A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Avaliação 01084_70 - EAD

Pré-visualização | Página 4 de 5

a pagar salários e contar o tempo de serviço.
2. Existem dois tipos de empregados que recebem comissão: comissionista puro (recebe toda sua remuneração de forma variável) e comissionista misto (além da comissão, também recebe um valor fixo). Apesar das diferenças, qual a menor remuneração que ambos podem receber?
· Um salário-mínimo.
3. O vale-transporte constitui benefício que o empregador antecipará ao trabalhador para utilização efetiva em despesas de deslocamento residência-trabalho e vice-versa.
Entende-se como deslocamento a soma dos segmentos componentes da viagem do beneficiário, por um ou mais meios de transporte, entre sua residência e o local de trabalho.
Não existe determinação legal de distância mínima para que seja obrigatório o fornecimento do vale-transporte; então, se o empregado utiliza transporte coletivo por mínima que seja a distância, o empregador é obrigado a fornecê-lo.
O empregador que proporcionar, por meios próprios ou contratados, em veículos adequados ao transporte coletivo, o deslocamento residência-trabalho, e vice-versa, de seus trabalhadores está desobrigado de fornecer vale-transporte.
O empregado, para passar a receber o vale-transporte, deverá informar ao empregador, por escrito:
_ seu endereço residencial;
_ os serviços e meios de transporte mais adequados ao seu deslocamento residência-trabalho e vice-versa;
_ número de vezes por dia que utiliza o deslocamento residência/ trabalho/residência.
Qual é a parcela que a empresa está autorizada a descontar mensalmente do salário-base do empregado?
· A empresa está autorizada a descontar uma parcela equivalente a até 6% (seis por cento).
4. Conforme apresentado em "Fique Atento", do livro-texto, o artigo 393 da CLT, referente ao afastamento maternidade, é claro em relação ao cálculo que deve ser feito nos casos em que ocorre afastamento por licença-maternidade. Assim, durante o período de licença, a profissional tem direito ao recebimento do salário integral, acrescido dos direitos e das vantagens adquiridos no exercício de suas funções.  A média da remuneração variável será calculada considerando-se quantos meses?
· Os últimos 6 meses anteriores ao afastamento.
5. A participação nos lucros ou resultados (PLR) é uma forma de recompensa que pode ser oferecida pela empresa buscando-se a retenção dos funcionários e sua motivação. Esse benefício foi regulamentado em 2001, com a edição da Lei n.º 10.101/2000 (BRASIL, 2000).
Segundo Nogueira e Beck, a PLR de uma empresa é um tipo de recompensa ou uma bonificação oferecida ao trabalhador, não sendo mais uma das obrigações que a empresa é obrigada a cumprir. No entanto, se esse benefício estiver presente em um acordo coletivo ou convenção coletiva de trabalho, passa a existir a obrigatoriedade de implantação desse programa.
Com relação à forma como é caracterizado o pagamento da PLR, e sobre sua incidência de impostos, pode-se afirmar que:
· o pagamento não é caracterizado como salário; é uma bonificação, e não há incidência de impostos ou outros encargos.
1. Departamento de Recursos Humanos trabalha com rotinas que decorrem da própria rotina trabalhista e com aquelas relacionadas com a questão do envio de prestação de informações para o governo. Das afirmativas a seguir, qual trata apenas de obrigações anuais do setor de administração de pessoal de uma empresa?​​​​​​​
· Envio de DIRF e envio de RAIS.
2. O artigo 3.º da Instrução Normativa RFB n.º 1.215, de 15 de dezembro de 2011, prevê que “o Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda retido na Fonte deverá ser fornecido até o último dia útil do mês de fevereiro do ano subsequente ao dos rendimentos ou por ocasião da rescisão do contrato de trabalho, se esta ocorrer antes da referida data”.  
