A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Relatório de Cinesiologia do Punho

Pré-visualização | Página 1 de 2

Relatório de Cinesiologia
Discentes: Andreo Gabriel e Rogério Fagundes
Cinesiologia do Punho
A articulação do punho é, talvez, a articulação mais complexa do corpo
humano. Ela possibilita o controle e a estabilidade necessária para manter a mão
em uma posição funcional. A articulação do punho é constituída por duas
articulações: a articulação radiocarpal e a articulação mediocarpal. A articulação
radiocarpal é constituída pela extremidade distal do rádio e o disco articular
(ulnocarpal), e pela fileira proximal dos ossos do carpo. Na fileira proximal, temos de
lateral para medial os ossos escafóide, semilunar e piramidal. Por haver um disco
articular entre a ulna e a fileira proximal dos ossos carpais, a ulna não é considerada
parte dessa articulação. O osso pisiforme, localizado na fileira proximal dos ossos
carpais, não se articula com o disco articular porque se situa anteriormente ao osso
piramidal. Portanto, também não é considerado parte dessa articulação. A
articulação radiocarpal é do tipo sinovial, elipsóidea biaxial, possibilitando os
movimentos de flexão e extensão, além de abdução e adução da mão. A
combinação desses quatro movimentos é denominada circundução, não havendo
rotação na articulação radiocarpal. A articulação mediocarpal está localizado entre
as duas fileiras de ossos carpais, a fileira distal é composta de lateral para medial,
pelos ossos trapézio, trapezóide , capitato e hamato, enquanto as articulações
intercarpais estão localizadas entre os ossos carpais em cada fileira
individualmente. O formato dessas articulações é irregular, sendo sinovial, planas e
não axiais, com movimentos de deslizamento que, em conjunto, contribuem para o
movimento do punho.
Figura 1: Articulações do punho esquerdo (vista anterior).
Movimentos da articulação
A união da face articular inferior do rádio, do disco articular da cabeça da ulna
e das faces articulares dos ossos da fileira proximal do carpo formam uma elipse e,
considerando os componentes dessa articulação, é classificada como sinovial
elipsóide. As articulações elipsóides geralmente se movimentam em dois eixos
promovendo flexão/extensão e abdução/adução. Porém, ao somarmos os
movimentos de deslizamento das demais articulações intercarpais, a articulação
radiocárpica é capaz de produzir o movimento de circundução, entretanto, nesse
tipo de circundução não se realiza movimentos de rotação.
Na articulação do punho o movimento de abdução pode ser denominado como
desvio radial e adução de desvio ulnar, devido a relação desses movimentos da
mão em direção aos ossos citados.
-
Figura 2 A. Movimentos e posições do punho no plano sagital. B. Movimentos do punho no plano frontal.
Ossos
Como dito anteriormente, os ossos carpais estão organizados em duas
fileiras com quatro ossos em cada. Na fileira proximal, os ossos são escafoide,
semilunar, piramidal e pisiforme. Na fileira distal, no sentido lateral para medial, são
trapézio, trapezóide, capitato e hamato. São ossos curtos dispostos em arco, de
concavidade anterior (palmar) e convexidade posterior. Esse arco contribui muito
para a capacidade de posição do polegar.
Figura 3: Ossos da região carpal da mão (vista anterior, mão esquerda).
Ligamentos
Na articulação radiocarpal do punho existem quatro ligamentos que
proporcionam sustentação ao mesmo. Além disso, há numerosos ligamentos
menores que reforçam as articulações intercarpais. O ligamento colateral radial
do carpo fixa-se no processo estilóide do rádio e nos ossos escafóide e trapézio. O
ligamento colateral ulnar do carpo fixa-se no processo estilóide da ulna e nos
ossos pisiforme e piramidal. Ambos ligamentos proporcionam um suporte lateral e
medial à articulação radiocarpal.
O ligamento radiocarpal palmar é um ligamento resistente e espesso, que
se torna tenso na extensão, limitando assim a extensão do punho. É uma faixa larga
que se estende da superfície anterior da extremidade distal do rádio e da ulna até a
