A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Sistema Respiratório

Pré-visualização | Página 1 de 1

O que é? 
Transporte do ar inalado para os 
alvéolos pulmonares, onde 
ocorrerá a troca gasosa e 
eliminação de resíduos químicos 
oxidativos, decorrente do 
metabolismo celular – hematose 
pulmonar (sangue venoso passa a 
ser sangue arterial, rico em 
oxigênio). 
 Ar 
inspirado 
Ar 
expirado 
O2 20,9% 16% 
CO2 0,03% 4% 
N2 79,4% 80% 
° A irrigação dos pulmões é feita 
por artérias brônquicas. 
 
Componentes condutores de 
ar: 
° Nariz; 
° Cavidade nasal; 
° Faringe (nasofaringe); 
° Laringe; 
° Traqueia; 
° Brônquios; 
° Bronquíolos; 
° Pulmões. 
 
 
 
Componentes de troca gasosa: 
° Bronquíolos respiratórios; 
° Ductos alveolares; 
° Sacos alveolares; 
° Alvéolos pulmonares. 
 
Sentido do ar no aparelho 
respiratório: 
Nariz externo -> cavidade nasal -> 
seios paranasais -> nasofaringe -> 
laringofaringe -> laringe -> 
traqueia -> brônquios -> 
bronquíolos -> ductos alveolares -> 
sacos alveolares -> alvéolos. 
• A faringe faz parte tanto do 
sistema respiratório quanto 
do sistema digestório. 
• Laringe apenas do 
respiratório. 
 
Funções primárias: 
° Respiração; 
° Olfação; 
° Sonorização; 
° Regulação da temperatura 
corpora (não tem glândulas 
sudoríparas por isso ficam 
ofegantes); 
° Excreção de eletrólitos. 
Sistema Respiratório 
Vias 
aéreas 
superio
res 
Vias 
aéreas 
inferior
es 
Nariz: 
° Limite dorsal – ossos nasais. 
° Limite lateral – ossos maxilares. 
° Limite ventral – processos 
palatinos dos ossos incisivos e 
maxilar e osso palatino. 
A pele modificada do ápice é 
denominada: 
° Plano nasolabial – bovinos. 
° Plano nasal – carneiro, peq. 
Ruminantes. 
° Plano rostral – suínos. 
Características: 
° Epiderme espessa (todas as 
camadas) é muito queratinizada; 
° Pele glabra ou com poucos pelos 
táteis; 
° Hipoderme rica em glândulas, 
superfície úmida. 
 
Nariz do cavalo é diferente é uma 
“pele”. 
Nariz externo: 
1. Narina: aberturas por onde o ar 
entra e sai, porção mais externa 
do aparelho respiratório. 
2. Vestíbulo: porção continua à 
narina, estrutura interna e pilosa. 
3. Focinho: porção cartilaginosa 
do nariz. 
Estrutura da cavidade nasal: 
° Septo nasal, 
° Conchas e meatos nasais, 
° Óstio do ducto nasolacrimal, 
° Órgão vomeronasal (órgão de 
Jacobson). 
Cavidade nasal: 
° Região que se estende do 
vestíbulo à nasofaringe. 
° Formada por conchas nasais 
(dorsal, ventral, media e 
etmoidal). 
° Funções: aquecer, umidificar e 
purificar o are reconhecer odores. 
° Entre as conchas formam-se 
meatos (dorsal, médio e ventral). 
Meatos: 
➔ Meato dorsal envia o ar para 
as conchas etmoidais; 
➔ Meato médio envia para os 
seios paranasais; 
➔ Meato ventral envia para os 
pulmões. 
O meato comum consiste no 
espaço entre as coanas e septo 
nasal e conduz o ar para 
diferentes tipos de meatos e para 
o pulmão, auxiliando o meato 
ventral. 
Septo nasal: 
Separa a cavidade nasal em D e E. 
Parte cartilaginosa (7), 
membranácea (9) e parte óssea 
(10). 
 
Cavidade nasal: 
Da narina até a coana. 
3 regiões: 
A. Vestíbulo nasal: contém as 
vibrissas. 
B. Região respiratória: maior 
parte. Epitélio respiratório com 
cílios e produtor de muco. 
C. Região olfatória: caudodorsal 
com conchas etmoidais. 
Conchas nasais: 
Delgadas laminas espiraladas de 
ossos (ossos turbinados) 
recobertos por mucosa. 
° Conchas nasais dorsais: 
projetam-se das paredes laterais 
da CN e fixam aos ossos etmoide e 
nasal. 
° Conchas nasais ventrais: 
projetam-se das paredes laterais 
da CN e fixam-se ao osso maxilar. 
° Conchas etmoidais: projetam-se 
do osso etmoide e contem células 
olfativas. 
 