Em relação ao Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda retido na Fonte, avalie as alternativas a seguir:
I - A fonte pagadora que deixar de fornecer aos beneficiários, dentro do prazo fixado em lei, ou fornecer com inexatidão o Comprovante de Rendimento ficará sujeita ao pagamento de multa no valor de R$ 41,43 (quarenta e um reais e quarenta e três centavos) por documento.
II - À fonte pagadora que prestar informação falsa sobre rendimentos pagos, deduções ou Imposto sobre a Renda retido na Fonte será aplicada multa de 300% (trezentos por cento) sobre o valor que for indevidamente utilizável.
III - Somente a pessoa física que houver pagado a pessoa física rendimentos com retenção do Imposto sobre a Renda na Fonte durante o ano-calendário, ainda que em um único mês, fornecer-lhe-á o Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda retido na Fonte.
Identifique a alternativa correta:
· Somente I e II estão corretas.
3. A Declaração do Imposto de Renda retido na Fonte (DIRF) tem obrigatoriedade de entrega por todas as pessoas físicas ou jurídicas conforme previsões legais e critérios de obrigatoriedade. Sua base é relativa ao ano anterior, e ela geralmente é entregue no último dia útil do mês de fevereiro do ano corrente. Qual item está corretamente associado a informações constantes na DIRF?​​​​​​​
· Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País, inclusive as isentas e não tributáveis nas condições em que a legislação especifica prevê.
4. Os profissionais que trabalham na administração de pessoal devem estar constantemente atentos à rotina de elaboração e envio de informações sobre os funcionários da empresa, já que, em caso de envio equivocado ou não envio, a empresa poderá ter problemas ou pagar multas. Uma das mais importantes obrigações está relacionada com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). O art. 3.º da Portaria n.º 688, de 24 de abril de 2009, prevê: “O empregador que omitir informações ou prestar declaração falsa ou inexata ficará sujeito à multa prevista no art. 25 da Lei n.º 7.998, de 1990, a ser cobrada em valores monetários a partir de _______________, acrescidos de ______________ por empregado omitido ou declarado falsa ou inexatamente”. Pode-se preencher as lacunas, respectivamente, com:
· R$ 425,64 e R$ 26,60.
A legislação prevê que, se o empregador enviar informações que não guardem veracidade ou deixar de informar algum funcionário na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), deve pagar multa no valor de R$ 425,64, acrescido de R$ 26,60 por informação inverídica ou funcionário omitido. 
5. A gestão governamental do setor do trabalho conta com o importante instrumento de coleta de dados denominado Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Instituída pelo Decreto n.º 76.900, de 23/12/75, a RAIS faz o empregador encaminhar informações referentes aos seus funcionários. Em relação à RAIS, avalie as informações:
I - O suprimento às necessidades de controle da atividade trabalhista no País.
II – Prover de dados para a elaboração de estatísticas do trabalho.
III - A disponibilização de informações do mercado de trabalho às entidades governamentais.
IV - O suprimento às necessidades de repasse dos registros do FGTS aos órgãos governamentais.
V - O suprimento ao mercado de estudos técnicos mercadológicos de natureza estatística e atuarial e de identificação do empregador com direito ao abono salarial PIS/PASEP.
Indique a alternativa correta:
· Somente I, II e III estão corretas.
1. Anualmente, todo empregado tem direito ao gozo de período de férias sem prejuízo à remuneração. Além disso, é facultado a ele converter parte do seu período de férias em abono pecuniário. Portanto, é correto afirmar que:
· Ao funcionário é permitido “vender” 1/3 de suas férias, a título de abono pecuniário.
2. Em relação ao cálculo de férias, é INCORRETO fazer a seguinte afirmação:
· Há incidência de INSS sobre proventos de férias, respeitando regime de caixa.
3. Luciane foi contratada em julho por uma grande empresa que atua na indústria automobilística. Para sua surpresa, em novembro do mesmo ano, recebeu comunicado sobre aderência de sua empresa em um processo de férias coletivas de 10 dias, acordado com sindicato local. Em dezembro, então, ela sairia de férias, mesmo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.