superfície anterior dos ossos carpais da fileira proximal, além do capitato na fileira
distal. Esse ligamento é muito importante para a função do punho quando
comparado ao seu correspondente, o ligamento radiocarpal dorsal, porque a maioria
das atividades da mão ocorre em extensão e não em flexão. Devido a isso o
ligamento radiocarpal palmar é mais propenso a sofrer estiramento ou entorse.
Figura 4: Ligamento radiocarpal palmar (mão esquerda).
O ligamento radiocarpal dorsal se estende da superfície posterior da
extremidade distal do rádio até a superfície posterior do escafóide, semilunar e
piramidal. Este ligamento se torna tenso a flexão, limitando assim o grau de flexão
da mão. Como as forças determinantes de flexão excessiva não são tão intensas
quanto as determinantes de extensão excessiva, esse ligamento não é tão forte
quanto o ligamento radiocarpal palmar.
Figura 5: Ligamento radiocarpal dorsal (mão esquerda)
A aponeurose palmar é relativamente espessa e triangular, localizando-se
superficialmente na palma da mão. Ela recobre os tendões dos músculos
extrínsecos e oferece certa proteção às estruturas da palma da mão, por isso, serve
para inserção distal do músculo palmar longo que se funde a ela, assim como o
retináculo dos músculos flexores.
Figura 6: Aponeurose palmar (vista anterior).
Músculos do Punho
A articulação do punho e da mão possuem numerosos músculos que se
originam nos epicôndilos medial e lateral do úmero. Esses acidentes anatômicos
são pequenos e não tem área superficial suficiente para acomodar todas as
inserções musculares. Esse desafio é atendido por um tendão único que origina-se
de cada um desses acidentes anatômicos e se divide em múltiplos ventres
musculares diferentes, cada ventre é identificado como um músculo separado.
O tendão flexor comum é um tendão único que se origina no epicôndilo
medial do úmero, dando origem a muitos músculos que são agonistas primários
para a flexão no punho ou na mão. Ou seja, Mm. pronador redondo, flexor radial do
carpo, palmar longo, flexor superficial dos dedos e flexor ulnar do carpo. Da mesma
forma, o tendão extensor comum se origina no epicôndilo lateral do úmero, esse
tendão único dá origem aos músculos agonistas primários nos movimentos de
extensão do punho e dos dedos das mãos. Ou seja, os Mm. extensor radial longo
do carpo e extensor radial curto do carpo, extensor ulnar do carpo, extensor dos
dedos e extensor do dedo mínimo. Existe uma exceção do M. extensor radial longo
do carpo, devido ele possuir origem logo acima do côndilo lateral, na crista
supracondilar lateral.
Os músculos do punho possuem linhas de tração verticais, portanto, as
ações musculares são determinadas pelas superfícies articulares cruzadas por
esses músculos. Qualquer músculo que cruza o lado anterior do punho aproxima as
superfícies anteriores do antebraço e da mão, criando flexão do punho. Já os
músculos que cruzam o lado posterior do punho criam extensão do punho ao
aproximar as faces posteriores da mão e do antebraço. Temos também os músculos
que cruzam e se inserem na face medial ou na face lateral, no qual são
responsáveis por criar o desvio ulnar ou desvio radial, respectivamente. Embora
esses músculos tenham suas ações primárias no punho, pode-se dizer que alguns
músculos, por terem sua origem nos epicôndilos e sua linha de tração, tenham
funções de assessoria na articulação do cotovelo.
O músculo flexor ulnar do carpo é um músculo superficial
que segue ligeiramente anterior, ao longo da margem ulnar do
antebraço, é o mais medial dos três músculos superficiais que
flexionam o punho e encontra-se em posição medial ao palmar longo.
O seu local de origem é o epicôndilo medial do úmero (tendão flexor
comum) e sua inserção é na base do quinto osso metacarpal e no
osso pisiforme. É um agonista primário na flexão e na adução da mão
(desvio ulnar), tendo uma leve participação na flexão de cotovelo.
Esses movimentos são utilizados para martelar, executar um forehand
no tênis e realizar um arremesso acima da cabeça com a margem
medial da mão em direção ao

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.