ao péssimo social. Observando que o capitalismo caminhava para uma era de intervenção estatal, Hayek convoca pensadores conservadores para então elaborarem um de enfrentamento ao intervencionismo.

A segunda parte do texto discorre acerca das fases do capitalismo. Após o fim da Segunda Guerra Mundial foi iniciado um período de cerca de 30 anos em que a economia não parou de crescer e ficou conhecido como “os anos de ouro do capitalismo” mas terminou por volta do meado dos anos 70 com as crises do petróleo, as crises fiscais e o aumento da inflação. A solução encontrada diante desses acontecimentos foi a privatização de empresas estatais como forma de reduzir as despesas públicas e recuperar os lucros, sendo o neoliberalismo considerado o único remédio e o Estado passando a ser administrado ‘como se fosse um negócio.’ (PAULANI, 2006, p. 78)

Chegando na terceira parte, o tema discutido é a divisão internacional do trabalho. Como apontado pela autora, a sensação de viver em um “permanente estado de crise” foi uma grande motivação para a externalização da produção. Essa visão do mundo todo como espaço para produção e investimento é um outro ponto importante na história capitalista mas a intensificação da extração de mais valor por meio da criação de mais-valia é um dos piores resultados dessa divisão de trabalho e que coloca o Brasil como um chão de fábrica, com precárias condições de trabalho, jornadas sem fim e a população como massa desqualificada.

 No último ponto do texto, o debate é acerca da chegada do discurso neoliberal no Brasil que se iniciou junto das eleições presidenciais de 1989. Alguns anos depois, sob o mandato de Fernando Henrique Cardoso, toma lugar o plano de privatizações e abertura da economia. Para que o Brasil fosse transformado em um país economicamente emergente diversos obstáculos foram enfrentados, como exemplo as altas taxas de inflação, valorização financeira sem liberdade, dificuldade no controle de gastos do Estado que intervia demais na economia e adicionava a lista mais um problema, e foi o discurso neoliberal que ajudou a promover as mudanças necessárias no país. 

Referências

PAULANI, L.M. O projeto neoliberal para a sociedade brasileira: sua dinâmica e seus impasses. 

Quer ver o material completo? Crie agora seu perfil grátis e acesse sem restrições!