A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
at GP

Pré-visualização | Página 1 de 1

N1 PARCIAL Curso: ADMINISTRAÇÃO 6º SEMESTRE
Turno:Noturno
Data:09/04/2021
Componente Curricular: GESTÃO DE PROJETOS | GESTÃO E ANÁLISE 
DE PROJETOS
Prof.: Jefferson Dias Ferreira
Aluno(a): Leonardo da silva Cardoso R.A.:2018031575
Nota da Avaliação: Rubrica do Aluno (a): Rubrica do Professor:
Faculdade – Qual ? ( ) FAMA ( ) UNISUZ ( ) FRP (x) OUTRA
ATIVIDADE AVALIATIVA – N1 – PARCIAL – INDIVIDUAL – 3 PONTOS
Instruções: Leia com atenção o texto a seguir e desenvolva de forma individual o que foi solicitado:
1. Faça uma resenha do texto que tenha no mínimo 1 página (digitada com fonte Arial tamanho 12)
Obs: Acrescente exemplos se julgar necessário
2. Responda as seguintes questões abaixo relacionadas considerando o texto apresentado, o conteúdo 
de aula e os seus conhecimentos sobre o tema:
• Como administrador(a), como você avalia a importância da GESTÃO DE PROJETOS para 
uma organização? Justifique
R: A gestão de projetos é fundamental para reduzir os riscos de fracasso e controlar todas as etapas envolvidas, bem como garantir a qualidade dos resultados. Assim, é possível gerenciar projetos de forma eficiente, ou seja, atingindo os objetivos e otimizando recursos.
• Quais são os principais acertos que uma empresa pode ter com o uso das práticas da GESTÃO DE PROJETOS? Justifique
R:Utilizar os recursos oferecidos pelo patrocinador do projeto corretamente evitando um aumento de gastos como em projetos com a má gestão. O projeto ser bem desenvolvido como esperado na proposta inicial e ser concluído no prazo certo conforme estabelecido.
Do caos à tranquilidade: um case de sucesso de gestão de projetos postado em 10/08/2006 por Euax consultoria, Regina Pérez (PMP)
 O texto abordado refere-se a uma situação vivida na Datasul S.A, maior empresa nacional de desenvolvimento de software. Que claramente evidencia a diferença dos resultados obtidos nas duas fases de um mesmo projeto onde a primeira fase pode ser resumida como um caos: tempo perdido, expectativas não atendidas stress da equipe e dos envolvidos. A segunda, já em fase de implementação sendo entregue conforme o escopo, prazos e custos planejados e com a qualidade esperada pelo cliente. Tendo em vista expectativas dos patrocinadores do projeto tais como :Utilização de um produto padrão, cuja evolução seria garantida pela política de ciclo de vida do produto existente na Datasul. Possibilidade de implementar funcionalidades/melhorias já diagnosticadas pela área usuária. Sistema Parametrizável: Utilização de um sistema parametrizável, que permitiria que novas características do negócio fossem facilmente absorvidas. Evolução do Produto: Evolução tecnológica do produto, visto que o sistema anterior não possuía interface gráfica.
Na fase I, o projeto se encontra em declínio com recursos indisponíveis, horas extras gastas desnecessariamente, escopo inacabado sendo que o projeto estava com quase meio ano de atraso quando foi definido um novo baseline. Contudo para reverter a situação foi necessário, pela importância do novo sistema, produto desse trabalho, reuniões periódicas de acompanhamento passaram a ser feitas com executivos de ambas as empresas. Até mesmo o CEO da Datasul S.A. entendeu que o seu envolvimento era necessário. Muitas horas extras, fins de semana trabalhados, férias canceladas… Não foi um caminho fácil de percorrer. Só foi possível pelo esforço e comprometimento das equipes (de usuários e desenvolvedores). Mas, finalmente, em março de 2004 (exatamente um ano depois), o novo Módulo de Contratos de Vendas entrou em produção. Como parte do encerramento dessa etapa do projeto, duas grandes atividades foram executadas: Levantamento dos Números do Projeto: Com o objetivo de comparar o planejado e o realizado de custo, esforço e prazos. Esses dados confirmaram uma situação de perde-perde muito além do que qualquer expectativa. Lições Aprendidas: Com foco nos itens que contribuíram para as falhas do projeto com o objetivo de promover melhorias nos processos e evitar/prevenir sua reincidência no futuro até porque, a segunda fase do projeto estava por vir. A fase II foi bastante conturbada tendo em vista os problemas iniciais, surgiram muitas adversidades. Analisando projeto fica claro que a má gestão de recursos utilizados em determinado projeto na fase inicial pode afetar drasticamente as demais fases do mesmo, gerando conflitos, desgastes e descontroles. Que podem produzir efeitos colaterais muito graves, principalmente para as pessoas envolvidas. Contudo resolver os problemas da fase I foi o ápice para o aprimoramento e desempenho do projeto, porque com os erros a vista fica mais fácil de lidar com eles e superá-los, como exemplo a gestora do projeto que se encontrou em meio ao caos quando assumiu o projeto e suas responsabilidades. Se mostrou uma excelente gestora de projetos ao dar de cara com problemas e tomar medidas eficientes para resolução dos mesmos dando ao projeto uma tendência de alta para o sucesso.