 
 
 
Meatos: 
Espaços por onde transita o ar no 
interior da CN. 
1. Meatos nasal dorsal: entre o teto 
da CN e a CND. 
2. Meato nasal médio: entre a CND 
e a ventral. 
3. Meato nasal ventral: entre a 
CNV e o assoalho da CN. 
4. Meatos etmoidais: entre a 
conchas nasais etmoidais. 
5. Meato nasal comum: espaço 
entre as CN e o septo nasal. 
 
CN e meatos tem a funcionalidade 
de aquecimento e umidificação do 
ar. 
 
Óstio do ducto nasolacrimal: 
Carnívoros: 
° Localizados rostralmente na 
parede lateral da CN. 
Equinos: 
° Identificação mais fácil que nas 
outras espécies. 
° Localização mais rostral e 
ventralmente. 
° Narinas maiores e mais flexíveis. 
 
Órgão vomeronasal: 
° Par de divertículos localizados 
no assoalho da CN. 
° Envoltos por cartilagem. 
° Revestidos internamente por 
uma mucosa olfatória acessória. 
° Abrem-se no ducto incisivo 
(nasopalatino); 
° Permite a comunicação da 
cavidade oral com a CN. 
Função: identificação de 
feromônios e nos machos auxiliam 
na identificação de fêmeas no cio. 
 
 
 
Seios paranasais: 
Cavidades dos ossos cranianos 
que: 
° Reduzem o peso do crânio. 
° Isolante térmico para o encéfalo 
e cavidade nasal. 
° Pneumatização (“amortecedor”) 
– ruminantes, suínos. 
 
 
Faringe: 
Porção tubular cônica e 
musculomembranosa comum aos 
sistemas respiratório e digestório. 
Dividida em palato mole em: 
° Nasofaringe (dorsalmente); 
° Orofaringe (ventralmente). 
 
➔ Nasofaringe em azul. 
 
 
Cartilagens laríngeas 
° Revestidas internamente por 
mucosa. 
° Epiglote, aritenoides, tireoide 
e cricóide. 
° Órgão de fonação dos 
mamíferos. 
° Funcionamento para que o 
alimento seja direcionado ao 
esôfago. 
Aritenoíde usada como 
referência para intubação. 
 
 
Traqueia: 
Anéis, lig. anulares e musculo 
traqueal. 
° Primeira via de acesso de ar 
para os pulmões. 
° Carina da traqueia. 
 
 
Brônquio traqueal: 
° Ventila o lobo cranial do pulmão 
D de suíno e ruminantes. 
 
Brônquio -> brônquio lobar -> 
brônquio segmentar -> 
bronquíolos. 
° Bronquíolos são ramificações 
não cartilaginosa dos brônquios 
segmentares -> sacos alveolares -
> alvéolos pulmonares. 
 
Lobos pulmonares: 
° Equino: 
Não possui lobo médio. 
 
Temos dois pulmões, esquerdo e 
direito. 
 
Cão: 
 
➔ Esquerdo / Direito. 
 
Ruminantes: 
Possuem o lobo cranial do pulmão 
D dividido em partes cranial e 
caudal (brônquio traqueal). 
 
 
Esquema: 
Espécie Pulmão 
Esq. 
Pulmão 
Dir. 
Carnívoros Lobo 
cranial 
dividido 
Lobo 
caudal 
Lobo 
cranial, 
médio, 
caudal e 
acessório. 
Suínos Lobo 
cranial 
dividido 
Lobo 
caudal 
Lobo 
cranial, 
médio, 
caudal, 
acessório. 
Ruminantes Lobo 
cranial 
dividido 
Lobo 
caudal 
Lobo 
cranial 
dividido, 
lobo 
médio, 
caudal, 
acessório. 
Equinos Lobo 
cranial 
Lobo 
caudal 
Lobo 
cranial, 
caudal, 
acessório. 
 
Pleura: 
° Recobre os pulmões; 
° Membrana lisa e serosa; 
° Constituída de uma camada de 
células do tecido conjuntivo 
fundidas. 
 
Algumas doenças 
relacionadas: 
° Sinusite, faringite, colapso de 
traqueia, traqueobronquite 
infecciosa, bronquite, bronquiolite, 
enfisema, asma, alergia.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.