A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Semiologia Respiratória

Pré-visualização | Página 2 de 2

mais ou menos rude e o som 
expiratório é um pouco mais forte e 
mais prolongado. A respiração 
brônquica corresponde ao som 
traqueal audível na zona de projeção 
de brônquios de maior calibre, sendo 
que o som se diferencia do traqueal 
apenas por ter um componente 
expiratório menos intenso. 
o Murmúrio vesicular: São ruídos 
ouvidos na maior parte do tórax e são 
produzidos pela turbulência do ar 
circulante ao chocar-se contra as 
saliências das bifurcações brônquicas. 
O componente inspiratório é mais 
intenso, mais duradouro e mais alto 
em relação ao componente 
expiratório. Pode estar aumentado 
quando o paciente respira 
amplamente e com boca aberta, após 
esforço, em crianças e em pessoas 
emagrecidas. Pode estar diminuído em 
pneumotórax, hidrotórax ou 
espessamento pleural. 
Principais achados em síndromes respiratórias 
Asma 
É uma inflamação crônica, caracterizada por hiper-
reatividade das vias aéreas inferiores, com limitação 
do fluxo respiratório. 
 Inspeção: Dispneia, utilização de músculos 
acessórios, tiragem 
 Palpação: Frêmito toracovocal normal ou 
diminuído 
 Percussão: Normal ou hipersonoridade 
 Ausculta: Diminuição do murmúrio vesicular 
com expiração prolongada, sibilos em ambos 
os campos pulmonares. 
Síndrome de consolidação pulmonar 
Suas principais causas são pneumonias, infarto 
pulmonar e tuberculose. 
 Inspeção: Expansibilidade diminuída 
 Palpação: Frêmito toracovocal aumentado 
 Percussão: Submacicez ou macicez 
 Ausculta: Respiração brônquica substituindo o 
murmúrio vesicular, broncofonia ou egofonia 
Atelectasia 
É o desaparecimento do ar dos alvéolos sem que o 
espaço alveolar seja ocupado por células ou exsudato. 
Suas principais causas são neoplasias e corpos 
estranhos. 
Mariana Freitas – 3º semestre 
Habilidades Médicas 
 
 
5 
 Inspeção: Retração do hemitórax e tiragem 
 Palpação: Expansibilidade diminuída e frêmito 
toracovocal diminuído ou abolido 
 Percussão: Macicez ou submacicez 
 Ausculta: Respiração broncovesicular e 
ressonância diminuída 
Enfisema pulmonar 
Ocorre modificações estruturais nas paredes 
alveolares que limitam o fluxo aéreo nos alvéolos. 
 Inspeção: Expansibilidade diminuída e tórax em 
túnel nos casos avançados 
 Palpação: Expansibilidade diminuída, frêmito 
toracovocal diminuído 
 Percussão: Sonoridade pulmonar normal no 
início e hipersonoridade à medida que a 
enfermidade se agrava 
 Ausculta: Murmúrio vesicular diminuído e 
ressonância vocal diminuída 
Pleurite 
É a inflamação dos folhetos pleurais. 
 Inspeção: Expansibilidade diminuída 
 Palpação: Expansibilidade e frêmito 
toracovical diminuídos 
 Percussão: Sonoridade normal ou submacicez 
 Ausculta: Atrito pleural (principal achado 
semiológico) 
Derrame pleural 
Ocorre acúmulo de líquido no espaço pleural 
 Inspeção: Expansibilidade diminuída 
 Palpação: Frêmito toracovocal abolido 
 Percussão: Macicez e ressonância skódica 
acima do derrame 
 Ausculta: Murmúrio vesicular abolido e 
egofonia na parte mais alta do derrame 
Pneumotórax 
Ocorre acúmulo de ar no espaço pleural 
 Inspeção: Normal ou abaulamento dos 
espaços intercostais quando a quantidade de 
ar é grande 
 Palpação: Expansibilidade e frêmito 
toracovocal diminuídos 
 Percussão: Hipersonoridade ou som timpânico 
 Ausculta: Murmúrio vesicular diminuído e 
ressonância vocal diminuída 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Mariana Freitas